Pokemon Revolution
Os membros mais ativos da semana







Um fórum á tua medida!







Image and video hosting by TinyPic
Create your own banner at mybannermaker.com!
Últimos assuntos
» Advenced Pokemon Misterys
Sab Abr 19, 2014 5:25 am por Ulisse Ayule

» Pokemon Adventures Quest
Sab Abr 19, 2014 5:05 am por Ulisse Ayule

» Mamodo Adventure Of Battle (inscrições abertas)
Dom Jan 12, 2014 4:33 pm por Álex Trévia

» Pegue seu inicial
Seg Set 16, 2013 3:53 pm por lucas zemm

» Pegue seu inicial
Seg Ago 05, 2013 5:18 pm por miguelxin

» Para que serve?
Seg Abr 29, 2013 4:16 pm por rickinho

» Pegue seu inicial
Sab Abr 27, 2013 9:54 pm por rickinho

» Pegue seu inicial
Sab Abr 27, 2013 1:31 pm por rickinho

» Pegue seu inicial
Sex Abr 26, 2013 6:55 pm por rickinho

Nosso Banner

Pokemon-The Ultimate Journey

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Qui Nov 24, 2011 8:29 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capítulo 18: Problemas em pleno Monte Coronet!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Twist sumiu quando Davi, Tyson e Emily estavam preparando um acampamento. Emily achou o Pokémon defendendo sua antiga amiga Aipom, que entrou para sua equipe. Agora, para os heróis...


-Viajando, viajando, viajando com meus amiguinhos...- cantarolou Tyson- Monte Coronet no caminho, esperando para abrir a fama em nossos destinos! Weeeeeeeee!
-Abrir a fama em nossos destinos?- perguntou Emily.
-Se não vai cantar, não critique.- disse Tyson.
-Ah, sorte sua que estou a três metros de distancia.- disse Emily.
-É, você anda muito lenta.- disse Tyson.
-Se você quiser, posso acelerar o passo um pouquinho...
-Não, obrigado.
-Ei, olhem o Monte Coronet!- exclamou Davi, apontando Para uma montanha cobertas de neve nos picos, com entradas em vários lugares.
-É hora de ir pro lado leste de Sinnoh!- disse Tyson, e correu para uma entrada.
-Hei, espere por nós!- gritou Davi.
-LEN-TOS!- provocou Tyson, entrando numa das aberturas.


Davi observou um Pokémon caramujo azul, andando lentamente sobre uma rocha.

-Ei, olhem só, um Shellos azul!- disse Davi.
-Nossa, Davi, que legal.- disse Tyson, cansado.
-Ei, Emily, você só tem o rosa, por que não captura o azul?- perguntou Davi.
-Ah, depois. Não gosto de cavernas.- disse ela, olhando para todo lado.
-Ah, relaxa, logo ali tem uma saída.- disse Davi, e sorriu.

Emily devolveu o sorriso.

-Então, nada a temer!- completou Davi.

Mas, de repente, cinco estranhos Pokémon rochosos, com narizes grandes e vermelhos caíram do teto, bem em frente a saída, bloqueando-a.

-Hehe, nada a temer?- riu Emily, nervosa.
-Epa, são Nosepasses, e não parecem de bom humor.- disse Davi.

Os Nosepasses levantaram rochas e jogaram na direção de Davi, Tyson e Emily, que desviaram.

-Atacar as pessoas com Rock Throw não é gentil!- disse Emily.
-Oh, Arceus, vamos fugir!- exclamou Tyson.

Os três correram por um túnel a esquerda, desviando de mais uma leva de ataques. O Nosepass do meio balançou a cabeça para os outros, e eles seguiram os jovens, levitando.
Tyson olhou para trás e viu os Pokémon Bussolas seguindo-os.

-Essa não! Estão nos seguindo!- avisou Tyson- Rápido, corram como o vento!
-É fácil falar!- disse Emily.

Um barulho de zumbido pode ser ouvido.

-Epa, isso não parece ser um bom sinal...- comentou Davi.

Ele olhou para trás e viu, junto com os Nosepasses, três estranhos Pokémon flutuantes de aço, com imãs nos lados.

-Os Nosepasses atraíram um bando de Magnemites!- avisou Davi- Abaixem-se!

Os três se abaixaram quando três raios passaram voando por cima de suas cabeças.

-Thundershocks!- exclamou Emily.
-Essa não, vão nos acertar!- disse Davi.
-É o fim! Eu nem beijei ainda, Arceus!- exclamou Emily.
-Hum, sério?- perguntou Davi.
-À direita!- gritou Tyson.

Os três pularam para um túnel a direita bem a tempo de evitar três raios pequenos. Emily apontou para trás.

-Corram!

Os três fugiram por mais alguns tuneis, até ficarem entre um lago e os Pokémon.

-Essa não! O que vamos fazer agora?- perguntou Davi.
-Eu digo o que vamos fazer!- disse Tyson, e se virou para o lago- Olha a bomba!

Tyson se atirou no lago. Davi e Emily se entreolharam e deram de ombros, depois pularam.

-Essa não!- disse Tyson.
-O que foi?- perguntou Davi.
-Água conduz eletricidade.- respondeu Tyson.
-Seu tonto!- provocou Emily, dando um tapão nele.

Os Magnemites começaram a carregar os Thundershocks. Davi pegou uma Pokéball qualquer e jogou-a.
Psyduck saiu da Pokéball e caiu na água, com as mãos na cabeça.

-Psyduck, é hora de lutar!- exclamou Davi, mas o Pokémon Pato não respondeu- Levanta, você ‘tá assim desde ontem!
-Desde ontem?- repetiu Emily.
-É!- confirmou Davi.
-Eu sei o que ele tem! É o processo de evolução Psyduck! Eles ficam vinte e quatro horas com uma dor de cabeça imensa pra aumentar os poderes! A que horas exatamente ele está assim?- perguntou Emily.
-Ahm... Ele começou com isso as três horas de ontem!- respondeu Davi- Tyson! Que horas são?
-Onze... Espera, cinco... Não, uma...- disse Tyson, olhando para a Pokétech- Não sei, a hora ‘tá mudando toda hora!
-São os Magnemites! Ouvi disser que eles atrapalham sistemas eletrônicos!- explicou Emily.
-Droga!- exclamou Tyson- Eu vou soltar o Buizel e...
-Não! Ele vai ser facilmente derrotado pelos ataques elétricos!

Enquanto os três discutiam, Psyduck começou a brilhar e mudar de forma. Ele cresceu e suas membranas criaram garras. Uma grande cauda cresceu, e um rubi emergiu de sua testa. Após sua coloração mudar para azul, ele se transformou num poderoso Golduck!
Num gesto corajoso, ele formou uma esfera de água em sua mão e jogou-a nos Nosepasses, que caíram nocauteados.

-Ei, olhem só! Psyduck evoluiu!- exclamou Davi.
-E aprendeu Water Pulse!- completou Emily.
-Weeeeeeee, não é o fim!- comemorou Tyson.

Golduck usou o Confusion e jogou os Magnemites nas laterais do túnel. Os três ficaram zangados e lançaram três pequenos raios nele, jogando-o na água.

-Golduck, contra ataque com Fury Swipes!- ordenou Davi.

Golduck pulou para fora da água e acertou os três Magnemites com uma de suas garras, que se envolveu numa aura sombria, nocauteando os três.

-Isso foi um Shadow Claw!- disse Davi, surpreso- Whoa, Golduck ficou bem forte!

Golduck sorriu para o treinador e tirou os três da água.

-Ahm, alguém mais deseja sair dessa montanha?- perguntou Emily, com um sorriso falso.
-Eu.- disseram Davi e Tyson.
avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Qui Nov 24, 2011 8:31 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capítulo 19: Hearthome, a cidade da beleza!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi, Tyson e Emily foram atacados no Monte Coronet. Psyduck concluiu seu período de evolução e virou um poderoso Golduck, salvando nossos heróis. Agora, nossos heróis acabam de chegar em Hearthome...


-Ei, olhem ali! É Hearthome!- disse Davi, animado.
-Legal! Sempre quis visitar Hearthome! Sinto cheiro de felicidade!- disse Emily.
-E eu sinto cheiro de bolo de chocolate...- disse Tyson, cheirando o ar.
-Essa não!- disseram Davi e Emily.

Tyson saiu correndo para comprar um pedaço do bolo.

-Bolo de chocolateeeeee!- gritou ele.
-E lá vai ele de novo...- disse Davi.
-É... Bom, vamos indo!- disse Emily, animada.

Emily saiu correndo para a cidade. Davi ficou a observando.

-Davi, Davi...- murmurou ele, e correu para a cidade também.


-Nãããããooooo!- gritou Tyson, ajoelhado na frente da barraquinha de bolos de chocolate.
-O que foi?- perguntou Davi.
-Eu tô sem grana...- respondeu Tyson, triste- Como vou comer bolo sem grana?!
-Relaxa, eu empresto um pouco e...- foi dizendo Davi, pegando sua carteira- Epa, tô pobre?
-Emily?- perguntou Tyson.
-Tô lisa...- disse ela.
-É o fim...- disse Tyson.
-Esperem, eu posso ajudar!- gritou alguém, no alto.

Todos olharam para a direção da voz. Um garoto num pássaro cinza voava na direção deles.

-Staravia, pouse!- ordenou ele.

O Staravia saiu voando em alta velocidade para a calçada. O treinador em sua costas se descuidou e caiu a uns cinqüenta centímetros do chão.

-Staravia, maneire a velocidade quando for pousar...- pediu o treinador.
-Nossa, você está bem?- perguntou Emily.
-Por que se importa?!- exclamou Davi.

Todos olharam para ele.

-Escapou.- disse ele, nervoso.
-É, estou bem sim...- respondeu o treinador, levantando e se apoiando na barraca- Tudo bem, só bati a cabeça.
-Ahm, você mencionou algo sobre ajudar?- perguntou Tyson.
-Tyson, não seja rude! Sou Emily, ele é Davi...- apresentou Emily.

Davi andou em círculos, arrependido.

-Ahm... E ele é Tyson...- continuou Emily.
-Sou Dan. Dan Matsukasa.- apresentou-se Dan.
-Bom... Você disse alguma coisa sobre ajudar?- repetiu Tyson.

Emily revirou os olhos.

-Ah, sim. Dois bolos de chocolate. Um pro meu amigo Tyson aqui.- pediu Dan.
-É pra já!- disse a mulher da barraquinha, entregando dois pratos com fatias de bolo de chocolate para os dois.
-Preciso ficar bem nutrido para o Contest de hoje...- disse Dan, dando uma mordida no bolo.
-Contest?- repetiu Emily.
-É, vai ter um hoje a tarde. O premio é uma fita, quinhentos Pokés...- foi dizendo Dan.

Davi se interessou.

-Quinhentos Pokés?- repetiu ele.
-É. E mais uma dúzia de bolo de chocolate de Hearthome.- completou Dan.
-Uma dúzia de bolos de chocolate de Hearthome?- repetiu Tyson, de boca cheia, imaginando-se nadando em um mar de bolos de chocolate- Que sonho...
-Vou tentar ganhar minha quarta fita...- disse Dan.
-Você é coordenador?- perguntou Tyson.
-Sim.- respondeu Dan.
-Bom, nós vamos participar.- disse Davi.
-Como?- perguntou Tyson, cuspindo metade do bolo.
-Ué, precisamos de Pokés pra comprar Pokéballs pra Emily e Potions pra nós.- explicou Davi.
-Ah... Não tem outro motivo?- perguntou Tyson.
-O que você está insinuando?!- perguntou Davi.
-Nada.- disse Tyson.
-Bom, vamos lá nos registrar, então.- disse Emily.
-Tchau.- despediu-se Dan.
-Tchau.- responderam os três.

Dan encostou a mão na barraquinha. De repente ela quebrou, jogando todos os bolos no chão, junto com Dan.

-Bom, senhora... Você teria mais um bolo?- perguntou Dan, nervoso.


Mais tarde, o apresentador do Contest falava para a platéia.

-A primeira fase do Contest de Hearthome serão as apresentações! Cada coordenador irá usar dois Pokémon e tentar impressionar os juízes com lindas, fortes ou inteligentes técnicas. Agora, nosso primeiro coordenador será... Tyson, de Twinleaf!- anunciou o apresentador.

Tyson entrou correndo no palco.

-Yahoooo!- gritou ele.
-Que grito impressionante!- elogiou o apresentador.
-Vão! Pyro, Murkrow!- exclamou Tyson, liberando os dois Pokémon- Murkrow, Secret Power!

Murkrow brilhou multicolorido e voou pelo palco, espalhando pequenas partículas de luz brilhante pelo caminho.

-Pyro, Mach Punch, e então, Flame Wheel!- exclamou Tyson.

Pyro usou o Mach Punch para chegar ao centro do palco e girou lateralmente com Flame Wheel, atraindo as partículas multicoloridas para si.

-Impressionante! Ele está atraindo as luzes com o calor!- disse um dos juízes.
-Agora, pare!- ordenou Tyson.

Pyro parou e uma onda de luz multicolorida explodiu ao tocar no fogo, impressionando a todos.

-Obrigado, obrigado...- agradeceu Tyson.


-Agora, vamos ver Emily, de Sandgem!- anunciou o apresentador.
-Vão, Aipom, Twist!- exclamou Emily, entrando no palco-Twist, use o Bubble Beam!

Twist disparou uma rajada de bolhas do bico.

-Aipom, pule nelas!- ordenou Emily.

Aipom pulou na cabeça de Twist e depois nas bolhas.

-Use o Swift!- exclamou Emily.

Aipom deu uma mortal para trás e soltou várias estrelas da cauda, que entraram nas bolhas, fazendo-as brilhar.

-Magnífico!- exclamou um dos juízes.
-Agora, Fury Swipes!

Aipom foi destruindo as bolhas, que emitiam luzes que rodeavam ela.

-Obrigada!- agradeceu Emily.


-Vão lá pra arrasar! Leafy, Golduck!- exclamou Davi- Leafy, use o Razor Leaf pro alto!

Leafy disparou várias folhas cortantes pro alto.

-Golduck, faça o símbolo com o Confusion!- ordenou Davi.

Golduck usou o poder da mente para fazer as folhas parecerem uma grande Pokéball.

-Agora, Water Pulse!- exclamou Davi.

Golduck atirou uma esfera de água nas folhas, que explodiu sendo levada pela água para baixo.

-Razor Leaf!

Leafy disparou várias folhas, causando um impacto de energia, que fez os ataques sumirem.

-Muito inteligente!- disse uma juíza.
-É isso aí!- disse Davi, fazendo sinal positivo para os Pokémon.


-Preparem-se para ver um espetáculo, porque eu sou muito bom!- disse Dan- Staryu, Luxio!

Dan liberou um Pokémon estrela e um Pokémon leão adolescente.

-Staryu, use o Rapid Spin!- ordenou Dan.

Staryu saiu pelo ar girando em alta velocidade.

-E agora, Luxio, Thunderbolt!- continuou Dan.

Luxio lançou um grande raio em Staryu, que estava girando e fez as faíscas se espalharem por todo o palco, impressionando a todos.

-CARNAVAL!- gritou Tyson, da platéia, e todos olharam para ele- Quer dizer... Que boa essa apresentação...
-Terminei.- disse Dan.
-Simplesmente fascinante!- disseram os três juízes.
-Eu disse que era bom!- falou Dan, e tropeçou- He,he!
avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Qui Nov 24, 2011 8:33 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capítulo 20: Hearthome, a cidade da beleza! Parte 2!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi, Tyson e Emily conheceram Dan, um coordenador Pokémon um tanto atrapalhado. Os quatro entraram no Contest de Hearthome e fizeram belas apresentações. Agora, os amigos esperam os resultados...


-Vamos logo... Vamos logo... Vai logo, pô!- exclamou Tyson, impaciente.
-Calma, seu tonto!- disse Emily.
-Não dá, eu preciso saber se consegui passar! Cada vitória é um passo a frente para ganhar bolos de chocolate!- retrucou Tyson.
-Cara, seja paciente. Se tem uma coisa que eu aprendi em Contests é que demora mais que fila pra hospital.- disse Dan, encostado na parede.
-Ok, eu vou...- disse Tyson, mas foi interrompido pela televisão LCD da sala de espera.
-Agora, os oito ganhadores escolhidos pelos juízes serão anunciados...

Surgiram oito fotos na TV, dos ganhadores que passaram para a segunda fase.

-Passamos!- exclamou Davi.
-Os bolos são meus!- disse Tyson, feliz.
-Só por que passou, não quer dizer que ganhou, espertalhão.- provocou Emily.
-Ué, se eu tirar dois qualquer e você, já é certa minha vitória.- disse Tyson.
-Seu tonto!
-Violenta!


Depois de algumas batalhas, as semi-finais foram anunciadas. Nada menos que Emily VS Davi e Dan VS Tyson.

-Oh, Arceus...- murmurou Davi.
-Ei, Davi! A disputa é entre nós, que legal!- disse Emily, animada.
-É, que legal...- fingiu Davi.
-Ok, todo mundo, eu vou indo!- disse Emily, e saiu da sala.

Davi esperou Emily sair.

-NÃÃÃÃÃOOO!- gritou ele.

Dan levantou uma sobrancelha.

-Se acostume.- disse Tyson, sorrindo.


-Agora, vamos presenciar a batalha de Contest entre os participantes Davi e Emily, que parecem ser amigos, já que o garoto está...- foi dizendo o apresentador.
-Cala a boca!- exclamou Davi.
-Grosso!- xingou o apresentador- Comecem logo!
-Vá, Cherubi!- chamou Emily, e lançou sua Pokémon.
-Vá, Electrike!- exclamou Davi- Use o Spark!
-Desvie!- exclamou Emily.

Cherubi desviou rapidamente da investida elétrica de Electrike, girou no ar e lançou várias folhas que rodearam a sua volta.

-Growth!- exclamou Emily.

Cherubi brilhou em verde, mas as folhas se fecharam em torno do Pokémon, contento a luz.

-Vamos lá! Magical Growth Roll!- exclamou Emily.
-Cooooomo?- perguntou Davi.

Cherubi caiu no chão e rolou junto com as folhas brilhantes, acertando Electrike, que foi lançado no ar.

-Transforme em Magical Leaf!- continuou Emily.

Cherubi controlou as folhas e lançou-as em Electrike, que saiu voando até quase bater no teto.
“Essa não! Emily está acabando comigo! Tenho que revidar... Já sei!” pensou Davi.

-Spark girando!- exclamou ele.

Electrike entendeu imediatamente e se rodeou em eletricidade. Logo mergulhou para baixou dando mortais, e se teve a impressão de estar em uma roda.

-Parece até um Flame Wheel!- disse Tyson, na platéia.
-Um coordenador deve sempre pensar rápido, e estar em conexão perfeita com seu Pokémon...- disse Dan.
-E por que você disse isso?- perguntou Tyson.
-Sei lá. Deu vontade.- disse Dan- Ei, eu quero um cachorro quente, senhor!
-Eu também!

Electrike acertou seu oponente com a técnica e o lançou rolando pelo palco.

-Use o Quick Attack!- exclamou Davi.

Electrike se colocou em posição e saltou contra Cherubi rapidamente.

-Rápido, use o Double Team!- ordenou Emily.

Cherubi criou várias cópias de si mesma, confundindo Electrike, que caiu no chão.

-Trinta segundos restando!- anunciou o apresentador.
-Use o Roar!- ordenou Davi.

Electrike começou a rugir, desfazendo as cópias uma por uma.

-Vinte segundos!

Todas as cópias desapareceram e a Cherubi verdadeira ficou indefesa.

-Dez segundos!

Electrike se preparou.

-Cinco segundos!
-Essa não!- exclamou Emily.

Davi ia ordenar Electrike, mas hesitou ao ver Emily abaixar a cabeça. Olhou para o placar e notou que Emily estava com mais pontos.

-Vou me arrepender amanhã...- murmurou ele.
-Acabou o tempo!- anunciou o juiz- Emily, de Sandgem, é a vencedora!

Davi sorriu e foi subir a escada da platéia. Emily correu atrás dele.

-Ei, Davi!- chamou ela.
-O quê?- perguntou ele.
-Porque não mandou o Electrike atacar?- perguntou.
-É que eu não sabia que movimento usar...- mentiu ele.
-Você? Não saber que movimento usar? Você acha que eu nasci ontem?- perguntou Emily.
-Ahm... Eu nunca vi sua certidão de nascimento, então não tenho muita certeza...- brincou ele.
-Hum... Vamos, vamos assistir a batalha de Tyson e Dan.


-Vá, Staravia!- exclamou Dan, e lançou o Pokémon Estorninho.
-Buizel, sua vez!- exclamou Tyson, e lançou o Pokémon Doninha- Use o Aqua Jet!

Buizel se rodeou em água e saiu voando na direção de Staravia.

-Desvie e use o Aerial Ace!- ordenou Dan.

Staravia girou para o lado e desviou, e logo navegou os ventos para acertar Buizel em pleno ar, que começou a cair.

-Volte com Sonic Boom!- ordenou Tyson.

Buizel girou e lançou uma onda de energia no chão, pegando impulso de volta.

-Conecte com Quick Attack!- continuou Tyson.

Buizel pegou velocidade e acertou Staravia, que saiu girando para cima.

-Revide com Whirlwind!- ordenou Dan.

Staravia se recuperou e criou uma ventania que arremessou Buizel no chão.

-Vamos lá, Aqua Jet girando!- exclamou Tyson.

Buizel pulou na direção de Staravia e começou a girar com água em seu corpo, realizando uma técnica parecida com a de Davi.

-Ô, imitão!- exclamou ele, da platéia.

Staravia foi acertado, mas logo se recuperou e lançou o oponente com mais uma ventania.

-Agora, U-Turn!- exclamou Dan.

Staravia se tornou uma esfera verde e atacou Buizel em pleno ar, acabando com todos os pontos de Tyson.

-E o vencedor é Dan, de Goldenrod!- anunciou o apresentador.
-Isso, venci!- comemorou Dan.
-Ah, já era os meus bolos...- disse Tyson, triste- Por queeeê?


-E agora, o que todos estavam esperando... A grande final, entre Emily e Dan vai começar agora!- anunciou o apresentador, fazendo a platéia ir a loucura.
-Boa sorte, Emily!- gritou Davi.

Emily fez um sinal positivo com a mão para ele.

-Boa sorte, Dan!- gritou Tyson.

Davi olhou para ele com um olhar reprovador.

-Que foi? Ele me pagou um bolo de chocolate!- justificou Tyson.
-Vai, Aipom!- chamou Emily, liberando a Pokémon Cauda Longa.
-Staryu, vamos nessa!- exclamou Dan, liberando seu Pokémon- Use o Rapid Spin!

Staryu começou a girar e saiu voando para acertar Aipom, que rapidamente pulou e desviou.

-Ótimo, Aipom! Use o Sand Attack!- ordenou Emily.

A Aipom virou-se rapidamente para Staryu e jogou areia com sua cauda. Staryu recuou um pouco.

-Grande coisa!- disse Dan- Vamos lá, use o Water Gun!

Staryu lançou um jato d’água do lado de Aipom.

-Nossa, seu Pokémon tem uma boa mira, em?- ironizou Emily.
-Droga, a Aipom jogou areia na Staryu! Agora ela mal consegue ver!- exclamou Dan.
-Mas ela nem tem olhos.- disse Davi, da platéia.
-Dã.- completou Tyson.

Emily sorriu.

-Tenta acertar a Aipom agora.- disse Emily.
-Tudo bem! Use o Swift!- ordenou Dan.

Várias estrelas saíram do “núcleo” de Staryu, que fizeram uma curva e acertaram Aipom.

-Swift é um golpe que sempre acerta!- gabou-se Dan.
-Aipom, pule e use Fury Swipes!- exclamou Emily.

Aipom pulou bem alto e preparou seu ataque.

-Use o Rapid Spin!- reagiu Dan.

Staryu girou e acertou Aipom em pleno ar, lançando-a bem alto.

-E agora o Icy Wind!- continuou Dan.

Staryu parou de girar e lançou um vento frio em Aipom, que congelou e começou a cair.

-Essa não! Se Aipom cair, vou estar em sérios apuros...- disse Emily, olhando para o placar- Aipoooooom!

A cauda de Aipom começou a ficar roxa e o gelo se partiu. Ela bateu a cauda uma vez no chão e pegou impulso até Staryu, logo a acertando.

-Isso... Isso foi um Double Hit?- perguntou Dan, enquanto Staryu caia no chão.
-Sim!- exclamou Emily, feliz.

Aipom pousou no chão e começou a brilhar. Sua cauda se alongou e dividiu-se em duas. Suas orelhas cresceram e o topete na sua cabeça se dividiu em dois também.

-Evoluiu para Ambipom!- exclamou Dan.
-Isso! Ambipom, use o Double Hit!- ordenou Emily.

As caudas de Ambipom brilharam novamente e ela acertou Staryu uma vez para cima e outra vez para baixo.

-Pra trás!- exclamou Emily, e a Pokémon deu várias mortais para trás.
-Levante-se!- ordenou Dan.
-SWIFT!- gritaram os dois.

Staryu lançou várias estrelas na direção de Ambipom, que começou a girar e lançar estrelas, que juntaram se as outras e derrubaram Staryu.

-Acabou o tempo!- anunciou o apresentador- E o vencedor éééé... Espera, esse placar ‘tá cheio de fumaça... O vencedor é Dan, de Goldenrod, por alguns pontos!
-Nãããão! Ainda estamos pobres!- gritou Davi.
-E sem bolo!- completou Tyson.
-Relaxa, eu só me importo com a fita. Vocês podem ficar com o dinheiro...- disse Dan.
-E os bolos, né?- perguntou Tyson.
-Haha... Os bolos são meus.- disse Dan, e foi pegar sua fita de Contest.
avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Qui Nov 24, 2011 8:35 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 21: Batalha de ginásio! Fantina assusta todos!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi, Tyson, Emily e Dan participaram do Contest de Hearthome. Mesmo após a Aipom de Emily evoluir, Dan ganhou sua terceira fita de Contest. Como será que estão nossos heróis?


-Hora da batalha!- exclamou Davi, animado- Vou mostrar a Fantina qual o verdadeiro significado de poder!
-Não acha que é confiança demais?- perguntou Emily, enquanto partiam para o ginásio.
-Oras, confiança pra mim é igual a um quilometro de bolos de chocolate pro Tyson!- disse Davi.
-Hum... Poxa, tinha que falar em bolo, agora fiquei com fome...- resmungou Tyson.
-Ué, mas o Dan não te deu os bolos do Contest?- estranhou Emily.

Tyson colocou a mão na barriga e arrotou.

-Deu- confirmou Tyson- Mas eles já se foram.
-Meu Arceus.- murmurou Emily, sem acreditar.
-Ah, parem de enrolar! Vamos logo pro ginásio!- exclamou Davi, animado.
-Nossa, e pensar que você estava super ‘deprê alguns dias atrás...- disse Emily.
-Foi tipo: Bebê, cair, levantar! Bebê, cair, levantar!- cantou Tyson.
-Estou viajando com um bando de malucos...- disse Emily.


Tyson abriu a porta do ginásio. Era tudo escuro, só podia se ver uma arena simples e duas arquibancadas.

-Alooooooou? Alguém em casa?- chamou Tyson- Ei, não tem ninguém!
-Ué!- disse Davi, e os dois entraram- Não vai entrar, Emily?
-Nããão! Vou ficar aqui mesmo...- disse ela, hesitando.
-Ué, por quê?- perguntou Davi.
-Bom, eu estava pensando... Fantina é especializada em Pokémon do tipo Ghost, e até agora, não tive muitas experiências boas com fantasmas...- disse Emily.
-Caraca, você tem medo de fantasmas, cavernas, mas não tem medo de mim? Que medrosa!- provocou Tyson.

Emily pulou para dentro do ginásio para dar um tapa nele, mas logo a porta se fechou.

-Me salvei do tapa.- gabou-se Tyson.
-Seu tonto!- provocou Emily, e jogou-o no chão.
-Violenta!- exclamou Tyson.
-Agora que vocês fizeram sua rotina de humor capitular, eu vou desafiar a Fantina...- disse Davi- Ei, Fantina!
-Eu!- exclamou alguém, e luzes se acenderam, mostrando uma mulher do outro lado do ginásio.
-Ei, é a Fantina!- disse Emily.
-Pensei que ela fosse nova, e não uma velhota de cinqüenta anos.- disse Tyson.

Davi interrompeu o tapa de Emily.

-Poupe ele...- pediu.
-Poupe-me...- pediu Tyson.
-Vou poupá-lo...- disse Emily.
-E vocês me poupem dessa baboseira!- exclamou Fantina- Você, que quer me desafiar, se posicione! E os idiotas vão pra arquibancada!
-Idiota é o Tyson, não eu...- murmurou Emily, indo para a arquibancada.
-Você fere meu coração...- disse Tyson.

Tyson e Emily sentaram na arquibancada. Davi sorriu e lançou uma Pokéball, liberando Leafy, seu Grotle.

-Um Grotle... Vou começar pegando leve com você! Vá, Duskull!- exclamou Fantina, e liberou um estranho Pokémon caveira, que ficava flutuando e só tinha um olho- Use o Shadow Ball!
-Contra ataque com Razor Leaf!- ordenou Davi.

Duskull lançou uma esfera de energia negra na direção de Leafy, que lançou uma saraivada de folhas, destruindo a esfera.

-Leafy, continue com Bite!- ordenou Davi.

Leafy pulou e mordeu Duskull, causando um enorme dano e jogando-o longe.

-Bite é um ataque do tipo Dark, que é super efetivo contra Ghost... Vou ter que tomar providencias extremas em relação a isso...- disse Fantina- Use o Destiny Bond!

Duskull encarou Leafy, e os olhos dos dois ficaram vermelhos.

-E agora, Memento!- exclamou Fantina.

Duskull começou a ficar desfocado, logo se nocauteando. Os olhos de Leafy começaram a brilhar, e ele caiu nocauteado também.

-Epa, o que foi isso?- perguntou Davi, surpreso.
-Destiny Bond é um golpe de precaução, se o usuário for nocauteado, o oponente afetado pelo Destiny Bond também cairá. E, Memento, é um golpe de auto-nocaute. Logo, seu Pokémon está fora.- explicou Fantina.
-Ela praticamente sacrificou o Pokémon dela...- disse Tyson.
-Atitude fantasmagórica, mesmo...- concordou Emily, intrigada.

Davi e Fantina lançaram novos Pokémon.

-Drifblim!- exclamou Fantina, e lançou um estranho Pokémon Dirigível, com um formato de balão e estranhos membros em volta de seu corpo.
-Golbat!- exclamou Davi, e lançou seu Pokémon Morcego.
-Então você quer batalhar fogo com fogo?! Não quer dizer nada que seu Pokémon é do mesmo tipo que o meu! Isso não vai tornar a luta equilibrada!- disse Fantina.
-Mas eu nem sabia que você ia lançar um Drifblim.- disse Davi.
-A vovó ‘tá ficando biruta!- brincou Tyson.
-Use o Air Cutter!- ordenou Davi.

Golbat lançou uma rajada de vento em Drifblim, que planou um pouco para baixo.

-Isso não foi nada!- exclamou Fantina- Use o Gust!

Drifblim criou um pequeno tornado que lançou Golbat até a parede do ginásio, causando muito dano.

-Hum... Use o Bite!- reagiu Davi.

Golbat saiu em alta velocidade para acertar um mordida em Drifblim.

-Defenda-se com Constrict!- ordenou Fantina.

Drifblim enrolou Golbat com seus “braços”, parando-o e jogando-o no chão, nocauteado.

-Golbat, volte...- disse Davi, surpreso- Vá, Electrike!

Electrike saiu da Pokéball e emitiu um brilho, devido a ser Shiny.

-Ok, vamos der que batalhar duro! É 1 contra 2, Electrike! Use o Quick Attack!- ordenou Davi.

Electrike pegou velocidade e pulou na direção de Drifblim, que defendeu-se cruzando os “braços”.

-Spark!- exclamou Davi, temeroso.

Electrike se envolveu em eletricidade e tentou acertar Drifblim, que soltou vários gases estranhos de seu corpo, e formando um escudo giratório com poderes mentais. Electrike acertou o escudo e ricocheteou até o chão.

-Apresento-lhe a combinação de Psychic e Ominous Wind- disse Fantina- Agora, finalize com Ominous Wind!

Drifblim soltou um tufão dos misteriosos gases, que acertaram Electrike, lançando-o ao ar.

-E agora, Payback!

Drifblim estreitou os olhos e acertou Electrike com uma investida, nocauteando-o.
Davi piscou surpreso, e voltou o Pokémon Relâmpago para a Pokéball.

-Viu o poder dos Pokémon Ghost?- perguntou Fantina.
-Eu... Eu preciso tomar um ar fresco!- disse Davi, e saiu do ginásio.
-Davi!- exclamaram Tyson e Emily, preocupados, e saíram atrás dele.

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:03 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capítulo 22: As asas da noite! Tentando animar um amigo!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi teve sua batalha contra Fantina, a líder de ginásio de Hearthome. O garoto foi humilhado...

-Humilhado?- repetiu Davi.

Não interrompa! Bom, ele perdeu e saiu para “tomar um ar”. Vamos logo ver os heróis...


Davi bateu a porta do ginásio e se distanciou, com sua cabeça a mil.

-Davi, volte aqui!- chamou Emily, irrompendo a porta do ginásio.
-É, cara!- chamou Tyson, saindo do ginásio também.

Os dois olharam em volta.

-Sumiu!- disse Emily.
-Uhul, que ótimo...- disse Tyson- Vai entrar em depressão de novo. Agora eu vou desafiar a Fantina e...

Emily segurou-o pela orelha.

-Não, nós vamos achar o Davi!- disse Emily.
-Mas eu preciso da minha insígnia!- resmungou Tyson.
-Os amigos vem primeiro!- insistiu Emily.
-Você é má e violenta!- exclamou Tyson.
-Eu não sou violenta!- defendeu-se Emily.
-E então eu sou um pão de queijo!- disse Tyson- Hum, falando em pão de queijo, bem que um ia bem antes do ginásio...
-Seu tonto!- provocou Emily, e jogou-o no chão com um tapa.
-Você tem razão, não é violenta...- resmungou Tyson, com sarcasmo.


Davi entrou num parque. Ele era cheio de lagos e pequenas casas, com o chão gramado e brilhante. Parecia lindo, mas de noite, parecia deprimente e silencioso.
O garoto pareceu nem notar que a porta estava destrancada quando escalou um dos muros e pulou para dentro.
Passou por um dos lagos e Leafy saiu repentinamente da Pokéball, sem ser chamado.

-Leafy? O que foi?- perguntou Davi.

Leafy fez uma cara assustadora e ergueu-se nas patas traseiras.

-Você quer uma revanche contra Fantina?- perguntou Davi, e sentou num dos balanços do parque- Isso é perda de tempo...

Leafy ficou chocado e balançou a cabeça.

-Leafy... Desculpe, não sou bom em batalhas...- disse Davi.

Leafy bateu o pé no chão, causando um pouco de tremor no chão, como se estivesse impaciente.

-Olha, Leafy...- disse Davi.

De repente um enorme dragão chinês saiu do lago, flutuando pelo ar e acertando Leafy com chamas esverdeadas, saídas de sua boca cheia de dentes. O Pokémon Bosque caiu nocauteado.

-Leafy!- exclamou Davi, surpreso.

O Pokémon rugiu e suas presas congelaram. Davi voltou Leafy para a Pokéball a tempo de evitar o predador morde-lo.
O furioso Gyarados olhou para o treinador e rugiu, preparando mais um mordida congelante.

-Oh, Arceus- murmurou Davi, e rolou para o lado, fazendo o Pokémon cravar as presas no chão, ficando preso- Se deu mal!

Gyarados soltou-se e preparou um ataque.

-Cedo demais!- exclamou Davi, e fugiu do Pokémon Abominável, que o perseguiu.

Davi correu a toda velocidade, desviando de raios de gelo e chamas verdejantes, lançadas furiosamente pelo Pokémon. Foi então que ele se deparou com um muro, e o seu perseguidor abriu a boca para congelá-lo.
Mas, de repente, um pássaro negro apareceu e em alta velocidade acertou o Gyarados com as asas brilhado, jogando-o perto de um brinquedos.
Davi olhou para trás e viu Emily apontando e Tyson em pose de batalha.

-Vamos lá, Murkrow! Continue com Pursuit!- exclamou Tyson.

Murkrow começou a brilhar fracamente em preto e acertou Gyarados, que logo rugiu e disparou uma série de chamas esverdeadas.

-Essa não! É o Dragon Rage!- disse Emily, surpresa.

Murkrow foi acertado e jogado num dos lagos. O Gyarados começou a carregar um raio de gelo, pronto para congelar o lago e tudo que estivesse dentro dele.
Mas, de repente, uma luz negra inundou todo o lago, e Murkrow saiu transformado da água. Agora ele tinha o dobro do tamanho e sua asas eram vermelhas no final. O seu “chapéu” quase tapava seus olhos, que eram vermelhos. Um tipo de cachecol de penas se alongava em seu pescoço.

-Evoluiu para Honchcrow!- exclamou Tyson, surpreso.
-Mas Murkrows não evoluem pelo contato com a Dusk Stone?- perguntou Emily.
-Ué, devia ter uma dentro do lago.- disse Tyson- Agora, Honchcrow, use o Wing Attack!

Honchcrow acertou Gyarados com as asas brilhando, lançando-o em um escorregador, que se destruiu.

-Espero que não cobrem o prejuízo...- disse Emily.
-E agora, o Secret Power!- exclamou Tyson.

Honchcrow brilhou nas cores do arco-íris e acertou Gyarados, derrotando-o.

-Essa foi por pouco...- disse Davi.
-Davi, você está bem?- perguntou Emily.
-Sim, eu estou...
-Ei, Oriovaldis, olhe ali! Vândalos destruindo os brinquedos e machucando nossos Gyarados exóticos!- exclamou um guarda, em algum lugar por perto.
-Atrás deles, Lelé!- exclamou outro guarda.
-Corram!- gritou Tyson.

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:05 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 23: Cortando a onda dos fantasmas!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi foi atacado por um Gyarados furioso. Após evoluir misteriosamente, o Honchcrow de Tyson salvou-o. Mas vamos ver os heróis logo!


-Ei, Fantina!- chamou Tyson, entrando no ginásio.
-Entrando nesse ginásio assustador de novo... Urgh...- murmurou Emily, entrando também.
-Me traz tão boas lembranças...- suspirou Davi.
-FANTINA!- chamou Tyson, de novo.

As luzes se acenderam e Fantina apareceu na arena.

-Eu!- disse ela, fazendo uma pose.
-Pelo jeito, essa vovó gosta de se exibir.- disse Tyson.
-VOVÓ, É?- perguntou Fantina, furiosa- VOCÊ VAI VER QUEM É A VOVÓ DEPOIS QUE EU QUEIMAR VOCÊ NAS CHAMAS ARDENTES DA MINHA IRA!
-Eu só quero uma batalha...- disse Tyson, encolhido.
-Ah, então tá- disse Fantina, e liberou Duskull- Vá, Duskull!
-Se acalmou tão de repente...- disse Emily.
-VÃO PRAS ARQUIBANCADAS!- exclamou a líder.

Davi e Emily correram até as arquibancadas.

-Eita, o stress ‘tá rolando solto...- sussurrou Emily.
-É.- concordou Davi.
-Ahm, então vamos lá! Buizel, eu escolho você!- exclamou Tyson, liberando Buizel.
-‘Tá se achando o Ash Ketchum do seriado da PMTV!- disse Davi.
-Duskull, use o Shadow Ball!- ordenou Fantina.

Duskull lançou uma esfera negra contra Buizel, que tentou segura-la, mas foi arrastada alguns centímetros.

-Isso mesmo, Buizel! Use o Aqua Jet!- ordenou Tyson.

Buizel se envolveu em água e voou na direção de Duskull, que desviou facilmente.

-E agora Pursuit!- continuou Tyson.

O Pokémon Doninha pulou, brilhou em preto e acertou Duskull, causando um grande dano.

-Pursuit é um golpe do tipo Dark... Duskull, use o Destiny Bond!- ordenou Fantina.
-Ah, não! Buizel, volte!- exclamou Tyson, voltando seu Pokémon para a Pokéball.
-Eu sou uma vovó, mas ele é um covarde...- disse Fantina, lixando as unhas.
-Oras! Vá, Shieldon!- chamou Tyson, e liberou o Pokémon, que pulou em sua cabeça- Sai, sai! Use logo o Iron Tail!

Shieldon pulou da cabeça do seu treinador e sua cauda brilhou metalicamente. O Pokémon Escudo acertou Duskull, jogando-o longe e nocauteando-o.

-Isso! Dois pontos!- exclamou Tyson, fazendo um sinal com os dedos.
-Ele derrotou o Duskull...- disse Davi, triste.
-Ah, você derrotou ele também...- disse Emily.
-Não... Ele usou Memento e se nocauteou...- corrigiu Davi.

Emily deu um tapinha consolador nas costas dele. Tyson e Fantina voltaram seus Pokémon.

-Você de novo, Buizel!- exclamou Tyson, lançando o Pokémon.
-Drifblim, arrebente!- exclamou Fantina, lançando o Pokémon Dirigível- Use o Ominous Wind!
-Estratégia Aqua Wheel!- pronunciou Tyson.

Drifblim lançou um tufão de estranhos gases. Buizel pulou e usou o Aqua Jet girando, como se estivesse numa roda. O ataque penetrou o tufão e acertou Drifblim, fazendo-a recuar.

-Continue com Pursuit!- exclamou Tyson.
-Ominous Wind e Psychic!

Drifblim lançou mais gases, porém eles formaram um escudo giratório em volta dela. Buizel tentou atacar, mas acabou batendo e ricocheteou.
Davi levantou e gritou.

-Cuidado, ela vai usar o...- foi dizendo Davi.
-CONSTRICT!- exclamou Fantina.

Drifblim enrolou Buizel nos seus “braços” e jogou-o na parede, nocauteando-o.

-É, isso mesmo...- disse Davi.
-Tudo bem...- disse Tyson, e voltou Buizel para a Pokéball- Vá, Honchcrow!

O Pokémon Chefão encarou Drifblim ao sair da capsula.

-Vamos lá! Use o Wing Attack!- ordenou Tyson.
-Bloqueie com Constrict!- reagiu Fantina.

Honchcrow tentou acertar Drifblim com suas asas, mas o Pokémon enrolou os ataques com os braços.

-Use o Haze!- ordenou Tyson.

Honchcrow lançou uma grande quantidade de fumaça preta de sua boca, tapando os dois Pokémon. De repente, o Pokémon Chefão saiu da fumaça acertando vários ataques em Drifblim.

-Drifblim, volte!
-Rápido, use o Pursuit!

Fantina foi recuar seu Pokémon para a Pokéball, mas enquanto esta se transformava em energia, Honchcrow acertou-a com um Pursuit super forte, nocauteando-a.

-Ora, ora, ora...- disse Fantina.

Clima, clima, clima...

-Narrador! Não interfere!- exclamou Emily.
-Ahm... Onde eu estava... Ah, sim! Você não viu nada!- exclamou Fantina- Como eu disse, vou queimar você com o calor do meu ódio! Vá, Mismagius!

Fantina liberou uma Pokémon fantasma roxa que parecia vestir um vestido, e tinha um grande chapéu na sua cabeça.

-Honchcrow VS Mismagius...- disse Davi.
-Esses dois Pokémon são de espécies rivais, né?- perguntou Emily.
-Sim. Os dois evoluem com o contato com a Dusk Stone... Interessante... Muitooooo interessante...- disse Davi.
-Use o Psybeam!- ordenou Fantina.

Mismagius lançou um raio multicolorido dos olhos, que acertaram Honchcrow.

-Wing Attack!- exclamou Tyson.
-Lucky Chant!- exclamou Fantina.

Honchcrow acertou Mismagius com sua asa, lançando-a longe. A Pokémon Mágica brilhou brevemente e voltou ao normal.

-Agora, com a sorte apurada de minha Mismagius, vamos deixá-lo num estado de confusão... Use o Psybeam!- ordenou Fantina.

Mismagius lançou mais um raio em Honchcrow, que começou a bater no chão.

-O Honchcrow ficou confuso!- disse Davi.
-Vamos lá! Use o Magical Leaf!- exclamou Fantina.

Mismagius balançou-se e várias folhas surgiram ao seu redor e saíram em disparada contra Honchcrow, que ficava batendo-se no chão.

-Honchcrow! Bloqueie!- exclamou Tyson, mas o Pokémon não ouviu- BLOQUEIE!

Honchcrow voltou a si e uma de suas asas formou um grande lamina negra. O Pokémon Chefão cortou as folhas que vinham. Logo, o chão ao seu redor estava repleto de folhas.

-Legal! O Honchcrow aprendeu Night Slash!- disse Tyson- Ei, Honchcrow, o que você acha de “dar o troco”?

Honchcrow sorriu e bateu as duas asas no chão, lançando todas as folhas no ar. Logo depois, ele lançou uma rajada de fumaça pelo bico, lançando as folhas junto em Mismagius.

-Oras, ninguém vira o feitiço contra a feiticeira!- disse Fantina.
-Acabe com ela! Use o Wing Attack!- ordenou Tyson.

Honchcrow saiu em alta velocidade com as asas brilhando.

-Psywave!- exclamou Fantina.

Mismagius lançou uma grande onda de energia na direção de Honchcrow.

-Mude para Night Slash!- ordenou Tyson.

Honchcrow fez uma de suas asas criar uma lamina e cortou o golpe ao meio, ainda acertando Mismagius e nocauteando-a.

*Entenderam o trocadilho no titulo do cap.? Kkkkkkkkkk.

-Nãããão! Mismagius!- gritou Fantina.
-Passa a Badge, vovó.- pediu Tyson.
-Toma logo, seu malvado!- disse Fantina, e entregou a insígnia.
-Parabéns, Tyson!- disse Emily- Só faltam cinco Badges pra você, agora!
-É, pra ele...- disse Davi, decepcionado consigo mesmo.
-Ah, você pode tentar de novo. Vamos lá pra Pastoria, cara! Quarta Badge, lá vou eu!
-É, lá vai ele...- disse Davi.

Os três saíram do ginásio. Tyson voltou.

-Que falta de educação a minha... Tchau, vovó!- despediu-se Tyson.
-AAAAAH!- gritou Fantina.

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:06 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 24: Cuidado! Salvem a Pokémon Mansion!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Tyson teve sua batalha contra Fantina. Seu Honchcrow conseguiu aprender um novo golpe e derrotar Fantina. Agora Davi, Tyson e Emily estão a caminho de Pastoria...


-Três Badges, só faltam cinco!- disse Tyson.
-Pra você.- realçou Davi.
-Ah, logo você consegue a Badge de Pastoria- disse Tyson- Se a Emily não te matar antes...
-Tonto!- provocou Emily, e jogou Tyson no chão com um tapa.
-Violenta!- exclamou ele.

Davi pegou um livro da mochila.

-Rota 202... Local com grandes porcentagens de tempestades... Blá, blá, blá... A maior rota de Sinnoh, conectando Hearthome com Pastoria... Blá, blá, blá... Lar também da famosa Pokémon Mansion...- leu Davi.
-Pokémon Mansion? Não é aquela mansão cheia de Pokémon raros?- perguntou Emily.
-É. Pensando em algumas capturas?- perguntou Davi, colocando o livro de volta para a mochila.
-Claro. Vamos lá!- disse Emily, animada.
-Ok, é pro leste.- disse Davi.

Davi e Emily andaram para o leste.

-Ei, não me deixem aqui! Esse tapa foi extra forte, sabiam?!- exclamou Tyson, desesperado- Isso é crime!


Na frente de Davi, Tyson e Emily, uma grande mansão reluzia a luz do sol. Tinha um telhado clássico vermelho e janelas de madeira, mas parecia nova em folha.

-Chegamos!- anunciou Emily- Vamos lá ver os Pokémon raros!- e estendeu a mão para abrir o portão.
-Espere! Tem alguma coisa errada!- interrompeu Davi- Está muito quieto!
-Ué, devem todos estar comendo torta!- disse Tyson- Hum, torta seria uma boa...
-Tyson, pare de sonhar com tortas!- disse Emily.
-Olhem só! Aqui no livro “Um guia de Sinnoh” diz que a Pokémon Mansion é protegida por uma grande quantidade de guardas.- disse Davi, lendo o livro.
-Ahm, então os guardas também devem estar comendo torta!- deduziu Tyson.
-Não. Nós vamos chegar ao fundo desse mistério!- disse Emily.
-Antes posso comprar uma torta?- perguntou Tyson.
-Não!- exclamaram Davi e Emily, arrastando Tyson para a Pokémon Mansion.

Um homem vestido em uma roupa completamente preta e cabelo azul saiu de trás de uma árvore, tirando um Walkie Talkie do bolso.

-Senhor Comet- disse ele, do transmitor- Três desconhecidos acabam de entrar na mansão, devo impedi-los?
-Como preferir.- respondeu uma voz do Walkie Talkie, despreocupada.
-Entendido. Cambio, desligo.


Davi empurrou a porta da mansão. Tyson colocou o rosto para dentro e cheirou.

-Ah, não tem mesmo torta...- suspirou ele, decepcionado.
-Legal, agora que você descobriu isso, entra!- exclamou Emily, e chutou ele para dentro.
-A violência ‘tá rolando solta esses dias, né?- perguntou Tyson.

Davi olhou ao redor.

-Não tem ninguém...- disse ele, intrigado.
-Espera, eu ouvi alguma coisa ali fora!- sussurrou Emily.

Os três se viraram rapidamente, mas só avistaram a porta aberta e o pequeno jardim de entrada.

-Que audição acusada.- brincou Tyson.

Os três se viraram de novo, mas dessa vez um homem estava parado na frente deles, com as mãos estendidas, como um seqüestrador.

-Opa.- disse ele.
-Fujam!- berrou Tyson.

Emily saiu correndo pelo corredor. Davi e Tyson saíram correndo por duas escadas. Os dois viraram ao chegarem no andar de cima e bateram um no outro, caindo no chão.

-Davi, faz quanto tempo!- disse Tyson- Olha só, Starlys na minha cabeça!
-Droga, ele vai nos pegar!- exclamou Davi.
-Quem? O Mightyena mau?- perguntou Tyson.

Antes da imprevisível e chocante resposta, o homem misterioso chegou com um estranho Pokémon amarelo, com estrutura de humano e barbas longas caindo do nariz.

-Ah, ele!- exclamou Davi.
-Vamos lá, Pyro!- exclamou Tyson.
-Use o Trick!- ordenou o homem.

O Pokémon levantou a mão, e todas as Pokéballs de Davi e Tyson levitaram até ela e ele as entregou ao dono.

-Agora, Psychic para prende-los!- continuou o homem.
-Epa!- disse Tyson, quando uma argola prendeu seus dois braços nas sua costas.
-Isso não é bom!- disse Davi, quando o mesmo aconteceu consigo.

O homem riu maleficamente.

-Agora vocês estão nas garras da Team Vortex!- mais um ataque de risadas- Cof, cof... Vamos logo prende-los! Venha, Kadabra!

Davi e Tyson foram levantados no ar e seguiram os dois levitando contra sua vontade.

-Espera! Eu posso te dar uma boa receita de torta! Solte a gente!- implorou Tyson, desesperado.


Emily saiu furtivamente de uma das salas e, nas pontas dos pés, andou pelo corredor deserto.

-Controle-se...- murmurou ela.

Ela ouviu alguma coisa de uma das salas. “...quieto, velho inútil!”. Emily correu até a porta, que estava semi-aberta, e colocou o olho para espiar.
Um homem de roupa preta e cabelos vermelhos estava tentando fazer um velho amarrado numa cadeira ficar quieto. Vários homens e mulheres nas mesmas roupas vasculhavam os livros de muitas prateleiras de biblioteca.

-Por favor, eu tenho empregados para sustentar!- implorou o velho.
-Quieto! Se não eu rasgo a orelha desse Pichu!- ameaçou o homem, mostrando um Pokémon pequeno, amarelo e orelhas pretas.
-Não! Eu prometi a ele que iria cuidar dele enquanto não acha-se a treinadora! Ela nunca vai me perdoar se alguma coisa acontecer com ele!- disse o velho.
-Então, senhor Blacklot, vou repetir mais uma vez: Fique quieto.- disse o homem.

O velho chamado Blacklot abaixou a cabeça para as cordas que o amarravam.

-Mas isso não é nada bom...- murmurou Emily.
-Algum resultado?- perguntou o homem para um dos vasculhadores de livros.
-Nada, comandante Comet.- respondeu.
-Então se esforcem mais!- gritou o homem chamado Comet, e todos os trabalhadores começaram a olhar os livros mais rápido.
-É, se esforcem mais!- implorou Blacklot.
-Miserável!- exclamou Comet, começando a apertar a orelha do Pichu, que começou a se contorcer.

Emily irrompeu na sala, gritando:

-PARE COM ISSO!

Todos na sala olharam para ela. Comet parou de apertar o Pichu, e Blacklot suspirou aliviado.

-Enfim alguém pra salvar o dia...
-Uma intrusa, é? Parece que Brood não capturou todos os três... Aquele inútil... Vou lidar com você aqui mesmo!- disse Comet- Vá, Hippowdon!

Um grande hipopótamo saiu de uma das Pokéballs de Comet. Ele tinha vários buracos em suas costas, que liberavam areia, e logo o chão ao seu redor estava coberto de areia.

-Vai, Cherubi!- chamou Emily, lançando sua Pokémon- Use o Magical Leaf!

Cherubi lançou várias folhas mágicas em Hippowdon, que recuou um pouco, mas logo se recuperou.

-Superpower!- exclamou Comet.

Hippowdon correu na direção de Cherubi, deixando uma aura vermelha enquanto passava. Ao ser acertada, a Pokémon saiu voando e bateu na parede e caiu no chão. Hippowdon se encolheu.
Emily pegou sua Pokédex e apontou para Cherubi.

-Ela já perdeu metade de sua energia só nesse ataque!- disse ela, surpreendida.

Pichu ouviu ela e gritou bem alto, um som que ecoou por toda a mansão.


Davi e Tyson estavam flutuando numa sala branca, vazia, ainda com as mãos presas atrás das costas.

-Tédio...- suspirou Tyson, parado de cabeça para baixo.

Davi começou a rolar pela.

-Tyson, eu consegui rolar!- exclamou Davi.
-Nossa, salvou a pátria.- disse Tyson, irônico.
-Você não entendeu? Se eu conseguir pegar bastante velocidade e bater no botão de gravidade, vamos poder abrir a porta!- explicou Davi, girando na direção de um painel.
-Legal!

Davi bateu no botão e uma contagem regressiva começou.

-Trinta segundos para a gravidade voltar ao nível normal...- anunciou uma voz do painel.
-Espera, Davi... Nós não vamos cair no chão?- perguntou Tyson.
-É, mas daí vamos poder abrir a porta!- disse Davi, nem ligando.
-Dez segundos...
-Mas, como vamos abrir se estamos amarrados?- perguntou Tyson.
-Cinco, quatro, três, dois, um...

Davi arregalou os olhos ao perceber a burrada.

-Epa.- disse ele.
-Zero.

Tyson rolou da parede e bateu no chão. Davi parou de girar e caiu de cabeça no chão.

-Mas ia dar certo!- reclamou Davi.


Uma menina entrou correndo na mansão, apurando os ouvidos. Um menino a seguiu, ofegando.

-Mel... Para um pouco...- implorou ele.
-Gizami me chamou!- disse ela, como se tivesse repetido isso várias vezes.
-Tem certeza?- perguntou o menino.
-Sim! E a única vez que ele me chamou foi... Deixa pra lá... Temos que procurá-lo, Riro!- exclamou ela.
-Ok, ok... Vamos lá! Deve estar no andar de cima...- disse Riro.
-Vamos!

Os dois subiram uma escada. Mellisa saiu correndo por um corredor. Riro saiu correndo atrás dela.
Enquanto isso, Tyson e Davi batiam na porta de sua sala. Riro passou e viu as duas sombras na porta.

-Ah, nos tirem daqui!- implorou Tyson, batendo na porta.
-Epa, tem alguém aí?- perguntou Riro.
-Não, nós somos ninguém!- disse Tyson, bravo.
-Espera! Quem é você?- perguntou Davi.
-Ahm, Riro.- respondeu ele.
-Riro? Epa, já nos encontramos antes? Eu sou Davi!- disse Davi.
-Sim! Batalhamos em Oreburgh! O que você está fazendo aqui?
-Depois eu conto! Agora temos um probleminha!
-Espera, eu solto vocês!

Riro procurou uma maçaneta, mas só achou um painel.

-Abre com senha!- revelou Riro.
-Então abre, ué!- disse Tyson.
-Se eu soubesse a senha, eu faria isso de boa vontade!- disse Riro.
-Estamos perdidos!- exclamaram Davi e Tyson.


Mellisa entrou na sala em que Emily e Comet batalhavam.

-Ei! Mais uma intrusa!- exclamou Comet.
-Epa! A cavalaria chegou!- comemorou Emily.

Mellisa atravessou a luta dos Pokémon em direção do Pichu, que estava amarrado junto com Blacklot, no outro canto da sala.

-Ei!- exclamou Emily- Nem ajudar?!
-Ah, ajuda!- gritou Blacklot.

Mellisa chegou até Blacklot e se abaixou para desamarrar as cordas.

-Isso mesmo, boa menina!- elogiou Blacklot, agradecido.
-Gizami! Você está bem!- exclamou Mellisa, erguendo o Pichu para o alto.
-MAS O QUÊ?! QUE RESPEITO É ESSE, VAI ME DEIXAR AMARRADO, É?- perguntou Blacklot, furioso.

Cherubi pulou nas costas de Hippowdon.

-Isso!- exclamou Emily.

Hippowdon pulou, arremessando Cherubi de suas costas. Suas presas pegaram fogo e ele mordeu a Cherubi, deixando-a com sérios danos.

-Não! Eu vou perder...- disse Emily.

Mellisa se pôs ao seu lado e soltou um belo pássaro marrom, com uma cauda multicolorida.

-Pidgeotto, use o Aerial Ace!- ordenou ela.

O Pokémon navegou os ventos que entravam pelas janelas e acertou Hippowdon, que caiu nocauteado.

-Se deu mal!


De volta a Davi, Tyson e Riro.

-Não deu também!- disse Riro.
-Tenta colocar torta!- sugeriu Tyson.
-Não dá! É uma senha de seis dígitos!- disse Riro.
-Seis dígitos? Tente Vortex!- sugeriu Davi.
-V-O-R-T-E-X! Vortex!- exclamou Riro, e digitou a senha.

A porta se abriu e Davi e Tyson saíram correndo para fora.

-Ar! Ar!- exclamaram eles.
-Ótimo! Mas como sabia que essa era a senha?- perguntou Riro.
-O cara que nos capturou disse: “Agora vocês estão nas garras da Team Vortex!”- explicou Davi- Ei, e ele pegou nossos Pokémon!
-Seriam esses?- perguntou Riro, mostrando algumas Pokéballs do bolso e liberando os Pokémon.
-Sim!- confirmaram, e voltaram todos os Pokémon.
-Agora...- foi dizendo Riro.

Mas ele foi interrompido por um bando de homens da Team Vortex correndo de Emily e Mellisa.

-Fujam, seus covardes!- exclamou Emily.
-Pelas janelas!- exclamou Comet.

Todos os bandidos se atiraram pelas janelas.

-Retirada!- gritou Comet, antes de se atirar também.
-Isso foi estranho...- disse Davi.
-Muito estranho.- concordou Riro.

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:08 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 25: Histórias a fogueira! Uma noite de conhecimento!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi, Tyson e Emily se encontraram no meio de um ataque de uma tal Team Vortex. Após se unirem com Riro e Mellisa, conseguiram expulsar todos os bandidos da Pokémon Mansion. Agora, é o anoitecer e os cinco preparam um acampamento...


-Lenha.- disse Davi, e jogou um monte de gravetos no meio de três troncos que serviriam como bancos.

Tyson tinha ido buscar água e Riro e Mellisa estavam arrumando as barracas. Emily mandou Ponyta usar Ember e acender a fogueira. Davi e Emily sentaram no mesmo tronco.

-Ahm... Como vai indo seu treinamento?- perguntou Emily, puxando assunto.
-Mais ou menos, difícil depois daquela derrota...- disse Davi.
-Hum.- disse Emily.

Davi ficou olhando para a lareira.

-Ahm... Lareiras são românticas, não?- perguntou Davi.
-É-É...- disse Emily, corada- Deve ser, minha amiga disse que seu primeiro beijo foi numa noite como essa... Com a lareira... Os dois sozinhos...

Os dois se olharam. Tyson chegou e jogou água na cabeça dos dois.

-Deixem pro final.- disse ele.

Davi fez cara de bravo e apoiou a cabeça na mão. Riro e Mellisa chegaram rindo da situação dos dois.

-Lareiras são românticas, não?- imitou Riro.
-Deve ser, minha amiga disse que seu primeiro beijo foi numa noite como essa... Com a lareira... Os dois sozinhos...- completou Mellisa.

Tyson, Riro e Mellisa caíram na gargalhada. Davi cruzou os braços, aborrecido. Emily se controlou para não matar ninguém.

-Não, Emily... Você vai ficar bem calminha.... Bem, calminha...- disse ela, respirando fundo.

Tyson sentou num banco e Riro e Mellisa em outro.

-Marshmallow?- ofereceu Tyson.
-Deixa encostado.- disse Davi.
-Encostado onde? Na Emily?- perguntou Tyson.

Os três começaram a rir de novo. Emily jogou um marshmallow nele.

-Tonto.- disse ela.
-Brincar com a comida é feio.- disse Tyson.

Os cinco colocaram marshmallows no fogo. Tyson, com muita habilidade, pegou o de Emily com o seu galho sem ela perceber.

-Bom... Alguém quer contar a história de sua vida?- perguntou Emily.
-Sua vida com o Davi?- perguntou Tyson, segurando o riso.

Outra vitima de marshmallow voador.

-Eu conto a história da minha vida.- disse Riro.
-Sua vida com a Mellisa?- perguntou Tyson.

Todos jogaram marshmallows nele.

-Mais pra mim.- disse ele, catando os alimentos.
-Tudo começou quando eu nasci...- começou Riro.
-Quem são seus pais?- perguntou Emily.
-Looker, e minha mãe eu não sei...- disse Riro- Eu nasci em 20 de maio. Um mês depois minha mãe desapareceu.
-Poof?- perguntou Tyson, com a boca cheia de marshmallows.
-É, Tyson, poof!- afirmou Riro- Como vocês sabem, meu pai, Looker, é um importante policial lá da Policia Internacional. Ou seja, 90% da minha infância passei sozinho em casa.
-Trágico...- comentou Emily.
-Que nem como sua cena com Davi acabou.- disse Tyson.

Se Davi não tivesse parado Emily, Tyson estaria numa lata de atum agora.

-Arceus...- grunhiu Emily.
-Ahm... Voltando a história da minha vida... Fui uma criança muito solitária. E daí aos nove anos eu fugi.- disse Riro.

Tyson cuspiu uma série de marshmallows babados e grudentos na cara de Emily. Nesse acidente todos tiveram que segurar ela.

-Extravasa a raiva no Ted- disse Davi, entregando um bonequinho de pelúcia de um Snorlax- Se você observar bem tem o mesmo nível de gordura e preguiça dele.
-Aham- disse Emily, e socou o boneco, que voou até um rio- Teeeeeed, nãããão!

Emily enterrou o rosto nas mãos. Davi deu alguns tapinhas nas suas costas.

-Ela está passando por uma fase de distúrbio emocional- disse Davi- Calminha, calminha... Já passou.
-Não! A falta do Ted nunca será preenchida!- disse Emily, e abraçou Davi- Ele era gordo e jovem demais pra morrer!
-Ela até parece que...- foi dizendo Tyson.
-NÃO!- exclamou Mellisa- Você pode ter o mesmo destino que o Ted!

Emily parou com a crise emocional.

-Viu? Passou!- disse Davi.
-Ooooook. Bom fugi aos nove anos e tentei a todo custo conseguir um Pokémon. Até que aos doze (idade atual), um cara muito generoso me deu o Zoom. Olha só ele aí!- disse Riro, e soltou um Porygon, que ficou parado sem fazer nenhuma expressão- Bom, ele não fala muito.
“Então eu comecei a coletar as Badges de Sinnoh! Vocês três me conheceram em Oreburgh, onde batalhei com o Davi. Ganhei a Badge de Oreburgh. Daí eu salvei a Mellisa lá no Old Chateau de Eterna Forest!”

Davi e Emily se olharam, pensando a mesma coisa.

-Isso... Teria alguma coisa a ver com Motor?- perguntou Emily.

Riro e Mellisa se entreolharam.

-É, tem sim.- respondeu Mellisa.
-Motor? Do que vocês estão falando?- perguntou Tyson.
-Ahm... Tem um ferro velho lá! Daí ia cair um motor em cima da Emily e eu salvei ela!- improvisou Davi.
-Isso mesmo!- confirmou Emily.
-Por isso que você ‘tava abraçando ele?- perguntou Tyson, sorrindo.
-É!- mentiu Emily.
-O amor é lindo.- disse ele.

Todos olharam para Emily, esperando algum acidente grave que levasse Tyson para o hospital.

-Que foi?- perguntou ela.
-Não vai explodir?- perguntou Mellisa.
-Não. O que ele falou é verdade, o amor é lindo- disse ela- Principalmente no livro: “Eu amo Bob!”.
-Posso conhecer esse Bob, em?!- perguntou Davi, interpretando mal- Quer dizer, tipo, me empresta esse livro depois, pra eu saber quem é esse Bob e porque alguém ama ele?- corrigiu-se, nervoso.
-Ahm, é claro...- respondeu Emily- Como você quiser...
-Bom, terminando a história...- disse Riro- Salvei a Mel, ganhei a Badge de Eterna e Pastoria. Agora vou ganhar a de Hearthome.
-Boa sorte. Muita boa sorte!- desejou Davi.
-Mais alguma história?- perguntou Emily, desviando do assunto.
-Nasci órfã, vivi na Eterna Forest e aos doze anos comecei a viajar com o Riro.- disse Mellisa, simplesmente.
-Trágico!- disse Emily- Como a separação de duas pessoas com água e risos!

Todos ficaram quietos. Tyson olhou para seu Pokétech.

-Vou dormir.- disse ele, e foi entrando na barraca do meio.
-Epa, epa, epa! Quem disse que você vai ficar com a barraca só pra você?- perguntou Davi.
-Eu mesmo!- respondeu Tyson.
-Não, nós vamos é fazer uma disputa justa!- disse Riro.
-Não, eu cheguei primeiro!- reclamou Tyson.

Começou uma discussão entre os três, com frases como: “Isso não é justo!”, “Eu cheguei primeiro!” e “Temos nossos direitos!”. Emily tentou acalmar eles, mas só conseguiu ser empurrada por Tyson. Todos ficaram quietos.

-VOCÊ VAI DURMIR NO RIO, MULEQUE!- gritou Emily, jogando Tyson no rio.

Demorou um tempo para ele submergir.

-Boa idéia, Emily! Vou dormir aqui mesmo, é tão confortável! Aqui, ó, tem uns relevos que dá pra deitar!- mostrou ele, feliz- Boa noite!

Emily voltou para a fogueira sorrindo. Pegou um graveto e foi pegar um marshmallow, assou ele e comeu.

-Bem melhor que bater no Ted...- disse ela, e entrou na barraca das meninas.

Davi foi entrar em outra barraca, mas Emily jogou um livro para ele.

-Que é isso?- perguntou ele.
-“Eu amo Bob”, ué.- respondeu ela.

Os dois entraram nas suas barracas. Riro e Mellisa ficaram na fogueira assando marshmallows.

-... Fogueiras são românticas, você não acha?- perguntou Riro, virando um marshmallow.

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:12 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 26: Fuja quem puder! O ataque massivo dos Croagunks!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi, Tyson, Emily, Riro e Mellisa compartilharam uma noite de fogueira. Vários acontecimentos aconteceram, incluindo: Davi e Emily numa cena romântica, Ted cair no rio e Tyson dormir na água. Vamos ver os heróis agora...


-Ei, Tyson, acorda!- gritou Davi.
-Ah, mais cinco minutinhos, mãe...- resmungou Tyson, fazendo um gesto com a mão.
-Eu não sou sua mãe.- disse Davi.
-Ah, eu resolvo isso.- disse Emily.

Ela pegou uma pedra e jogou em Tyson, que afundou no rio onde estava dormindo.

-Isso é seguro?- perguntou Davi, preocupado.
-Claro que é. É só esperar...

Tyson pulou da água para a beira do rio.

-O QUE FOI? UMA CLEFAIRY GIGANTE ‘TÁ VINDO NOS DEVORAR?!- gritou ele.
-Isso sempre funciona.- disse Emily, sorrindo e logo indo seguindo o caminho da rota.
-Hum, sem motivos para preocupação...- aliviou-se Davi- Nós estamos indo, garoto do rio!- avisou ele, pegando sua mochila e seguindo Emily.

Tyson levantou-se e então se chacoalhou, espalhando água para todo lado.

-Esperem por mim!- gritou ele, seguindo os dois.


Davi leu mais uma vez seu livro “O guia de Sinnoh”.

-Pelo sul, rumo a Pastoria.- disse ele.
-Ah, odeio o sul.- disse Emily.
-Você odeio tudo.- corrigiu Tyson.
-É, principalmente você.- completou a garota.

Ela tropeçou a caiu numa poça de lama.

-E lama.- acrescentou Tyson, rindo.
-Ah, esqueci de avisar. A área sul da Rota 212 é freqüentemente alvo de temporais.- disse Davi.
-E daí?- perguntou Tyson- O que isso tem a ver?
-E daí que a terra vai molhar e ficar lamacenta.- respondeu Davi.
-Ah. Eu já sabia, só estava te testando!- fingiu Tyson.

Davi deu fez um olhar suspeito para Tyson, que virou-se e começou a seguir a estrada.

-É pro sul!- repetiu Davi.
-É pra onde estou indo.- disse Tyson, dando de ombros.

Emily levantou-se e tirou o barro do rosto. Ela apontou para uma nuvem.

-Vai chover.- disse ela.
-Ah, não! Vamos acelerar o passo!- sugeriu Davi.
-Vamos lá!- exclamou Emily.

Os dois correram para a direção oposta de onde Tyson estava indo.

-Ei!- gritou Tyson, virando-se para eles- O sul é pra lá!- e apontou para trás.

Davi e Emily pararam.

-Na mesma direção daqueles Croagunks furiosos?- perguntou Emily, sorrindo.
-Emily, você é uma figura!- disse Tyson, rindo, e olhou para trás- Por acaso aqui tem algum Croagunk furioso? Epa... CROAGUNKS FURIOSOS!

Um bando de sapos, em duas pernas, roxos e com mãos pontudas estavam parados atrás dele. Logo começou a chover e Tyson começou a fugir deles.

-AAAAAH!- gritou ele, apavorado.
-Hahaha!- riram Davi e Emily, quando ele passou correndo entre eles.
-Até parece que eles vão de matar!- riu Davi.

Um dos Croagunks pulou na sua frente e acertou um golpe em seu estomago, derrubando-o.

-Davi, você ‘tá bem?!- perguntou Emily.
-E-Eu p-pareço b-bem?- perguntou Davi, agoniado.
-Seus Croagunks malvados!- xingou Emily, apontando para eles.

Os Croagunks pularam na frente dela, com seus dedos brilhando púrpura.

-Er... Eu quis dizer...- disse Emily, assustada.

Ela atirou Davi para o alto e segurou-o acima da sua cabeça.

-Salvem-se quem puder!- berrou ela, e saiu correndo.

Ela alcançou Tyson, que gritava desesperado.

-Ah, Croagunks, Croagunks malvados!
-Cuidado, olha o raio!- berrou Emily.

Um grande raio acertou o chão, derrubando os três.

-Ai.- disseram eles.
-Oh, Arceus! Eles estão nos alcançando! Vamos fugir!- exclamou Emily.

Outro raio acertou o chão, fazendo chamas se alongarem, bloqueando a estrada.

-Droga!- exclamou Tyson.
-Essa não! Só temos uma chance! Davi, use o Golduck!- pediu Emily.
-Ai...- gemeu Davi, se levantando- Que chance eu teria contra um bando de Croagunks?
-Ah, não vem com essa agora!- disse Tyson.
-Cara, mesmo que o Golduck usasse o Confusion contra eles, como iria sobreviver contra todos esses Poison Jabs?!- perguntou Davi- Eles são muito poderosos... Espera, use o Shieldon!
-Shieldon?- repetiu Tyson- Ah, é claro! Ele é do tipo Steel, que é imune ao tipo Poison! Vá, Shieldon!

Shieldon saiu da Pokéball e já foi para a cabeça do treinador, animado.

-Shieldon, sem tempo para brincadeiras! Use o Iron Tail!- ordenou Tyson.

Shieldon fez sinal positivo com a cabeça e pulou girando da cabeça do dono. Sua cauda começou a brilhar metalicamente, e ele acertou cinco Croagunks, nocauteando-os.

-Isso!- exclamou Tyson.

Os Croagunks apontaram as mãos para o céu, e elas começaram a brilhar púrpuras. Eles atacaram com golpes em Shieldon, que não sentiu nada e girou, acertando a maioria dos Croagunks, nocauteando-os.

-É isso aí, Shieldon! Vamos acabar com eles e...

Do meio dos Croagunks, um maior surgiu. Ele era duas vezes maior, com pernas e braços mais desenvolvidos. Ele gritou, desafiando Shieldon para uma batalha.

-É um Toxicroak!- exclamou Davi- Tyson, cuidado! Ele também é do tipo Fighting, forte contra Steel!
-Vou dar o meu melhor! Shieldon, pronto?- perguntou Tyson.

Shieldon, com a chuva batendo, olhou para trás e fez sinal positivo, e começou a brilhar. Sua cabeça começou a crescer e fortalecer-se. Sua cauda se fortificou em metal, junto com suas costas e patas. Ele cresceu um pouco e três garras apareceram em suas patas. Agora ele era um forte Bastiodon.

-Shieldon... Você evoluiu!- disse Tyson, feliz- Vamos mostrar sua força para esse Toxicroak! Take Down!

Bastiodon fez que sim com a cabeça e correu até Toxicroak, jogando-o para o alto com uma cabeçada. Emily consultou sua Pokédex.

-Tyson! O Bastiodon aprendeu Flash Cannon!- avisou ela.
-Ótimo! Use seu novo golpe, Bastiodon!- ordenou Tyson.

Bastiodon olhou para Toxicroak, no meio do ar. Ele abriu a boca e soltou um raio prateado, que acertou o Pokémon Boca Venenosa.
Ele caiu no chão, mas logo recuperou-se e pulou, acertando um golpe de cima para baixo no oponente, o machucando muito.

-Não desista! Use o Dig!- ordenou Tyson.

Bastiodon mergulhou na terra, desaparecendo. Toxicroak ficou olhando para os lados, procurando-o, mas caiu nocauteado ao ser atingido nas costas.

-Isso! Conseguimos!- comemorou Tyson.

Bastiodon sorriu e pulou em cima do treinador, prensando-o no chão.

-Bastiodon! Você está pesado demais pra isso!- disse Tyson, sufocado.

Davi e Emily começaram a rir. Os Croagunks carregaram o líder deles para o mato, fugindo dos três. As nuvens se abriram, e os treinadores avistaram uma cidade.

-É Pastoria! Finalmente chegamos!- exclamou Emily, aliviada.
-Vamos lá!- disse Tyson, retornando Bastiodon para a Pokéball- Pastoria, prepare-se!

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:14 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 27: O Pokémon travesso & O poder da felicidade!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi, Tyson e Emily foram perseguidos por um bando de Croagunks furiosos. Num ato corajoso, O Shieldon de Tyson evoluiu e derrotou o líder deles, um Toxicroak. Agora, nossos heróis acabam de chegar a Pastoria...


-Ginásio de Pastoria!- exclamou Tyson, feliz.
-Bem grande.- disse Davi, olhando para cima.
-Ahm, grande? Nenhum comentário como “Vai ser difícil” ou “Eu tenho uma estratégia!”?- perguntou Emily.
-Não.- disse Davi.
-Ah. Vamos lá! Eu vou primeiro, Davi!- disse Tyson.
-Ok. Boa sorte com a batalha.- desejou Davi.
-Obrigado!- agradeceu Tyson.
-Sem problemas. Afinal, se não vou batalhar, não preciso azarar os outros, né?- perguntou Davi, botando as mãos atrás da cabeça.

Os queixos de Tyson e Emily caíram.

-Aaaahm?- perguntou Tyson.
-Não vai batalhar pela Badge?- perguntou Emily.
-Sim.- respondeu Davi- Esqueci de contar? Ei, vou comprar algumas Potions pro Leafy, ele caiu num barranco e machucou a perna!

Ele entrou num Pokémart. Os dois ficaram olhando para ele de boca aberta.

-Não acredito!- disse Emily, surpresa.
-É! Como o Leafy foi cair num barranco?!- perguntou Tyson.
-Não é isso, seu tonto! O Davi não vai batalhar!- disse Emily- Eu vou atrás dele! Boa sorte com a batalha!
-Ahm, obrigado!

Emily correu até o Pokémart.

-E dizem que não são apaixonados...- murmurou Tyson.


-Oi, senhora! Quero dez Potions!- pediu Davi, entregando o dinheiro a atendente.

Ela pegou o dinheiro e verificou se não era falso.

-Ok, vou pegar as dez Pokéballs!- disse ela.
-Não! São Potions!- corrigiu Davi.
-Está questionando minha audição?!- perguntou a mulher, brava.
-N-Não! Não senhora!- exclamou Davi.
-É bom mesmo!- disse ela.

Ela se agachou e pegou dez Pokéballs, colocando-as no balcão.

-Desculpe, senhora. Mas eu pedi dez POTIONS.- repetiu Davi, bem calmo.
-ORA! Por que não disse antes?!- perguntou ela.
-Mas eu...

A mulher se agachou de novo e colocou dez Pokéballs azuis e vermelhas no balcão.

-SENHORA! Você não está me entendendo! Eu não quero Greatballs nem Pokéballs! Eu quero Potions!- gritou Davi.
-Grosso!- provocou a mulher- Eu trabalho catorze horas por dia, tenho três filhos para alimentar e fiquei viúva semana passada! EU ME DEMITO!

Ela jogou o avental no chão e saiu batendo os pés. Emily desviou da mulher e entrou no Pokémart.

-Oi, Emily! Venho comprar alguma coisa?- perguntou Davi- Se for, não vai dar. Essa atendente louca se demitiu e ficou trocando meus pedidos!
-Que interessante, mas isso não importa! Você precisa da Badge, por que não vai batalhar?!- perguntou Emily.

Davi revirou os olhos.

-Ah, você sabe. Eu não sou bom nessas coisas!


Tyson saiu do ginásio, decepcionado.

-Que direito ele tem de mandar eu capturar um Pokémon?- perguntou ele, para si mesmo- “Se for fácil não vai ser divertido. Hahahaha!” Hum, vou ter que ir lá no Great Marsh.

Ele entrou num grande prédio. Dentro uma mulher atendia as pessoas, que pagavam e saiam por outra porta. Tyson se dirigiu a ela.

-Oi!- gritou ele.
-Não grita, moleque! Paga logo os cinqüenta Pokés e sai pro Safari!- gritou a mulher.

Tyson entregou o dinheiro e recebeu trinta Pokéballs amarelas.

-Agora vaza!

Tyson saiu correndo para a porta, com medo. Logo que saiu do prédio, se deparou com uma selva.

-Gente mal humorada é fogo!- disse ele- Bom, posso capturar um Pokémon tipo Grass ou Electric.

Um Pokémon estranho, coberto de vinhas, fazendo aparecer só seus olhos e pés vermelhos passou pulando.

-Um Tangela! É do tipo Grass! Ótimo, você é meu!- disse Tyson, e pegou uma Pokéball- Vai, Pyro...
-EPA! Parado, garoto!- exclamou um guarda- É proibido no uso de Pokémon no Great Marsh. Entregue as Pokéballs e as receberá quando voltar!
-Ah...- disse Tyson, e entregou as Pokéballs- Mas aquele Tangela vai ser meu! Volte aqui!

Tyson jogou uma das Pokéballs amarelas, que bateu no Tangela. A Pokéball nem balançou e o Pokémon saiu, furioso. Uma de suas vinhas se desprendeu e acertou Tyson, o derrubando. O Pokémon gritou e saiu correndo pela mata.

-Haha, o Great Marsh é conhecido como o lugar mais difícil de capturar Pokémon em toda Sinnoh! E, a propósito, as Safariballs tem o mesmo nível de captura de Pokéballs normais. HÁ!- exclamou o guarda.
-Não! Esse Tangela vai ser meu!- exclamou Tyson, determinado.

Ele correu atrás do Tangela, mas logo foi atirado de volta com outro ataque de vinhas.

-Vai demorar um pouco...- disse ele- Volta aqui, pestinha!


-Mas você não pode desistir dos seus sonhos!- exclamou Emily.
-É fácil falar...- disse Davi.

Os dois saíram do Pokémart.

-Olha, que chance eu tenho de derrotar o poderoso Crasher Wake, se nem consegui derrotar a Fantina?!- perguntou Davi, irritado.

Emily ficou pensando um pouco.

-Viu? Nenhuma!- exclamou Davi.
-Mas eu nem disse nada!- defendeu-se Emily.
-É, mas ficou pensando!- retrucou Davi.
-Você não pode fugir do seu destino!- continuou Emily.
-Destino?- repetiu Davi.
-É. O destino de ser um campeão! O destino, Davi! Entendeu?!

Davi olhou para o céu, como se estivesse vendo seu futuro.

-Não levo muita fé no meu destino...- disse ele.
-Você não pode desistir de seu sonho!- repetiu Emily, balançando-o pelos ombros.

Davi ficou olhando um pouco para ela.

-Ahm... Sabia que sua mochila ‘tá brilhando?- perguntou ele, com os olhos arregalados.
-É, eu sei, e amanhã você vai me dizer que Miltanks voam.- disse Emily, impaciente.
-Não! É sério, sua mochila ‘tá brilhando!- repetiu ele.

Emily tirou sua mochila das costas, que estava realmente brilhando.

-Essa mochila parece que está brilhando?- perguntou ela, apontando- Epa. ELA ‘TÁ BRILHANDO!
-Como eu não percebi?- perguntou Davi, irônico.

Emily colocou a mão na mochila, até tirar um objeto oval brilhante.

-É o ovo!- exclamou ela, surpresa.
-Aquele ovo que eu te dei?- perguntou Davi.
-É! Ele vai chocar!

De repente, o ovo parou de brilhar.

-Ah. Não chocou!- disse Emily, triste.
-Espera! Deixa eu ver esse ovo!- pediu Davi, tirando o ovo das mãos dela- Só pode ter vindo do Pokéguai!

*O Paraguai do mundo Pokémon.

Davi estendeu o ovo para a luz, curioso.

-Tem uma rachadura estranha no alto!- disse ele.

De repente, uma cabeçinha apareceu no alto, atirando a casca do ovo no chão. Seus pequenos membros apareceram nos lados.

-É um Togepi!- exclamou Davi.

O Pokémon bebê pulou e Davi o pegou no colo. O Togepi fez um sonsinho que pode ser visto como um “Papai!”.

-Não, não! Eu não sou seu pai! Tipo, aquela ali, a Emily...- disse Davi, e apontou para Emily- Ela é sua mãe. Mas você não tem pai. Entendeu?

Lágrimas surgiram nos olhinhos do Togepi. Ele começou a chorar.

-Ô, você fez o bebê chorar!- acusou Emily.
-Ah, calma Togepisinho! Eu posso ser seu pai! Agora para de chorar, por favor.- pediu Davi, o abraçando.

Ele parou de chorar e sorriu. Davi e Emily se olharam.

-Toma que o filho é teu!- exclamou Davi, dando o Togepi para ela.
-Que pai responsável você é, né?!- perguntou ela.

De repente, os dois ouviram uma explosão no Great Marsh e olharam para lá. Uma figura vinha voando na direção dos dois.

-O que é aquilo?!- perguntou Emily.
-Eu tenho uma leve impressão de que é o...- foi dizendo Davi.
-O TYSON!- exclamaram os dois, surpresos.

O amigo se esborrachou no chão ao lado deles, com uma Safariball estendida.

-Eu consegui! Finalmente! Capturei aquele Tangela!- exclamou ele, feliz.
-E pra que você queria um Tangela?- perguntou Emily.
-O Crasher Wake disse que só batalharia comigo se tivesse um Pokémon com vantagem de tipo.- disse ele, se levantando.
-Ok, isso faz sentido. Mas como você saiu voando?- perguntou Davi.

Tyson pensou um pouco.

-Algo como o Tangela usar Vine Whip num motor de trem.- disse ele.
-Hum. Isso faz sentido também.- disse Emily.
-É. Ei, não deveria ir pegar seus Pokémon lá?- perguntou Davi.
-Ahm? Ah, já peguei enquanto passava voando pelo guarda.- respondeu Tyson.
-Então vamos no ginásio derrotar esse Crasher Wake!- exclamou Davi, saindo na direção do ginásio.
-Epa, espera aí... Ele não disse que não ia desafiar o Crasher Wake?- perguntou Tyson, confuso.

Emily consultou a Pokédex de Togepi.

-Foi o Togepi. Ele traz esperança e alegria para todos. Legal!- disse Emily.
-Hum. Ei, eu era o primeiro! VOLTA AQUI, DAVI! SOU EU PRIMEIRO!- berrou Tyson, saindo correndo na direção do ginásio também.

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:16 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 28; Enfrentando as ondas! O maremoto dos Pokémon do tipo Water!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Os nossos heróis chegaram em Pastoria. Tyson teve que capturar um Tangela problemático para poder batalhar com Crasher Wake, e um Togepi nasceu do ovo Pokémon de Emily. E agora, vamos ver como os protagonistas estão...


-Crasher Wake! Consegui um Tangela! É do tipo Grass!- disse Tyson.

Um homem de mascara, só vestindo uma bermuda de banho, pulou da piscina do ginásio e pousou no outro lado da arena.

-Que bom!- exclamou ele, apontando para o alto- Vejo que trouxe amigos!- e apontou para Davi e Emily, que entravam logo após de Tyson- Os dois são namorados?

Davi franziu a testa e Emily revirou os olhos.

-Não importa! Quero uma batalha!- pediu Tyson, impaciente.
-Ok, apressadinho! Mas tem que ser uma batalha divertida, então não pegue leve!- exclamou Crasher Wake.
-Como quiser! Vá, Buizel!- chamou Tyson, e liberou o Pokémon.
-Vá, Gyarados!- chamou Crasher Wake, lançando seu Pokémon também- Comece com o Aqua Tail!
-Desvie com Aqua Jet!- ordenou Tyson.

A cauda de Gyarados se tornou água e ele tentou acertar Buizel, que desviou voando cercado de água. O Pokémon Doninha girou em volta da cauda do inimigo e acertou sua cabeça, o lançando na água.

-Vamos ter que pegar pesado! Use o Dragon Rage!- ordenou Wake.
-Proteja-se com Sonic Boom!- reagiu Tyson.

Gyarados rugiu e lançou várias chamas verdes de sua boca. Buizel começou a girar em círculos com suas caudas brilhando levemente. Logo que o poderoso ataque parou, ele deu mais um giro e lançou uma lamina de energia, ferindo o Gyarados.

-Haha! Você é muito bom, garoto!- elogiou Wake, feliz.
-Obrigado! Mas agora vou ter que derrotar seu Gyarados! Use o Aqua Wheel!- exclamou Tyson, confiante.
-Aqua Wheel?- repetiu o líder de ginásio.

Buizel pulou e se envolveu em água. Logo ele começou a girar e saiu rolando pela piscina numa roda água.

-Ah! Então é só isso? Defenda-se com Ice Fang!- exclamou Wake.

As presas de Gyarados congelaram-se e ele mordeu Buizel, congelando a roda.

-Arremesse para cima e use o Aqua Tail!- continuou o líder.
-Buizel, tente girar!- gritou Tyson, desesperado.

A cauda de Gyarados se tornou água e ele tentou um golpe de baixo para cima. Buizel começou a girar e a roda de gelo confrontou a Aqua Tail.

-Olha só! O Aqua Wheel acabou se transformando no tipo Ice!- exclamou Davi, surpreso.
-É! E agora os dois golpes estão se confrontando!- completou Emily.

O poder dos dois golpes era tão forte que causou uma explosão de energia, lançando os dois Pokémon. Buizel caiu numa das plataformas de gelo da piscina, mas Gyarados não teve muita sorte e acabou batendo na água, nocauteado.

-Nossa! Essa foi uma grande batalha! Mas meu próximo Pokémon não será tão fácil de derrotar!- disse Crasher Wake, pegando uma Pokéball da bermuda- Vá, Lumineon!

Crasher Wake lançou a Pokéball para o alto, liberando uma Pokémon peixe, com duas grandes barbatanas parecidas com asas de borboleta aos lados. Ela caiu na água e mergulhou, mas logo emergiu a cabeça, preparada para uma batalha.

-Lumineon? Parece mais uma atacante de distancia... Volte, Buizel! Vá, Ralts!- chamou Tyson, liberando a Pokémon Sentimento- Vamos arrasar, garota!
-É um Ralts macho!- corrigiu Emily, irritada.
-Que nada! É fêmea!- retrucou Tyson.
-Voltando para a batalha! Comece com o Water Pulse!- ordenou Wake.

Lumineon abriu a boca e disparou uma esfera de água dela, acertando Ralts e mandando ela até outra plataforma de gelo.

-Haha! Acertei em cheio!- gabou-se Wake, rindo.
-Ela estava despreparada!- defendeu-se Tyson- Use o Magical Leaf!
-Defenda-se com Water Veil!- ordenou o líder.

Ralts lançou várias folhas mágicas na direção de Lumineon, que criou um escudo de água, fazendo as folhas ricochetearem inúteis.

-Vamos deixar as coisas mais interessantes! Rain Dance!- exclamou Wake.

Lumineon pulou e começou a flutuar, fazendo movimentos rítmicos. De repente, uma nuvem se formou no teto do ginásio e começou a chover.

-Ah! É o fim! Chuva no ginásio!- exclamou Tyson, espantado.
-Não é uma chuva natural! É só uma réplica perfeita criada pela Rain Dance de Lumineon!- disse Crasher Wake, sorrindo- Ela aumenta o poder dos ataques do tipo Water!

As barbatanas laterais de Lumineon começaram a brilhar bem fortes. Emily checou a Pokédex.

-Essa não!- exclamou ela, espantada.
-O que foi? A Pokédex pifou?- perguntou Davi.
-Não! É a habilidade especial de Lumineon! Na chuva, a velocidade deles dobram!- explicou Emily.
-Então Tyson vai ter problemas!- deduziu Davi.
-Ralts, use o Confusion!- ordenou Tyson.

Ralts estendeu as mãos e seus chifres começaram a brilhar. Uma esfera de água apareceu em volta de Lumineon, com um leve tom rosado.

-O quê?!- exclamou o treinador, espantado.
-O Water Veil de Lumineon dura bastante tempo! Não esperava que ia ser tão fácil me derrotar, pensou?- perguntou Crasher Wake, com um sorriso no rosto- Lumineon, ataque com U-Turn!

Lumineon se tornou uma esfera de energia verde e acertou Ralts, nocauteando-a. A Pokémon Neon logo voltou para a Pokéball, ainda como uma esfera verde. Tyson voltou sua Pokémon também.

-Hum, acho que você quer saber também o efeito de U-Turn. Esse ataque acerta o oponente com um grande poder, mas logo deve voltar para descansar!- explicou Crasher Wake, sorrindo- Vá, Floatzel!

Crasher Wake liberou um Pokémon parecido com Buizel, um pouco maior e com seu saco de inflar maior. Tyson liberou Tangela, seu mais novo Pokémon.

-Tangela, não me decepcione!- disse Tyson, inseguro.

O Pokémon Vinha acertou a bochecha de Tyson com uma de suas vinhas.

-Ok, ok. Você não vai me decepcionar. Use o Vine Whip!- ordenou Tyson.
-Desvie e use Aqua Jet!- exclamou Wake.

Tangela tentou acertar um golpe de chicote com uma de suas vinhas, mas Floatzel pulou e se envolveu em água. O Pokémon Doninha acertou Tangela, lançando-o na parede.

-Floatzel tem a mesma habilidade especial que Lumineon!- disse Emily.
-Então ele também tem a velocidade dobrada agora!- concluiu Davi, observando a chuva- Crasher Wake tem um belo esquema.- disse, com a voz insegura.
-Tangela, seja rápido! Use o Vine Whip no chão e depois Cut!- exclamou Tyson.

Tangela bateu as vinhas no chão, pegando impulso até Floatzel e acertou-o fortemente com uma vinha.

-Grande coisa! Contra ataque com Ice Fang!- ordenou Wake.

As presas de Floatzel congelaram e ele mordeu Tangela, que caiu nocauteado.

-Ele me decepcionou.- disse Tyson.
-Haha, mais um ponto para Crasher Wake!- gabou-se o líder de ginásio- Volte, Floatzel! Vá, Lumineon!
-Vá, Buizel!- chamou Tyson.

Os dois Pokémon se encararam.

-Buizel, use o Sonic Boom!- ordenou Tyson.

Buizel girou no ar e disparou uma lamina de energia da sua cauda, jogando Lumineon para o alto.

-Rápido, use o Quick Attack!- continuou.
-Desvie!- exclamou Wake.

Buizel pulou na água, mas bateu suavemente as pernas na superfície, saindo como um raio e acertando Lumineon, que não conseguiu desviar.

-Lumineon! Use o Gust para bater no Buizel!- ordenou Wake, rapidamente.

Lumineon, que estava indo em direção da parede, balançou as barbatanas e criou um pequeno furacão, que bateu na parede e lançou-a até Buizel, caindo junto dele na piscina.

-Buizel!
-Lumineon!

Bolhas começaram a surgir na superfície da piscina. De repete, Buizel emergiu, levantando a Lumineon nocauteada para o alto.

-Hum, conseguiu nocautear Lumineon...- disse Crasher Wake- Mas agora vai ter que enfrentar Floatzel! VÁ!

Buizel recuou um pouco ao ver sua evolução, mas logo estreitou os olhou para ele.

-Nossa, essa vai ser uma luta épica.- comentou Emily, atenta a batalha.
-Com certeza- concordou Davi- Tyson está em desvantagem, já que Floatzel é sua forma evoluída e está menos cansado.

Tyson sorriu.

-Bom, Wake, essa é a ultima batalha! Vamos lá! Buizel, use Aqua Jet!- ordenou Tyson, confiante.
-Você também, Floatzel!- exclamou Crasher Wake.

Os dois Pokémon se envolveram em água e saíram voando, investindo um no outro várias vezes.
Floatzel rapidamente desviou de um dos ataques de Buizel e o lançou numa das plataformas.

-Agora, use o Razor Wind!- ordenou Wake.

As barbatanas dos braços de Floatzel criaram duas laminas de ar, que saíram em disparada na direção do oponente.

-Buizel, contra ataque com Aqua Wheel!- reagiu Tyson.

Buizel pulou e formou sua roda de água, logo saindo rolando pela piscina e desfazendo as laminas. Floatzel cruzou os braços e protegeu-se do ataque, desfazendo a roda.
Os dois Pokémon Doninha se encararam.

-AQUA JET!- exclamaram Tyson e Wake.

Os dois Pokémon se envolveram em água e começaram a voar girando para o alto. Os dois fizeram um circulo e começaram a se confrontar em pleno ar, um tentando vencer a força o outro.

-Haha, emocionante!- riu Crasher Wake- Mas vamos acabar logo com isso! FORÇA TOTAL, FLOATZEL!

A água de Floatzel começou a aumentar drasticamente, fazendo Buizel recuar um pouco.

-BUIZEL, NÃO DESISTA!- gritou Tyson.

Buizel assentiu e começou a brilhar. Logo, ele ganhava barbatanas longas nos braços. A bolsa em seu pescoço começou a se dividir e alongar-se. Ele dobrou de tamanho e completou sua evolução.
O tamanho do seu golpe então dobrou, superando o oponente e lançando-o na parede.

-Isso, Buizel! Quer dizer, Floatzel!- corrigiu-se Tyson, feliz.
-NOSSA! A tempos não tenho uma batalha como essa!- exclamou Crasher Wake, animado- Mas, não importa! Vou sair vitorioso! Floatzel, acabe com Ice Fang!
-Floatzel, proteja-se com tudo que tem e contra ataque!- ordenou Tyson.

Os dois Floatzels começaram a correr. O de Crasher Wake congelou suas presas e tentou morder o de Tyson, que se agachou e acertou um soco envolto de luz azul no estomago do outro.

-Ele aprendeu Ice Punch!- exclamou Emily.
-Ok, está na hora de acabar com isso! FINALIZE COM AQUA WHEEL!- gritou Tyson.

O Pokémon de Tyson pulou e se rodeou em água, saindo rolando pela água arrastando o oponente. Ele bateu na parede, desfez a roda e encarou o oponente nocauteado.

-GANHEI! Uhul!- comemorou Tyson, dançando- Floatzel, merece um pão de queijo!

Tyson jogou um pão de queijo para o Pokémon, que abriu a boca e engoliu o alimento, logo fazendo sinal positivo com a mão.
Crasher Wake sorriu e nadou até a outra da piscina.

-Garoto, você provou ser um grande treinador! Você merece a Fen Badge!- disse ele, estendendo uma insígnia.
-WAHOO!- gritou Tyson, e pegou a insígnia- Ganhei a Fen Badge! Agora só faltam quatro!

Tyson voltou Floatzel para a Pokéball e sentou na arquibancada, contente.
Davi olhou para o teto e começou a assoviar. Tyson e Emily o empurraram até a arena.

-Vai!- exclamaram eles, rindo.
-Ah, bom. Agora é minha vez!- disse Davi, inseguro.

Crasher Wake pulou da piscina e deu algumas mortais até o outro lado da arena.

-Então prepare-se!- disse ele, sorrindo.

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:18 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 29: Superando as derrotas! A batalha de Davi!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Tyson teve sua batalha com o líder Crasher Wake. Seu Buizel evoluiu e derrotou o poderoso Floatzel do oponente, garantindo a quarta insígnia para seu treinador. Agora, Davi vai ter sua batalha de ginásio...


-Ok, garoto! Vamos começar!- disse Crasher Wake- Vá, Quagsire!

O líder liberou um estranho Pokémon pequeno, com pele escamosa, com braços curtos e uma cauda preta.

-Quagsire... Ahm, tipo Ground e Water...- disse Davi, pensando.
-Use o Golbat, Davi!- sugeriu Emily.
-É, vou usar! Valeu, Emily!- agradeceu Davi, fazendo sinal positivo com a mão.
-De nada!- disse ela.

Davi lançou seu Pokémon Morcego, que ficou voando pela arena.

-Golbat, use o Air Cutter!- ordenou Davi.
-Quagsire, use o Dive!- reagiu Wake.

Golbat balançou as asas, e fez um ar cortante ir em direção ao oponente, que mergulhou na piscina e desapareceu.

-Golbat, fique atento!- disse Davi.

Golbat fez que sim, mas logo foi atingido por Quagsire, que pulou de algum lugar da piscina.

-Golbat, use o Bite!- exclamou Davi, rapidamente.

Golbat mordeu o braço de Quagsire e bateu ele numa plataforma de gelo.

-Quagsire, use o Slam!- ordenou Wake.

Quagsire pulou e caiu na água junto com Golbat.

-Dive!- continuou o líder.
-Não!- exclamou Davi.

Quagsire pulou da água investindo contra Golbat.

-Agora, finalize com Ice Punch!- ordenou Wake.
-Golbat, contra ataque com Bite!- reagiu Davi.

O braço de Quagsire se envolveu em uma luz azul e ele tentou socar Golbat, que desviou e mordeu seu braço.

-Agora, pro chão!- exclamou Davi.

Golbat fez uma manobra e atirou Quagsire numa plataforma de gelo, nocauteando-o.

-Isso, Golbat!- exclamou Davi, feliz- Um fora!
-Ótimo, garoto!- elogiou Crasher Wake, sorrindo.

Os olhos de Davi emitiram um brilho.

-Que estranho.- murmurou Emily.
-O quê?- perguntou Tyson, comendo um pão de queijo enorme.
-Davi não treinou em toda a viagem até aqui, mas mesmo assim conseguiu derrotar o Pokémon de Crasher Wake rapidamente.- respondeu ela.
-Ah, é só ilusão da sua admiração por ele.- disse Tyson, rindo.
-Seu tonto!- provocou Emily, dando uma tapa nele.
-Violenta!

Crasher Wake sacou mais uma Pokéball e Davi retornou Golbat.

-Vá, Lumineon!- chamou Crasher Wake, liberando sua Pokémon.
-Vá, Grotle!- chamou Davi, lançando seu Pokémon Arbusto- Razor Leaf!

Grotle abriu a boca e formou uma esfera de energia verde, disparando-a em Lumineon, que mergulhou para desviar.

-Isso foi uma Energy Ball!- exclamou Davi, surpreso.
-Energy Ball?- repetiu Emily, e consultou a Pokédex- O número de potencia é oitenta e é do tipo Grass!
-Boa coisa!- disse Davi, animado- Continue com isso!
-Proteja-se com Water Veil, Lumineon!- ordenou Wake.

Leafy disparou mais uma esfera de energia, mas Lumineon criou um escudo de água em sua volta, protegendo-se.

-Agora, Ice Beam!- continuou o líder.
-Energy Ball de novo!- reagiu o desafiante.

Lumineon disparou um raio de gelo de sua boca, que colidiu com o ataque de Leafy.

-Mais força, Leafy!- exclamou Davi.

Leafy disparou mais uma esfera, que se juntou a outra. O ataque de Lumineon foi sendo vencido, até a Pokémon ser arremessada pela força dos golpes.
A Pokémon Neon caiu numa plataforma, nocauteada.

-Whoa! Derrotou dois dos meus Pokémon!- exclamou Crasher Wake, rindo- Mas agora presencie a verdadeira força dos Pokémon do tipo Water! Vai, Floatzel!

O Pokémon Doninha saiu da Pokéball, confiante.

-Comece com Aqua Jet!- ordenou o líder.
-Contra ataque com Body Slam!- reagiu Davi.

Floatzel se envolveu em água e saiu numa investida contra Leafy, que pulou nele, e ambos caíram na mesma plataforma.

-Energy Ball com força total!- ordenou Davi.
-Desvie e use Ice Fang!- exclamou Crasher Wake.

Leafy disparou uma esfera de energia, mas Floatzel pulou e mordeu o oponente com presas congelantes.

-Ataque com Bite!- ordenou o garoto.

Leafy tentou se mover, mas sua perna congelou, o deixando imóvel.

-Não! O Ice Fang deixou Leafy congelado!- lamentou-se Davi.
-Ótimo! Finalize com Razor Wind!- ordenou Wake.

As barbatanas de Floatzel criaram duas laminas de ar, que atingiram Leafy em cheio e o jogou na parede, nocauteado.

-Leafy, volte! Vá, Golbat!- chamou Davi, lançando seu Pokémon Morcego de novo- Use o Bite!
-Desvie e use Aqua Jet!- ordenou Crasher Wake.

Golbat tentou morder Floatzel, que rapidamente deu uma pirueta para trás e acertou uma investida envolvida de água.

-Golbat! Rápido, use o Air Cutter!- ordenou Davi.
-Contra ataque com Razor Wind!- reagiu o líder.

Golbat lançou pequenas laminas de ar contra Floatzel, que as cortou com duas laminas grandes e ainda as atirou em Golbat, que teve de se proteger, mas caiu numa plataforma a frente do oponente.

-Golbat, aproveite e ataque com Bite!- exclamou Davi.

Golbat preparou-se para morder Floatzel, que descansava, mas olhou começou a rir descontroladamente ao ver a pança de Crasher Wake.
O líder fez uma cara de raiva.

-Ei, eu sou um fã de piadas e bom humor, mas ninguém ri da minha gordura abundante!- disse ele, furioso- Floatzel, acabe com ele!

Floatzel congelou suas presas e mordeu Golbat, que parou de rir e caiu derrotado.

-Golbat! Você tem que controlar seus risos!- disse Davi, voltando-o para a Pokéball- Bom, ainda tenho uma única esperança. VÁ, ELECTRIKE!

O Pokémon Relâmpago brilhou quando saiu da Pokéball e rosnou para Floatzel.

-Ok, Electrike! Use o Spark!- ordenou Davi.
-Floatzel, use o Aqua Jet!- reagiu Crasher Wake.

Electrike se rodeou em eletricidade e colidiu com a investida aquática de Floatzel, criando uma onda de energia.

-Bite!- continuou o treinador.
-Desvie e use Ice Fang!- reagiu o líder.

Floatzel desviou da mordida de Electrike e atacou com suas presas geladas, lançando o Pokémon Relâmpago em outra plataforma.
Gelo começou a prender o Pokémon pelos pés, logo se espalhando pelo resto do corpo dele.

-O Davi já era.- comentou Tyson.
-Tonto!- exclamou Emily, logo começando a roer as unhas de nervosismo- Vai, não congela, não congela...

Davi olhou para Emily, preocupado. “Ok, ela realmente se importa comigo. Ela nunca me deixou na mão, e não vou decepcionar ela de novo!”.

-Electrike, força! Não vamos deixar ninguém na mão, certo?!- perguntou Davi, sorrindo.

Electrike fez que sim com a cabeça, a única parte do seu corpo não congelada. Suas presas se tornaram fogo e ele mordeu o gelo, derretendo-se.

-Um Fire Fang!- exclamou Emily, parando de roer as unhas- Whoa, isso foi bom!
-Haha, isso mesmo!- concordou Davi, confiante- Electrike, um bom Spark ia bem também, né?

Electrike sorriu e começou a brilhar. Ele começou a crescer. Uma juba dourada cresceu na sua cabeça. Suas patas criaram afiadas garras e sua cauda ficou afiada como uma navalha.

- Ele evoluiu! Agora é um Manectric!- exclamou Davi, maravilhado.
-O QUE?! DUAS EVOLUÇÕES EM DESAFIOS EM UM DIA?! MAS ISSO É FANTÁSTICO!- gritou Crasher Wake, quase explodindo de tanta felicidade.

Manectric emitiu um rugido e se envolveu em longos raios, e logo acertando Floatzel, que caiu na água, nocauteado.

-WHOA! Você venceu, garoto!- exclamou Wake, surpreso.

Ele pulou na piscina e nadou até o outro lado, logo saindo de novo e entregando uma insígnia para Davi.

-A Fen Badge, prova oficial que venceu um desafio oficial a Crasher Wake- anunciou ele- Você arrebenta!

Emily pulou da arquibancada e mostrou a unha.

-Olha só o que você fez com minha unha, Davi!- exclamou ela.
-Opa! Desculpa aí, haha!- riu Davi.
-Cara, você arrasou! Principalmente no final, quando o Electrike evoluiu e derrotou o Floatzel!- elogiou Tyson.

Manectric pulou da piscina e rugiu, orgulhoso. Emily abraçou Davi.

-Há, você foi muito bem! Eu disse que não deveria desistir do seu sonho!- disse ela, contente.
-É, você tinha razão! Eu não teria vencido sem a sua ajuda!- realçou Davi.
-Ó, amor jovem...- disse Crasher Wake, rindo.

Davi, Tyson e Emily empurraram o líder para a piscina.

-Foi mal, mas nós somos só amigos!- corrigiu Davi, cruzando os braços.
-É! E seu humor passou dos limites!- completou Emily.
-Eu te empurrei porque achei divertido!- justificou Tyson, dando de ombros.

Os três saíram do ginásio. Wake começou a rir na piscina.

-HAHA! Esse Tyson até parece o Barry, aquele palhaço!

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:21 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 30: Corrida Pokémon! Quem vai vencer?


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi teve sua batalha com Crasher Wake. Além de ganhar a sua terceira insígnia, seu Electrike evoluiu num fantástico Manectric Shiny. Agora, vamos ver nossos heróis...


-É isso aí, Manectric!- exclamou Davi.

Seu Manectric recém evoluído deu uma volta em uma árvore e correu até seu dono, pulando e ficando ao seu lado. Davi consultou seu Pokétech.

-Isso! Vinte voltas em trinta segundos! Com certeza você é o mais rápido da equipe, garotão!- elogiou Davi, fazendo carinho na sua cabeça.
-Eu duvido que ele seja mais rápido que meu Floatzel!- disse Tyson, encostado numa árvore.
-Quer apostar?!- perguntou Davi, desafiador.
-Claro! O Pokémon que der mais voltas nessa árvore é o vencedor!- disse Tyson.
-Fácil! Eu e Manectric treinamos a velocidade dele o dia todo!- disse Davi- Não tem chance de seu Floatzel ser mais rápido que Manectric!

Tyson liberou seu Pokémon Doninha.

-Então vamos ver, “menino garantido”!- disse ele, sorrindo.


-Eu sou uma colecionadora feliz! Colecionadora feliz!- cantarolou Emily, balançando uma Pokéball na mão- Scyther, você é meu! Vai, Ambipom!

A Pokémon Cauda Longa encarou um grande inseto, com corpo humanóide e laminas no lugar de mãos.

-Primeiro use o Swift!- ordenou ela.

Ambipom pulou e soltou várias estrelas das suas caudas, que atingiram o Scyther, fazendo-o recuar.
Uma da laminas dele brilhou e ele acertou a Ambipom, jogando-a numa árvore.

-Ambipom, você está bem?- perguntou Emily, preocupada.

A Pokémon pulou e se pôs em pose de batalha.

-Ok, vamos usar o Fury Swipes!- exclamou a colecionadora.

Ambipom começou a arranhar Scyther, que recuou, mas logo atacou de novo.

-Cuidado! Ambipom, use Double Hit!

As caudas de Ambipom brilharam em roxo, mas Scyther levantou uma de suas laminas, que começou a soltar faíscas azuis. Ele então atacou Ambipom, deixando-a quase nocauteada.

-Ei, é um False Swipe! Ufa!- disse Emily, surpresa- Ambipom, você consegue lutar?

Um garoto de chapéu, com aparentemente quatorze anos, surgiu entre as árvores.

-Acho que sua Ambipom ainda pode lutar.- opinou ele.
-Mas ela está super cansada!- retrucou Emily, preocupada.
-Se você acha. Vá, Altaria!- chamou o garoto, liberando uma grande ave, coberta de lã por todo o corpo, menos a cabeça.

-A-Altaria?! Não me diga que você é...- disse Emily, surpresa.
-Uperry. Faz um tempinho, né?- perguntou o garoto, tirando o chapéu dos olhos- E ainda não achei um chapéu do meu tamanho.


-Há! Meu Floatzel deu vinte e sete voltas!- exclamou Tyson, sorrindo.
-Ótimo. Acontece que meu Manectric também deu vinte e sete voltas- disse Davi, surpreso- Parece que eles são igualmente velozes.
-É.- disse Tyson, desanimado.
-Ei, a Emily ainda não voltou. Ela disse que só ia capturar um Scyther!- disse Davi, preocupado.

Tyson pegou uma garrafa de água e começou a tomar um pouco.

-Afinal, por que ela quer tanto um Scyther?- perguntou ele.
-Por causa do False Swipe que podem usar. Não importa o momento, esse ataque nunca nocauteia- explicou Davi, voltando Manectric para a Pokéball- Ótimo para capturar Pokémon.
-Que bom, assim demora menos tempo para essas “checadas de área”.- disse Tyson.

Davi liberou Golbat para fora da Pokéball. O Pokémon Morcego pousou no ombro dele.

-Vou procurar ela.- avisou Davi.
-O quê?!- perguntou Tyson, cuspindo um monte de água.
-Ué, ela já saiu a quase uma hora- disse Davi, preocupado- Você cuida do acampamento.
-Ok. Eu bem que queria um tempo pra fazer um experimento com fósforos.- disse Tyson.

Davi hesitou um pouco.

-Acho que é melhor eu ficar com a caixa.- disse ele, prevendo um incêndio.
-Ah- disse Tyson- Davi, entendo sua preocupação.
-Que bom, Já estava na hora de se preocupar com Emily.- disse Davi.
-Não. Eu ‘tava falando sobre eu ficar com fósforos, coisas inflamáveis e sem água.- disse Tyson, sorrindo.
-Então ‘tá.- riu Davi.

Ele andou um pouco até as árvores.

-Ei, você gosta dela?- perguntou Tyson.
-É. Eu gosto da floresta não queimada.- respondeu Davi.
-Não, não- riu Tyson- Eu ‘tava falando da Emily.

Davi corou.

-Cara, para de me atrasar.- pediu Davi, desviando o assunto.
-Haha. Vai lá, tigrão.- disse Tyson, sorrindo.


-Ah, não!- exclamou Emily- Você não!

Uperry ficou confuso.

-Pensei que era minha fã.- disse ele, sorrindo.
-Sua fã? Nunca!- exclamou Emily, zangada.
-Azar o seu- disse Uperry, dando de ombros- Altaria, use o Steel Wing!

As asas de Altaria brilharam metalicamente, e ela acertou Scyther. Uperry então jogou uma Pokéball nele, capturando-o.
Emily piscou um pouco.

-Você... Você capturou meu Scyther!- gritou ela, furiosa.
-Seu? Não vejo seu nome escrito nele!- disse Uperry.

Emily podia ter matado Uperry, mas Davi apareceu com Golbat no ombro.

-Emily, finalmente te encontrei! Eu e Tyson já estávamos ficando preocupados e...- foi dizendo ele, mas logo percebeu Uperry.

Davi fechou a mão e tremeu.

-UPERRY!- gritou ele, furioso- O QUE ELE ESTÁ FAZENDO AQUI?!
-Hum. Esse é um país livre, garoto.- disse Uperry, cruzando os braços.
-Pelo jeito, não livre de idiotas!- disse Davi.

Uperry fingiu tossir.

-É, se fosse livre de idiotas, você não estaria aqui.
-Ora, seu...- foi dizendo Davi.

Emily tapou a boca dele e o levou até uma árvore afastada de Uperry.

-Você não vai desafiar ele!
-Mas...- disse Davi.
-Não vai desafiar ele!- repetiu Emily.
-Mas por quê?!- perguntou Davi.
-Ele capturou o Scyther que eu ia capturar! Essa batalha é minha!- disse ela.
-Ah.- disse Davi.

Emily apontou para Uperry.

-Ei! Eu de desafio para uma batalha!- ela gritou.
-Batalha?- repetiu ele.
-Pelo Scyther!- ela completou.

Uperry começou a rolar de rir.

-E-Ela quer batalhar pelo Scyther! HAHA! Que diferença vai fazer?!- perguntou ele, rindo.
-‘Tá me chamando de fraca, é?!- perguntou Emily, furiosa.
-Não ficou obvio?!

Emily levantou o braço.

-Olha aqui seu...- disse ela, mas dói interrompida.
-Emily não é fraca, Uperry.- disse Davi.

Emily corou um pouco.

-Aposto que ela vence você.- completou o garoto.
-Eu não vou batalhar com quem eu sei que vai perder.- disse Uperry, arrogante.
-Hum. Então, já que você está tão confiante, vamos fazer uma coisa diferente! Uma corrida Pokémon!

Davi cruzou os braços, desafiador.

-Que desperdício de tempo!- exclamou Uperry.
-Eu acho que você está com medo de perder, isso sim!- desafiou Davi.

Uperry fez uma cara de raiva.

-Ok, você venceu! Eu vou “competir” numa corrida Pokémon com a garota!- concordou ele, sem saída.
-Ok. Nosso acampamento é pra lá!- disse Davi, de muito mau gosto, e apontou para onde tinha vindo.

Uperry resmungou alguma coisa e foi na direção apontada.

-Que cara chato!- disse Davi.
-Francamente, Davi...- disse Emily.
-Francamente?- repetiu Davi.
-Por que você insistiu tanto nessa corrida Pokémon?- perguntou ela, curiosa.
-Ah, eu vi que você ficou chateada por causa do Scyther e decidi ajudar. Afinal... Ahm... É pra isso que servem os amigos!- respondeu Davi, sorrindo.
-Haha!- riu Emily- Valeu, Davi!- e deu um beijo na bochecha dele.

“Foguetes!” pensou Davi.

-Nos vemos no acampamento!- disse Emily.

Davi esperou ela sair da sua vista.

-Foguetes, cara.- disse ele, pensando.*

*= Ri muito.


Mais tarde, estavam se preparando para a corrida. Emily acariciava a sua Ponyta, que relinchava agitada.

-Calma, Ponyta! Nós vamos ganhar, com certeza!- garantiu Emily, confiante.

Ela olhou para Uperry, que estava um estranho Pokémon humanóide, com um grande cabelo branco e folhas no lugar de mãos.
O Pokémon batia numa estaca de madeira, treinando arduamente.

-Mais rápido, Shiftry!- exclamou Uperry.
-Ei, você devia pegar mais leve com seu Pokémon!- disse Emily.
-Hum. Cada um tem seu jeito de treinar, você devia saber disso- disse ele, e retornou seu Pokémon- Você devia saber isso.

Davi gritou de algum lugar perto.

-Ei, gente! Terminei a pista!
-Já ‘tava na hora!- disse Uperry, e saiu.


Emily montou em Ponyta, enquanto Uperry montava em Shiftry, que estava bem cansado. Davi se colocou na frente deles.

-O primeiro que chegar naquela árvore vence. Eu tentei tirar as raízes e afins do caminho. Boa sorte, Emily- virou para Uperry- Má sorte.

Davi foi até o lado de Tyson, que assistia comendo mel.

-Vai virar um Snorlax, cara.- comentou.
-Eu vou me arriscar.- disse Tyson, melecado.

Emily e Uperry saíram correndo. Ponyta cavalgava com quase o dobro da velocidade de Shiftry.

-Bom treinamento!- brincou Emily.
-Haha- disse Uperry concentrado- Brinque enquanto pode.

Uperry jogou uma pedra no alto, e Shiftry acertou varias folhas nela, causando uma forte luz solar cobrir a pista.
De repente, Shiftry acelerou, ultrapassando Ponyta.

-Essa não!- exclamou Davi- Ele usou um Hot Stone pra aumentar a luz solar!
-E daí, Ponyta não vai ficar suada, ela pega FOGO.- realçou Tyson, despreocupado.
-Não é isso! A habilidade especial de Shiftry faz dobrar sua velocidade em luz forte!- explicou Davi.
-Ah, então é só tapar o sol!- disse Tyson.

Davi bateu a palma da mão na testa.
Ponyta chegou um pouco atrás de Shiftry e Emily balançou o braço no alto.

-Ei, não vale usar a habilidade especial!- reclamou ela.
-Não me lembro dessa regra!- disse Uperry.
-Ah, você vai ver!- disse Emily- Ponyta, vamos mais rápido!

Ponyta começou a brilhar. Ela cresceu de tamanho e seus cascos viraram metal. Um chifre cresceu em sua testa. Fogo começou a sair das suas costas, seus tornozelos e sua cabeça.

-Haha! É isso aí, evoluiu para Rapidash!- exclamou Emily, feliz.

Os dois competidores ficaram empatados.

-Ah, Ponyta evoluiu! Agora Emily vai ganhar!- disse Tyson, pegando mais um punhado de mel.
-Não! Olha só, o Shiftry pode estender o braço pra tocar a árvore, mas Rapidash não!- disse Davi.
-Essa não!- exclamou Tyson.

Shiftry estendeu o braço, a cinco metros da árvore, mas de repente tropeçou.

-Devia estar tão cansado que caiu!- disse Tyson.
-Não, eu que deixei uma raiz ali pra ele tropeçar, mas deixa quieto.- disse Davi.

Rapidash pulou e tocou um casco na árvore, vencendo a corrida.

-Ebaaaaaa!- gritou Emily- Isso aí, garota!

Emily pulou das costas da Pokémon e acariciou suas costas, logo se lembrando de uma coisa.

-Rapidash, você quer ficar?- perguntou ela.

Rapidash demorou um pouco para entender, mas logo lembrou do acordo quando foi capturada fez que sim com a cabeça.

-Uperry, você me deve um Scyther!- cobrou Emily.
-Ah, toma logo esse Pokémon!- exclamou Uperry, e jogou uma Pokéball para ela.
-Ótimo!- disse Emily, e contemplou a Pokéball.
-Bando de idiotas.- murmurou Uperry, e saiu para o meio das árvores.

Davi e Tyson foram parabenizar Emily.

-Você conseguiu, Emily!- disse Davi.
-Obrigada, Davi! Sem sua ajuda não teria conseguido Scyther, e Rapidash nem teria evoluído!- agradeceu Emily.
-Ah, você me ajudou a não desistir dos ginásios! Agora estamos kits!- disse Davi.

Tyson abanou a cabeça.

-Que calor. Quem se oferece para tapar o sol?- perguntou ele.

Davi revirou os olhos.

-Seu tonto!- provocou Emily, e jogou-o no chão.
-Violenta!
avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:24 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 31: A chama selvagem! Uma batalha noturna!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi, Tyson e Emily se encontraram com Uperry. O treinador arrogante capturou um Scyther que Emily estava batalhando. Os dois travaram uma corrida, na qual Emily saiu vitoriosa e com sua Ponyta evoluída. Agora, nossos heróis partem em direção a Veilstone...


-Ah, Floatzel, coitadinho...- disse Emily, examinando a barriga do Pokémon.

O Pokémon Doninha choramingou, colocando as mãos na barriga.

-Boa idéia dar um pão de queijo que caiu num Grimer, Tyson.- brincou Davi.
-Ah, como eu ia diferenciar aquele que eu dei com os outros?- perguntou Tyson.
-Ahm, ele provavelmente estaria cheio de lama e líquidos roxos nojentos.- respondeu Davi.

Tyson olhou para o céu.

-É, faz sentido.- disse ele.
-Acho que ele ficou envenenado.- concluiu Emily.
-Ah, é só dar uma Pecha Berry pra ele, cura qualquer veneno!- disse Davi.
-Ótimo! Vou pegar umas da minha mochila e...- disse Emily.

Ela mexeu um pouco na sua mochila.

-Quem comeu minhas Berrys?- perguntou ela.

Davi e Emily olharam para Tyson, que arrotou.

-Foi mal.- desculpou-se ele.
-Ótimo. Ei, Davi, sabe se tem algumas árvores de Pecha por aí?- perguntou Emily, aborrecida.
-Deixa eu ver...- disse Davi, e pegou seu livro- Blábláblá... Aqui, lista de Berrys da rota 214! Oran, Sitrus... Aqui, Pecha Berry! Tem sim!- confirmou ele.

Ela pegou um graveto e quebrou-o em dois.

-Vou buscar algumas.- disse ela.
-Ué, mas eu sou o treinador do Floatzel! Eu que deveria ir buscar pra curá-lo!- reclamou Tyson.
-Mas da ultima vez que você saiu pro meio de uma floresta, acabou se perdendo por três horas.- disse Davi, sorrindo sarcasticamente.

Tyson suspirou.

-Eu tenho problemas graves de direção!- defendeu-se ele.
-Hehe, estou acabando com você hoje!- disse Davi.


Mais tarde, Emily voltou cheia de frutas coloridas nos braços.

-Olha, gente! Achei Oran, Sitrus, Pecha e até Lum Berry!- disse ela, mostrando as frutas.
-Ótimo!- disse Tyson, e pegou uma fruta rosa.

Ele deu para Floatzel, que comeu e logo estava completamente recuperado.

-Nossa, Emily! Quantas Berrys você pegou?- perguntou Davi, surpreso.
-Ah, só peguei umas trinta, não é nada...- disse Emily, sorrindo.

Logo ela começou a cambalear um pouco.

-Não é o que parece.- disse Davi.
-Não, não! Estou bem!- insistiu Emily.

Davi olhou um pouco mais para as Berrys.

-Bom, se você diz...- disse ele, ainda pensando- Ah, droga! Esqueci de curar o Golduck daquela batalha contra um Pikachu, lembra?
-Ah, pode usar uma Sitrus Berry!- ofereceu Emily.
-Tem certeza? Tipo, você pode perder o equilibro.- disse Davi.
-Ah, não tem problema!- garantiu Emily.
-Ok, se você diz...- disse Davi.

Ele pegou uma fruta amarela e Emily caiu.

-Haha, se deu mal!- riu Tyson.

Emily o metralhou com os olhos, fazendo-o fugir para longe.

-Não pode me dar um tapa se não me pegar!- gritou ele.
-Hum. Acho que vamos ter que acampar aqui- concluiu Emily, levantando- Agora, se me permite, vou caçar.


Mais tarde da noite, Davi acordou com um barulho de choro. Esfregou os olhos e olhou para Tyson, ainda dormindo.

-Ah, quem está fazendo esse barulho?- perguntou-se, intrigado.

Se levantou, e por precaução, pegou a Pokéball de Golbat.

-Vou descobrir!- disse ele, e saiu da barraca.

Ele olhou para a barraca de Emily, mas o barulho vinha de outra direção, dentro da mata.
Davi correu para dentro, desviando das árvores, até chegar numa clareira. No centro, um pequeno ovo com formas geométricas tremia.

-Ei, o que é isso?- perguntou-se Davi.

Logo, uma cabeça surgiu do alto do ovo, revelando ser Togepi, chorando.

-Togepi!- exclamou Davi, surpreso- O que você está fazendo aqui?!

O Pokémon Bola Espinhosa choramingou e se escondeu de novo, e um algo latiu atrás de Davi, que se virou rapidamente.
Um pequeno Pokémon, parecido com um cachorro, mas com um capacete de caveira na cabeça e braceletes de aço nas patas. Ele latiu para Davi, emitindo pequenas brasas.

-Um Houndour!- disse Davi- Então você estava fazendo o Togepi chorar, é? Arranjou uma batalha!

Davi liberou Golbat, que desviou de uma saraivada de bolas de fogo disparadas pelo Houndour.

-Comece com o Bite!- ordenou o garoto.

Golbat voou até Houndour, mordendo-o e o atirando para cima. O Pokémon Escuro deu uma mortal e mostrou seus dentes, que aumentaram de tamanho.

-Cuidado, Golbat! É um Super Fang!- avisou Davi.

Porém, o Pokémon Morcego não foi rápido o suficiente e foi mordido, caindo. Houndour caiu na sua frente, formando uma bola de fogo na boca.

-Golbat, use Air Cutter!- ordenou Davi.

Golbat balançou suas asas, e um vento cortante jogou Houndour numa árvore, desfazendo seu ataque. Ele rugiu, seus olhos ficaram negros e várias sombras de diferentes espécies de Pokémon surgiram.

-Não! Ele vai usar o Beat Up!- lamentou-se Davi- Golbat, fuja! Você não pode ser nocauteado!

Golbat sorriu com a preocupação de seu treinador, e começou a brilhar. Ele cresceu um pouco, e suas orelhas foram para os lados. Cada asa dele se dividiu em duas mais desenvolvidas e leves. Suas patas desapareceram, e logo ele voava sem cansaço ou perda de velocidade.

-E-Evoluiu? Isso! Agora você é um Crobat!- exclamou Davi, feliz- Ok, me mostre suas novas habilidades!

Houndour rosnou, e todas as sombras avançaram contra Crobat. O Pokémon Morcego desviou das sombras, que desapareciam ao errarem o ataque.

-A velocidade dele aumentou muito...- murmurou Davi, impressionado- Imagino quanto o PODER aumentou...

Crobat desviou de mais uma sombra, e logo Houndour rosnou de novo, se atirando para cima do oponente, que ficou com as presas roxas e mordeu ele, deixando ele envenenado no chão.

-Poison Fang!- exclamou Davi- E o Houndour ficou envenenado! É a ocasião perfeita... POKÉBALL, GO!

Davi jogou uma Pokéball em Houndour, que mal balançou e já foi capturado.

-Isso!- comemorou Davi, e foi verificar como Togepi estava.

O Pokémon bebê mostrou a cabeça, assustado.

-Está tudo bem, Togepi. Eu vou te levar de volta.- prometeu Davi, e o levantou.

Crobat olhou para Davi.

-E, Crobat, você foi muito bem!- elogiou Davi- Parece que você está bem feliz, né?

Crobat fez que sim com a cabeça. Davi liberou Houndour.

-Houndour, peça desculpas por assustar o Togepi!- pediu Davi.

Houndour mostrou as presas, irritado.

-Ah, vamos, seu sem graça!- insistiu Davi, sorrindo.

Houndour levantou a cabeça e disparou um Ember na cabeça de Davi. Crobat e Togepi começaram a rir.

-É. Dor de pai todo mundo ri.- brincou Davi.
avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:28 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 32: Reencontro de velhos amigos! A magnífica Veilstone!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
O Floatzel de Tyson ficou doente, fazendo nossos heróis terem que acampar na Rota 214. De noite, Davi teve uma batalha com um Houndour, na qual saiu com o Pokémon capturado e seu Golbat evoluído. Agora, nossos heróis acabam de chegar em Veilstone...


-Haha, Veilstone!- exclamou Davi, maravilhado.
-Finalmente! ALELUIA!- comemorou Tyson.

Os dois começaram a dançar a cirandinha no meio da rua, fazendo as pessoas se afastar.

-Vamos ganhar nossa Badge! Vamos ganhar nossa Badge!- eles cantarem, felizes.
-Mas tem uma coisa mais legal que ganhar uma Badge aqui!- disse Emily, sorrindo.

Davi e Tyson pararam e perguntaram juntos:

-O quê?!
-O Mega-Shopping!- respondeu Emily, apontando para um grande prédio de onde várias pessoas saiam.

Davi e Tyson ficaram com cara de paisagem.

-Ela não disse isso, certo?- perguntou Tyson.
-Lamento, mas ela disse.- respondeu Davi.

Os dois começaram a rir descontroladamente.

-E-Ela acha mais legal um s-shopping do que ganhar uma B-Badge!- riu Tyson.
-Hahahahaha! E-Eu não c-consigo parar de r-rir!- riu Davi.
-Tontos!- provocou Emily, e jogou os dois no chão.
-Agora eu sei como você se sente, Tyson!- disse Davi, levantando.
-Hehe, eu já estou acostumado.- disse Tyson, estralando o pescoço.

Emily cruzou os braços de reprovação e revirou os olhos. Logo ela avistou uma coisa e seu queixo caiu.

-O que foi, Emily?- perguntou Davi.
-É que eu acho que estou ficando louca.- respondeu ela.
-Por quê?- perguntou Davi.

Ela apontou para a esquina, onde um pássaro gigante, com cabelo caindo sobre o olho e grande garras voava.

-Ah meu Arceus! Um Staraptor!- exclamou Davi, e se escondeu atrás de Emily, espiando pelo seu ombro- Da ultima vez que vi um, não foi uma boa experiência.
-Não isso! Alguém ‘tá ali em cima dele!- disse Emily.

Os três apuraram os olhos.

-DAN!- os três exclamaram.
-Oi, gente!- gritou Dan, de cima do Staraptor.
-O que você ‘tá fazendo em cima desse Staraptor?!- perguntou Emily.
-Treinando o pouso dele!- respondeu ele- Lembram? Antes ele era um pequeno Staravia! Esperem aí que eu vou pousar!
-Arceus!- exclamou Davi, e se atirou no chão.

Dan precedeu pela rua rapidamente.

-Cuidado! Tem um poste na sua frente!- avisou Tyson.
-Nha, Tyson, eu não vou bater a cabeça, se é o que você está pensando!- retrucou Dan, e olhou para os lados.

Quando ele olhou para o shopping, travou.

-O POSTE!- exclamaram Tyson e Emily.
-Ah meu Arceus! Me proteja!- rezou Davi, apavorado.

Davi tapou os olhos com as mãos.Dan bateu a cabeça num poste a caiu no meio da rua.

-Ele bateu no poste?- perguntou Davi, abrindo um pouco a mão.
-Sim!- respondeu Emily, preocupada.
-Eu avisei ele!- defendeu-se Tyson- A única coisa que eu quero saber é a data e local do enterro!

Emily deu um tapinha nele. Dan levantou, meio tonto, e bateu carinhosamente na cabeça de seu Staraptor.

-Quem mandou ser emo, né?- disse ele, cambaleando.
-Ele está vivo!- exclamou Davi, contente.
-Que bom, assim não gasto dinheiro pras flores do caixão!- disse Tyson, aliviado.

Dan retornou seu Staraptor e foi até eles com os olhos arregalados.

-O que aconteceu?- perguntou ele.
-Ahm, você estava voando no Staraptor, mas acabou batendo a cabeça num poste e caiu...- respondeu Emily.
-Mas como eu bati a cabeça?- perguntei Dan, mais especificamente.
-Ahm, você olhou pra porta do shopping e travou.- respondeu Davi.

Dan arregalou mais ainda os olhos e saiu correndo até o shopping.

-AH MEU AAAAAAARCEUUUUUUUUUS!- gritou ele.
-Pirou!- disse Emily.
-Sigam ele!- exclamou Tyson, e os três saíram correndo atrás dele.


Dan subiu a escada rolante correndo.

-Arceus, Arceus, Arceus...- murmurou ele, balançando a cabeça.

Ele saiu correndo por uma sessão de roupas, empurrando uma velhinha de bengala.

-Desculpe, senhora!- desculpou-se.
-Que Darkrai de mande pesadelos, Giratina te mande pro Mundo da Distorção e Arceus te amaldiçoe!- xingou ela, furiosa.

Dan correu mais um pouco, até avistar uma garota, usando uma blusa regata preta e azul, saia azul e sapatos pretos.

-Megy!- exclamou Dan.

A garota se virou para ele e seus olhos ficaram arregalados.

-Dan.- ela murmurou.

Os dois correram um ao outro e começaram a girar de mãos dadas.

-Megy!- exclamou Dan.
-Dan!- exclamou Megy.

Davi, Tyson e Emily apareceram correndo.

-Ok. Isso não é normal.- disse Tyson.
-Bom, é mais normal do que você.- disse Emily.
-É, isso é certo.- concordou Tyson.

Dan e Megy continuaram girando até Dan ficar tonto e bater na parede.

-Ai!- murmurou ele, esfregando o ombro.
-Assim... Só... Anormal.- disse Davi, estranhando.
-Megy!- exclamou Dan de novo, e abraçou a garota.
-Ok, ok, Dan! Eu também senti saudades!- disse Megy, feliz.

Emily separou os dois.

-Pelo amor de Arceus, o que está acontecendo aqui?- perguntou ela, confusa.
-Essa é a Megy!- apresentou Dan, abobado- Megy, esses são Davi, Tyson e Emily! Cuidado com o Tyson, ele é estranho e comilão!

Tyson sorriu e fez sinal de paz e amor.

-Entendo.- disse Megy.
-Ainda estou confusa.- disse Emily.
-Ah, nos conhecemos em Johto, nossa terra natal! Mais precisamente no Mega Shopping de Goldenrod, onde meu pai trabalhava e Dan morava...- disse Megy.
-Eu me lembro como se fosse ontem...- disse Dan.


FLASHBACK...
Um Dan de cinco anos entrou feliz no Mega Shopping de Goldenrod, animado. Logo, ele foi ver a sessão de brinquedos. De repente, uma Megy também de cinco anos caiu em cima dele. Ela tentou separar dois estranhos Pokémon marrons, Eevees.
De repente, Megy notou que estava sentada em cima de um garotinho.

-Oi, eu sou Dan!
-E eu sou Megy!
-Quer ser minha amiga?
-Quero!
-EEEE!


-E foi assim que nos conhecemos...- terminou Megy.
-Eu ainda me lembro da dor de uma pessoa cair em cima de você do nada.- disse Dan, e estralou as costas.
-Então vocês viraram amigos assim?- perguntou Davi.
-Sim! E depois namorados!- complementou Dan.
-Me lembro do nosso primeiro beijo, nas colinas de Blackthorn, depois de você perder um Contest...- disse Megy.
-Nostalgia...- murmurou Dan.


OUTRO FLASHBACK...
Dan jogou uma pedra, que rolou pela colina.

-Ei, geralmente as pessoas jogam pedras em lagos quando estão aborrecidas.- disse Megy, atrás dele.

Dan pulou de susto, mas logo viu ela.

-Ah, Megy!- disse ele, pegando outra pedra.
-Eu mesma- disse ela, sentando ao seu lado- Chateado com a derrota?
-É. Aquele Jake de uma figa.- disse Dan, irritado.
-Ah, umas a gente ganha, outras a gente perde. E, aliás, você e Jake não tinham combinado de se enfrentarem no Grand Festival?- perguntou Megy.

Dan jogou a pedra.

-Sim...
-Então, sem nada pra se preocupar. Você tem ainda dez chances de ganhar sua ultima fita!

Dan pegou outra pedra e começou a fazer malabarismo.

-Bom, se eu ver desse jeito...- disse ele, pensando.
-Então, vai lá treinar!- exclamou Megy, feliz.

Dan se levantou e fez sinal positivo com o dedão.

-Isso mesmo!- exclamou ele- Quer vir?
-Claro!- respondeu Megy, sorrindo.

Os dois começaram a descer a colina.

-Ah, obrigado pela força.- agradeceu-se Dan.
-Ah, não foi nada!- disse Megy, corada.
-Foi sim- retrucou Dan- Obrigado.

Ele a beijou e ela logo correspondeu. De repente, Dan tropeçou e os dois começaram a rolar pela colina, até pararem.
Megy levantou a cabeça, atordoada.

-Por que você sempre tropeça nas piores horas?- perguntou ela.
-Destino.- respondeu Dan.


-E foi assim nosso primeiro beijo...- disse Megy.
-Ainda lembro da dor de rolar por uma colina descontroladamente. Se bem que rolei por uma ontem...- disse Dan.

Emily cruzou os braços.

-Prefiro o beijo de Lyla e Bob no livro “Eu amo Bob”!

Davi arregalou os olhos.

-A Lyla vai beijar o Bob?!- perguntou ele, surpreso.
-Sim! Depois ela o tranca num quarto e é morta pelos Sneasels ninjas de Hagam!- respondeu Emily.
-Ah meu Arceus! E o que acontece com Bob?!- perguntou Davi.
-Eu não vou contar o final, você vai ter que ler!- retrucou Emily, cruzando os braços.

Davi suspirou.

-Davi e Emily andam muito viciados nessa série.- cochichou Tyson.
-Aposto que ela não é melhor que Fiospusculo!- disse Megy.

Emily lançou um olhar desaprovador para ela.

-Realmente, acho que vou continuar a história antes que Emily mate Megy!- disse Dan, nervoso Eu infelizmente tive que vir para Sinnoh, depois de queimar a Bell Tower de Ecruteak...


OUTRO FLASHBACK... JÁ ESTÃO ABUSANDO!
Dan olhou triste para Megy.

-Não entendo esses caras!- disse ele.
-Eu também não! Qualé, aquela torre já estava queimada!- disse Megy, irritada.

Uma buzina de um navio apitou de trás dos dois.

-Acho que o S. S .Anne já vai partir!- exclamou Dan, triste.
-É. Não é justo eles acusarem você de queimar a torre!- disse Megy, triste.
-Bom, enquanto eles pensarem que fui eu, vou ter que ficar longe de Johto e de você...- disse Dan, triste- Talvez você me veja na TV se conseguir participar do Grand Festival de Sinnoh...

Dan virou em direção ao navio, mas logo Megy virou-o de novo.

-Só queria te dar mais uma coisa...- disse ela, e tirou duas pedras do bolso, uma verde escuro e outra azul clara.
-Suas pedras evolucionarias?!- exclamou Dan, surpreso.
-É. Pra você não se esquecer de mim...- disse Megy, com lágrimas nos olhos.
-Megy, eu não posso...

A buzina soou de novo, interrompendo Dan.

-Rápido, é a ultima chamada!- disse Megy, empurrando Dan até o navio, que começou a partir.
-Mas...!- exclamou Dan, triste.
-Boa sorte em Sinnoh!- desejou Megy, e começou a acenar.

Dan acenou, triste.

-Até algum dia!
-Eu prometo que vou fazer aqueles caras mudarem de idéia!- prometeu Megy, chorando.

Dan abaixou a cabeça.

-Eu prometo!


-E foi assim nossa separação...- disse Dan.
-Meus olhos ainda estão secos de tanto chorar...- disse Megy.

Tyson fungou e esfregou os olhos.

-Cara, você ‘tá chorando?- perguntou Davi.
-N-Não! É que entrou um cisco no meu olho!- mentiu Tyson.
-Ah, sei...- disse Davi, desconfiado.

Dan olhou para Megy.

-Mas, afinal, por que veio pra Sinnoh?
-Ah, sim... Você pode voltar pra Johto... Consegui livrar você!- respondeu Megy, sorrindo.

Dan arregalou os olhos.

-Pelo amor de Arceus!

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:31 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 33: O Contest especial de Maylene! Dan, tenha cuidado!

Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi, Tyson e Emily se encontraram com Dan ao chegarem em Veilstone. O coordenador acabou encontrando sua antiga namorada, Megy, e foi revelado porque ele partiu de sua terra natal. Mas agora, ele tem a chance de voltar para lá...


-E-Eu?! Voltar pra Johto?!- exclamou Dan, surpreso.
-É, isso mesmo!- disse Megy, feliz.
-Agora? Mas eu já consegui três fitas de Sinnoh!- disse Dan, atordoado.

Megy pensou um pouco.

-E as fitas de Johto? Você já tinha cinco!- insistiu Megy.
-É que... Digamos que...- disse Dan.
-O que aconteceu com elas, Dan?- perguntou Megy, desconfiada.

Dan começou a brincar com os dedos.

-Elas caíram no mar enquanto estava vindo pra cá...- respondeu Dan, constrangido.

Megy suspirou.

-Você tropeçou numa corda, bateu na borda do navio e deixou cair as fitas no mar?- perguntou Megy.
-Sim, você acertou.- disse Dan.
-Você nunca foi bom nessa coisa de equilíbrio...- disse Megy, dando uns tapinhas no ombro dele.

Davi sorriu.

-Se fosse a Emily, Dan já teria morrido.- murmurou ele, rindo baixinho.
-Seu tonto!- provocou Emily, e deu um tapa nele, jogando-o no chão.

Tyson sorriu satisfeito.

-Não fui eu dessa vez...- murmurou ele.
-Seu tonto!- provocou Emily.
-Mas eu nem fiz nada, só fiz um feliz comentário inocente e...- defendeu-se Tyson.
-Enrolou demais nas palavras!- exclamou Emily.

Tyson caiu no chão também.

-Violenta...- murmurou ele, dolorido no chão.

Emily espalmou as mãos. Megy levantou uma sobrancelha.

-Ela é sempre assim?- perguntou Megy.
-Sim, ela é. E seja agradecida por saber disso verbalmente. Pois fisicamente pode doer...- cochichou Dan.
-De qualquer jeito, acho que você vai ficar em Sinnoh, certo?- perguntou Megy, voltando ao assunto.
-É. Mas assim que eu participar do Grand Festival (e provavelmente vencer), eu volto pra Johto e vamos estar juntos de novo!- prometeu Dan, determinado.

Megy sorriu como se estivesse escondendo alguma coisa.

-Claro, claro...- disse Megy- Bom, você vai participar do Contest especial de Maylene?

Tyson pulou do chão, deu uma mortal e parou na frente dos dois.

-Contest especial de Maylene?!- perguntou ele.
-Tyson, é o Contest especial que todo líder de ginásio tem ao completar seis meses sendo líder.- respondeu Davi, levantando.
-Legal!- disse Tyson.
-Não me diga que vai entrar!- exclamou Dan, surpreso.
-O premio incluiu bolo?- perguntou Tyson.
-Não!- respondeu Dan.

Tyson revirou os olhos.

-Então não vou participar.- respondeu Tyson.
-Que bom, não quero distrações, como enfrentar amigos e essas coisas...- disse Dan, aliviado.
-Bom, então vamos pro Contest Hall, vai começar em vinte minutos!


Uma jovem garota, de aparentemente treze anos, deu algumas piruetas no ar e pousou no palco, colocando um microfone perto da boca.
Ela usava luvas, que tinham buracos nos dedos. Ela estava de pés descalços e com roupas casuais, uma regata azul e uma calça cinza.

-Caham... Um, dois, três... Testando... Isso ‘tá funcionando?- perguntou ela, batendo no microfone com o dedo- Ei, assistência, esse microfone está com algum problema!

Um homem com fones de ouvido veio dos bastidores e cochichou algo no ouvido dela, que corou. O homem saiu e a garota apertou um botão.

-Hehe, pessoal. Eu sou Maylene, e parece que só precisava colocar o botão no ON!- anunciou ela, rindo- Mas, afinal, todo mundo aqui já errou, certo? Somos todos humanos!

Um menininho levantou a mão da platéia.

-Ahm, o que foi?- perguntou Maylene.
-É quê... Eu sou um alien...- respondeu o menininho.

Todos riram do menino. Maylene coçou a cabeça.

-Bom, vamos logo ao principal... Bem, pessoal, estamos aqui hoje pra comemorar os seis meses desde que sou líder de ginásio!- anunciou ela- Sabem, nem eu sei como fui parar nesse posto... Mas, de qualquer jeito, que comece o Contest!

A platéia delirou, gritando e assobiando.

-O primeiro participante é... Dan, de Goldenrod!

Dan entrou correndo no palco.

-MUSO!- gritou Megy, da platéia.

Davi, Tyson e Emily olharam para ela.

-Que foi? Ele é meu namorado!- defendeu-se Megy.
-Vá, Quilava, Luxio!- chamou Dan.

Ele liberou um longo Pokémon quadrúpede, com chamas saindo das costas e manchas vermelhas na pele azul e amarela, além do seu Luxio, um gato azul e amarelo, com uma pequena juba preta.

-Flame Wheel! Spark Wheel!- exclamou ele.

Quilava se envolveu numa roda de fogo, enquanto Luxio fazia a mesma coisa, só que com raios.

-Tenho a impressão de que inventei uma modinha...- disse Davi.

Os dois Pokémon saíram rolando, se chocando de lado, produzindo uma chama azul muito bela.

-Agora, Lava Plume! Luxio, pro alto com Iron Tail!- ordenou Dan.

A cauda de Luxio brilhou metalicamente, e logo ele acertou o chão e foi para o alto, acima de Quilava, que lançou uma grande rajada de fogo das costas.

-Thunderbolt!- exclamou o coordenador.

Luxio lançou um grande raio de todo o seu corpo. Os dois ataques se chocaram, formando uma grande esfera de energia.
De repente, a esfera começou a soltar luzes, e logo explodiu em várias faíscas esvoaçantes.

-Realmente fantástico!- exclamou Maylene, maravilhada.
-Isso aí, Dan!- gritaram os amigos, da platéia.


Depois de algumas batalhas, Dan assistia a teve da sala de espera.

-Agora, a segunda semi-final será entre... Alice, de Snowpoint e Jake, de Ecruteak!- anunciou Maylene.

Dan pulou da cadeira, surpreso.

-Jake de Ecruteak?!- repetiu ele.

Megy irrompeu pela porta.

-Jake de Ecruteak!- exclamou ela.
-É, eu ouvi!- disse Dan, atordoado- Como esse idiota veio parar aqui?!

Megy bateu na própria cabeça.

-Ah, me esqueci de contar... Foi ele quem queimou a Bell Tower!- contou Megy.
-O quê?! E você nem me contou?!- perguntou Dan.
-Probleminha de memória, foi mal!- desculpou-se Megy.
-Eu preciso ver isso com meus próprios olhos!- disse Dan, e arrastou Megy para fora.

No palco, um garoto de cabelos castanhos bagunçados, coordenava dois Pokémon. Um deles era uma grande borboleta, com asas coloridas e uma longa boca. O outro era um Pokémon com flores no lugar de mãos e o corpo vegetal.
Sua oponente, uma garota de cabelos pretos, usando um cachecol e luvas, comandava um pequeno Pokémon preto com garras afiadas e um pássaro branco e vermelho, carregando um saco vermelho nas costas.

- Sneasel, use o Ice Shard! Delibird, Pluck!- exclamou Alice, a coordenadora.

O Pokémon de garras afiadas, Sneasel, lançou varias esferas de gelo na direção dos oponentes. Delibird, o pássaro, saltou e começou a navegar os ventos, entrando no meio das esferas de gelo.

-Roselia, Petal Dance!- exclamou Jake, o coordenador.

A Pokémon com flores lançou uma rajada de pétalas, que destruiu as bolas de neve.

-Mude para Brick Break, Delibird!- ordenou Alice.
-Roselia, proteja-se com Poison Jab!- reagiu Jake.

Delibird levantou uma das mãos, que brilhou. Uma das flores de Roselia ficou roxa, e os dois se enfrentaram com os braços.

-Sneasel, seja rápido! Use o Faint Attack junto com Metal Claw!- ordenou Alice.
-Beautifly, Silver Wind! Continue com Poison Jab, Roselia!- continuou Jake.

Sneasel se envolveu em sombras e desapareceu. Beautifly balançou as asas, lançando Delibird longe. De repente, Sneasel apareceu atrás de Beautifly com a garra brilhando metalicamente, mas Roselia atacou ele rapidamente, lançando-o junto de Delibird.

-Não! Levantem-se!- exclamou Alice.
-Terminem com Gust e Petal Dance!- gritou Jake, confiante.

Beautifly lançou um tornado, e Roselia começou a lançar pétalas, que pegaram velocidade no ataque e acertaram Delibird e Sneasel.

-E o tempo está acabado! Jake parte para as finais!- anunciou Maylene.

Delibird e Sneasel colocaram as cabeças para fora de um monte de flores, confusos. Alice voltou-os para as Pokéballs e saiu correndo do lugar gritando “Nããããão!”.
Jake notou Dan assistindo a batalha de boca aberta.

-Ei, se não é o Dan! Andou queimando muitas coisas?- perguntou ele, sarcasticamente.


Dan se pulou no palco.

-Então, pessoal, essa é a final tão esperada! Dan, de Goldenrod, contra Jake, de Ecruteak!- anunciou Maylene.
-Vão, Eevee e Snorunt!- chamou Dan.

Ele liberou dois Pokémon. Um deles era um pequeno quadrúpede marrom, com uma cauda bagunçada e orelhas empinadas. A outra tinha um extenso pelo, deixando uma forma triangular em seu corpo, e tinha braços e pernas pequenas.

-Cacturne, Beautifly!- exclamou Jake.

Ele liberou a mesma borboleta de antes, além de um Pokémon humanóide, com pele verde e espinhos saltando de diversos lugares.

-Hum, gente, que fome...- disse Tyson- Davi, posso comer um pouco da sua batata frita?
-Nem pensar!
-E você, Emily?
-Tô fora, seu comilão!
-Megy?
-Ahm...?- disse Megy, vidrada na batalha- Ah, claro, pode pegar um pouco...

Ela estendeu o saco de batata frita. Quando ela foi pegar uma, sentiu que estava vazio.

-Ele comeu tudo, né?- perguntou Megy.
-Pode der certeza, Megy!- respondeu Tyson, de boca cheia.

Dan fez um movimento com o braço.

-Eevee, use o Quick Attack!- ordenou Dan.
-Cacturne, proteja-se com Needle Arm!- reagiu Jake.

Eevee começou a correr rapidamente na direção de Cacturne. Um dos braços do Pokémon Espantalho começou a brilhar em verde escuro.

-Você não vai conseguir agüentar o Quick Attack do meu Eevee!- exclamou Dan.
-Ah, e por que não, “Senhor confiança”?- perguntou Jake.
-Por causa da habilidade especial Adaptability!- respondeu Dan.

Eevee investiu em alta velocidade e Cacturne tentou se defender com seu braço, porém ele cambaleou e caiu no chão.

-Habilidade especial Adaptability?- repetiu Tyson.
-É uma habilidade que dobra o poder dos ataques do mesmo tipo que o usuário!- respondeu Davi.
-Legal!- disse Tyson.

Sua barriga roncou. Tyson olhou para o hambúrguer do homem ao lado.

-Não bota o olho, moleque!- ralhou ele.
-Cacturne, contra ataque com Payback!- ordenou Jake.

Cacturne levantou e acertou um empurrão em Eevee, que saiu voando e acertou Snorunt.

-Beautifly, ataque com Silver Wind! Cacturne, Pin Missile!- exclamou Jake.
-Snorunt, defenda com Icy Wind!- reagiu Dan.

Beautifly bateu as asas e lançou um tufão de ar prateado. Snorunt assoprou um vento brilhante e gelado, e os dois golpes ficaram combatendo um ao outro.
Cacturne se agachou em baixo de Beautifly e lançou vários espinhos, que acertaram Snorunt. O momento de distração acabou fazendo o ataque de Beautifly vencer e acertar os dois Pokémon de Dan.

-Essa não... Jake consegue quase prever as ações do Dan, se continuar assim...- disse Davi.
-Ele vai perder todos os pontos, já perdeu mais que a metade!- completou Emily.
-Então só tem um jeito...- murmurou Megy, e se levantou- USE AS PEDRAS!

Dan olhou para ela sem entender.

-AS PEDRAS!- ela repetiu.
-As pedras? Espera, as pedras!- exclamou Dan, e tirou um colar do bolso, onde estavam penduradas duas pedras, uma verde escura e outra azul clara.

Ele arrebentou o colar, e logo Jake percebeu o que ele ia fazer.

-Beautifly, vá para os céus com Cacturne, depois largue enquanto ele usa o Needle Arm!- ordenou ele, rapidamente.

Os Pokémon obedeceram. Beautifly levou Cacturne até o alto. Dan jogou a pedras para Eevee e Snorunt.

-Moss Stone e Dawn Stone!- exclamou Dan- EVOLUAM!

Eevee começou a brilhar. Ele aumentou de tamanho e ficou mais ágil. Suas orelhas e sua cauda se tornaram duas grandes folhas, que também se espalharam pelo resto do seu corpo. Tinha se tornado um Leafeon.
Snorunt mudou de forma e começou a flutuar. Seu corpo ficou mais humanóide, mas não tinha pernas e seus braços eram moles e estranhos. Dois pedaços de gelo apareceram na sua cabeça, e ao redor dos seus olhos ficaram roxos. Tinha se tornado uma Froslass.

-Não!- exclamou Jake.

Cacturne caiu com o braço brilhando. Leafeon começou a soltar várias rajadas de luz amarela para trás, e acertou Cacturne em pleno ar.

-Ele aprendeu Last Resort!- disse Dan- E você, Froslass, o que sabe fazer?

Froslass soltou uma esfera negra de suas mãos, acertando Cacturne e o lançando em Beautifly.
Leafeon então lançou várias folhas roxas, que acertaram os rodearam os dois rapidamente, depois se espalhando e acertando-os.

-E o tempo acabou! Com uma incrível virada, o vencedor é Dan de Goldenrod!- anunciou Maylene, surpresa.
-Você pode ter ganhado dessa vez, Dan, mas não fique tão seguro! Aquela promessa ainda está de pé... Vamos nos ver na final do Grand Festival, e se Arceus quiser, antes até!- disse Jake, e saiu do estádio.

Maylene entregou uma fita para Dan, que a levantou para o alto.

-Agora só falta uma!- exclamou ele, feliz.
avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:35 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 34: Treinamento de primeira! Mostrando a verdadeira força!

Anteriormente em Pokémon TUJ...
Dan enfrentou seu antigo rival Jake nas finais do Contest de Veilstone. Seu Eevee e sua Snorunt evoluíram e garantiram a vitória do coordenador. Agora, vamos ver nossos heróis...


-Davi, agora é nossa vez! Vamos pro ginásio!- exclamou Tyson, enquanto todos saiam do estádio do Contest.
-É! E Vamos conseguir a insígnia!- adicionou Davi, animado.

Maylene saiu do ginásio, se espreguiçou.

-Vou comer alguma coisa!- disse ela, e entrou num restaurante.

Davi bateu a palma da mão na testa.

-Ahm, vamos ter que esperar um pouco...- disse ele, decepcionado.
-Ei, que tal um treinamento rápido?- sugeriu Tyson.
-Pode ser! Três contra três!- completou Davi.

Os dois se colocaram em posição de batalha, e logo pessoas rodearam os dois para assistir a batalha.

-Eles são sempre tão, ahm... Espontâneos assim?- perguntou Megy.
-É, geralmente...- respondeu Emily.
-Bom, pelo que eu soube Maylene já ganhou quarenta e duas competições de quem come mais macarrão, então eles tem bastante tempo!- disse Dan.

Togepi saiu da Pokéball e pousou no colo de Emily para assistir a batalha.

-Olha só, o bebê quer ver o papai batalhar...- disse Dan, fazendo cócegas nele- Quem é o bebê bonitinho? É o Togepisinho!

Megy levantou uma sobrancelha.

-‘Taí um lado do Dan que eu não sabia que existia.- comentou ela.

Togepi riu.

-Sim, o titio Dan é muito engraçado!
-Vai, Ralts!- chamou Tyson.
-Vai, Houndour!- chamou Davi.

Togepi olhou para o Pokémon Escuro e se escondeu nos braços de Emily.

-Ué, o que ouve?- perguntou Dan.
-É caso de família!- brincou Emily.
-Use o Ember!- ordenou Davi.
-Proteja-se com Light Screen!- reagiu Tyson.

Houndour lançou pequenas bolas de fogo da boca, mas Ralts estendeu os braços, criando uma barreira de luz que desviou o ataque.

-Confusion!- exclamou Tyson.

Ralts estendeu as mãos e seus chifres brilharam, mas nada aconteceu.

-Há! O tipo Dark é imune a ataque do tipo Psychic!- gabou-se Davi.
-Nããão!- gritou Tyson- Não vai ficar barato! Ralts, faça alguma coisa, garota!
-É MACHO!- corrigiu Emily, irritada.
-Não é não, é uma garota!- retrucou Tyson.

Ralts gritou de raiva, bateu o pé no chão e começou a brilhar.

-Ela não ficou muito feliz com seu comentário...- disse Tyson.
-Ele...- corrigiu Emily, aborrecida.

Ralts começou a mudar de forma. Seu tamanho dobrou, e seu chapéu se desmanchou com se fosse cabelo, revelando os olhos vermelho penetrantes. Sua pernas também se transformaram, agora eram longas e verdes, bem fortes e flexíveis. Mas o que mais se destacava, era um estranho saiote natural, que caia para baixo como o de um guerreiro.

-Evoluiu para Kirlia!- exclamou Tyson, surpreso- Espera, eu pensava que a espécie tinha um saiote levantado, como o de uma bailarina.

Emily sorriu.

-Essa é a prova de que ELE É MACHO. Kirlias fêmeas tem saiotes de bailarina, enquanto os machos tem um de guerreiro*!- explicou ela, vitoriosa.
-Eu sempre soube, só estava testando vocês o tempo todo!- defendeu-se Tyson.

Todos reviraram os olhos e começaram a se afastar, como se tivessem perdido o interesse.

-Ei, Kirlias não envolvem dependendo do sexo?- perguntou Dan, curioso.
-É, se é fêmea, evolui para Gardevoir por meio de aumento de poder e nível de experiência...- disse Megy.
-Mas se é macho, evolui pra Gallade por meio da radiação da Dawn Stone...*- completou Emily.

*=Isso não é verdade nos jogos.

Tyson deu de ombros.

-Bom, os dois tem o mesmo poder mesmo...
-Não, cara. Gardevoir é especializada em ataque especial, enquanto Gallade em ataque físico.- corrigiu Dan.
-E, Tyson, que eu me lembre você queria Ralts como atacante especial, né?- perguntou Davi.

A boca de Tyson caiu.

-Essa não! Ele vai ficar completamente fora de forma quando evoluir em Gallade!- disse ele- Já treinei ele com golpes especiais, recusando qualquer técnica física!
-Cara, com toda a sinceridade que tenho no meu coração, eu tenho que dizer...- disse Dan, e colocou uma mão no ombro de Tyson- Você ‘tá ferrado.

Tyson colocou as mãos na cabeça, pensando numa solução para seu problema.

-Eu acho que posso resolver seu problema...- disse uma voz feminina atrás deles.

Todos eles se viraram, se deparando com Maylene.

-Maylene?- perguntou Tyson, surpreso.
-Observei a batalha pela janela do restaurante, enquanto comia meu macarrão, bife de Tauros, asa de Pidgey, mel de Vespiquen e...- foi dizendo ela, colocando a mão na barriga.
-Ok, já entendemos.- interrompeu Emily.

Maylene coçou a cabeça.

-Foi mal, me distrai um pouco... Bom, eu posso ajudar você e sua Kirlia, ahm... Tyson?- ela arriscou.
-Ué, como sabe meu nome?- perguntou Tyson, desconfiado.
-Crasher Wake me contou sobre vocês- explicou- Bom, eu sou especialista em técnicas físicas, aprendi tudo com meu pai, então acho que com certeza vou conseguir botar em forma seu Kirlia. Se precisar da ajuda, venha comigo até o ginásio, é lá onde eu treino...

Ela saiu em direção ao ginásio. Tyson pensou um pouco e saiu correndo atrás dela.

-Bom, o que nós vamos fazer?- perguntou Megy.
-Ir ao shopping?- sugeriu Emily.
-Boa idéia.- concordou Megy.

As duas foram em direção ao shopping, mas Togepi pulou dos braços de Emily e cruzou os braços.

-Ué, o que ouve?- perguntou Megy, curiosa.
-Eu acho que de algum jeito ele sabe que vai acabar carregando sacolas de compras. Acho que é instinto de macho- disse Emily- Ei, Davi, pode cuidar dele?

Davi apontou para si mesmo.

-E-Eu?- perguntou ele- Mas e meu treinamento?
-Ah, você já está bastante forte, aposto que humilha a Maylene com um só Pokémon!- garantiu Emily.
-Mesmo?- perguntou Davi, emocionado.
-Claro!- afirmou Emily, verdadeiramente.
-Se você diz...- disse Davi.

Emily e Megy entraram no shopping. Davi pegou Togepi e o levantou para o alto.

-É, somos só você e eu!
-E o titio Dan!- acrescentou Dan.

Togepi levantou os braçinhos e algo marrom caiu no pé de Davi.

-Ahm, Davi... O Togepi soltou um dejeto no seu tênis...- avisou Dan, quase explodindo de rir.

Davi abaixou a cabeça.

-Vai ser uma longa tarde...- murmurou ele.


-Ok, que tal começar com um soco bem fraquinho?- sugeriu Maylene.
-Ahm , acho que pode dar certo!- disse Tyson- Kirlia, um soco?

Os dois estavam num local fechado, cheio de sacos de pancada. Kirlia foi para a frente de um deles e deu um soco, fazendo ele balançar alguns centímetros.

-Ahm, acho que ele perdeu toda a força física...- disse Maylene.
-‘Tá, fraquinho, heim?- perguntou Tyson, decepcionado.

Kirlia bateu o pé no chão e acertou um chute em Tyson, o derrubando.

-Pra bater no treinador cria força, né?!- resmungou Tyson.
-Vem cá, eu te ajudo a levantar...- disse Maylene, e estendeu a mão.

Tyson se levantou com a ajuda dela.

-Eu tive uma idéia...- disse Maylene, pensando.
-Não vai me usar como saco de pancada!- disse Tyson.
-Não, não isso... Tipo, ele sempre ganha força quando fica bravo...- observou Maylene.
-Ahm, então só precisamos deixar ele bravo?- perguntou Tyson.

Maylene estalou os dedos.

-É!- confirmou ela- Aí está a solução do nosso problema!
-Nosso?- repetiu Tyson, surpreso.
-É! Sabe algum jeito de deixar ele bravo?- perguntou Maylene, pensando.

Tyson sorriu.

-Acho que eu sei um jeito...


Dan tapou os ouvidos.

-Ah, faz ele parar!- implorou ele.
-‘Tô tentando!- disse Davi, desesperado.

Togepi estava chorando, quase formando uma poça ao seu redor.

-Qual o problema dele?!- perguntou Dan.
-Eu não sei!- respondeu Davi.
-Ah, o Togepisinho vai deixar o titio louco!- exclamou Dan.

Isso só fez o Togepi chorar mais ainda.

-Você fez o bebê chorar mais ainda!- ralhou Davi.
-Eu não tinha a intenção!- defendeu-se Dan.

Os dois começaram a rolar no chão.

-Buuuuuuuáááá!


-Vai, você é uma Kirlia linda!- elogiou Maylene.

Kirlia se ofendeu e ficou bravo.

-Agora, acerte um saco de pancada!- ordenou Tyson.

Kirlia correu e socou um dos sacos, o fazendo explodir em penas e enchimento.

-Um ponto!- exclamou Maylene.
-Isso mesmo! Vai, Kirlia poderosa!- exclamou Tyson.

Kirlia chutou o peito Tyson, o atirando na parede.

-I-Isso não estava no plano...- murmurou ele, atordoado.

Maylene riu baixinho.

-Acho que ela já está pronta pro Drain Punch...

Kirlia a acertou, jogando-a junto de Tyson.

-Foi mal, Kirlia...- desculpou-se Maylene.

Kirlia cruzou os braços, sério.


-Por favor, Togepi! Para!- implorou Davi, de joelhos.
-O titio Dan dá todo o bolo que você quiser!- prometeu Dan, ao lado de Davi.

Togepi continuou a chorar.

-Ah, não pode ser! Quem não gosta de bolo?!- perguntou Dan.
-Eddie, meu vizinho idiota!- lamentou-se Davi.
-Togepi, para com isso!- imploraram.

De repente, Houndour saiu da Pokéball, surpreendo a todos.

-Houndour! Volte pra Pokéball!- ordenou Davi.

Houndour ignorou o dono e tocou carinhosamente a pata na cabeça de Togepi, que parou de chorar e olhou para ele.

-Ei, o que ele está fazendo?- perguntou Dan.
-Não sei!- respondeu Davi.

Houndour rosnou calmamente para Togepi, que ficou feliz e parou de chorar. O Pokémon Escuro se virou.

-Ele acalmou o Togepi!- disse Dan, aliviado.

Davi sorriu.

-Houndour, não me diga que você gosta do Togepi...- disse Davi, sem acreditar.

Houndour tossiu algumas chamas, nervoso. Ele rosnou algo como “Nada a ver! Esse choro infernal dá pra ouvir até na Pokéball!” e Davi o voltou para a Pokéball.

-Agora vamos secar aquele poço de lágrimas.


-Ok, Kirlia! Entendeu bem?- perguntou Maylene.

Kirlia fez que sim, confiante.

-Então, primeiro canalize a energia!

Kirlia estendeu um braço para o céu, que começou a acumular energia amarela.

-Agora, posição!- exclamou Tyson.

A Pokémon Emoção se posicionou na frente de um saco de pancadas.

-Drain Punch!- exclamaram Tyson e Maylene.

Kirlia socou o alvo, e começou a brilhar. Depois do brilho acabar, o saco explodiu.

-Isso!- exclamou Maylene.
-Ele aprendeu Drain Punch!- disse Tyson, vitorioso- Valeu, Maylene!


Megy tirou um cachecol do pescoço.

-Confortável!- ela disse.

Emily sorriu e olhou pelo corredor do shopping, onde avistou dois homens de roupas pretas conversando baixinho.

-Oh-ou! É a Team Vortex!- exclamou ela, surpresa.

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:37 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 35: O golpe explosivo! A missão misteriosa da Team Vortex! Parte 1!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
O Ralts de Tyson finalmente foi provado ser macho ao evoluir para Kirlia. Tyson então treinou com Maylene para preparar seu Pokémon para a próxima evolução. Mas o mistério ficou no ar quando Emily avistou estranhos homens no shopping de Veilstone...


-Megy, tira esse cachecol e olha ali!- exclamou Emily, e apontou para o corredor do shopping.

Megy olhou para a direção apontada, avistando dois homens de preto.

-Ah, que brega! Eles realmente não têm gosto pra roupas!- disse Megy, enojada.
-Não é isso! Aqueles homens são da Team Vortex!- avisou Emily.
-Team Vortex?! Aquela quadrilha malvada que dominou a Pokémon Mansion?!- perguntou Megy, surpresa.
-Isso mesmo, e...- foi dizendo Emily.

De repente, outros dois homens de preto e uma mulher com cabelo ruivo, apareceram das escadas rolantes e avistaram as duas espionando os aliados.

-Ei, olhem ali!- exclamou um, e apontou para elas.
-Estão espionando!- exclamou o segundo.
-Sujou!- disseram Emily e Megy, e saíram correndo.
-Atrás delas!- gritou a mulher.

Os três começaram a perseguir as duas por um corredor, gritando para pararem. Megy avistou uma parede separando o caminho em dois.

-Rápido, vai pra direita que eu vou pra esquerda!- exclamou ela.
-Ok!- exclamou Emily, entendendo a amiga.

As duas se separaram. Os homens ficaram olhando para os lados.

-Pra qual lado vamos?- perguntou o segundo.
-Vamos nos dividir! Eu vou pela direita, e vocês dois pela esquerda!- ordenou a mulher, que parecia ser a líder.
-Certo, chefe!- disseram os outros dois, e saíram correndo pela esquerda.

O líder estralou os dedos e seguiu pela direita.


-Estranho, as meninas ainda não voltaram...- disse Davi, encostado num prédio.
-Você se preocupa demais, cara...- disse Dan, treinando os movimentos de seu Leafeon- O negócio é curtir a vida...

Leafeon soltou folhas roxas que voaram pelo ar, formando belas figuras. Togepi aplaudiu, encantado.

-É, acho que tenho que ser um pouco mais solto...- disse Davi.
-É, vai que preocupação mata!- concordou Dan.
-É,é... Espera, o que você quer dizer com isso?!- perguntou Davi.

Dan riu.

-‘Tô brincando, cara...- disse Dan- E, aliás, bem que você também podia... UM POLICIAL VOANDO!
-Ahm?- perguntou Davi, estranhando.
-Ali, um policial voando!- repetiu Dan, e apontou.

De fato, um policial a três metros acima do chão bateu no lado do shopping, que ficava no outro lado da rua.

-Aí não tem coisa boa!- exclamou Davi- Togepi, vem aqui!
-Leafeon, volte!- chamou Dan, e retornou seu Pokémon.

Togepi pulou no colo de Davi e os dois saíram correndo até o shopping. Lá, um homem de preto, com um cabelo azul comandava um Pokémon amarelo, com barbas caindo do nariz e uma colher de metal.
O estranho Pokémon atirava policiais com o poder da mente, os jogando no prédio ou até a rua. Outro Pokémon estranho, parecido com um palhaço, mas com braços e pernas finas e manchas rosa.

-Ei, aquele homem é da Team Vortex!- exclamou Davi.
-O quê?! Aquela quadrilha do mal?!- perguntou Dan.
-Sim! Temos que parar aquele homem!

Os dois correram na direção do homem, mas bateram em algo invisível e recuaram.

-O que foi isso?!- perguntou Davi.
-Ei, parados aí!- gritou o homem- Mr. Mime, acabe com eles!
-Vai, Houndour!- chamou Davi, e liberou o Pokémon Escuro.

Mr. Mime, o Pokémon Palhaço, lançou um raio multicolorido da mãos, mas Houndour pulou na frente dele, não sofrendo nenhum dano.

-Vá, Froslass!- chamou Dan, liberando sua Pokémon- Use o Shadow Ball!

Froslass juntou as mãos, criando uma esfera negra, que disparou contra Mr. Mime. O ataque de repente sumiu no ar, como se tivesse batido numa parede invisível.

-O que foi isso?- perguntou Dan.
-É o movimento Barrier!- respondeu Davi- Esse golpe cria uma barreira invisível que protege o local ao redor de qualquer coisa!
-Mas então como vamos parar aquele homem?- continuou Dan.

Davi pensou um pouco.

-Me pergunte daqui a alguns minutos e talvez eu tenha uma idéia.


Megy pulou os últimos degraus de uma escada, com os dois homens atrás de si.

-Parada, mocinha!- gritou um dos homens.
-Nunca!- exclamou Megy, e lançou uma Pokéball.

A capsula, por sorte, acertou a testa do segundo, o deixando inconsciente. A Pokéball abriu, liberando um Pokémon quadrúpede, com o pelo azul congelado, duas orelhas enormes e uma cauda afiada.

-Você machucou meu parceiro!- exclamou o outro homem- Vá, Marowak!

Um Pokémon saiu de uma Pokéball do homem. Ele tinha um tamanho médio, e sua cabeça ficava escondida dentro de um crânio. Ele também tinha uma pequena cauda, mas o que mais chamava a atenção era que ele girava um osso em alta velocidade.

-Glaceon, use o Quick Attack!- ordenou Megy.
-Desvie com Bone Club!- reagiu o homem.

Glaceon correu rapidamente e saltou contra Marowak, que lançou o inimigo na parede com seu osso.

-Não, Glaceon!- exclamou Megy.
-Marowak, continue alerta!
-Glaceon, você está bem?- perguntou Megy.

O Pokémon Neve se levantou e fez sinal afirmativo para a treinadora.

-Então use o Ice Fang!- ordenou Megy.
-Não tão rápido!- exclamou o malfeitor- Defenda-se com o osso!

Os dentes de Glaceon congelaram e ele tentou morder Marowak, que rapidamente estendeu seu osso a sua frente na horizontal, se defendendo do ataque.

-Bone Club de novo!
-Glaceon, contra ataque com Iron Tail!

Marowak lançou Glaceon para o alto, mas o Pokémon Neve Fresca atacou com sua cauda que estava brilhando metalicamente.

-Ice Shard!
-Bonemerang!

Glaceon disparou várias esferas de gelo. Marowak posicionou-se para lançar seu osso, mas foi acertado e bateu na parede, nocauteado.

-Não, Marowak!- exclamou o malfeitor.
-HÁ! Se deu mal!- disse Megy.
-Ora, sua garotinha...

Glaceon rosnou e o homem saiu correndo gritando.

-Não se encontra mais malfeitores corajosos esses dias...- murmurou Megy, e olhou ao redor- Agora, onde eu estou?


Emily entrou correndo numa sala que ficava no final do corredor. A mulher que a perseguia entrou também.

-Finalmente parou.- disse ela, com a voz inexpressiva.

A mulher soltou um enorme Pokémon. Ele era coberto de rochas e media aproximadamente três metros. Sua cabeça tinha dois chifres, um na testa e outro mais para cima. Os seus cotovelos eram puxados para trás, e sua cauda tinha uma enorme bola rochosa enorme.
Emily recuou.

-Assustado com meu pequeno Rhyperior?- perguntou a mulher.
-E-Eu...- gaguejou Emily.
-Poupe seu tempo, porque você tem pouco restante. Eu aproveitaria para fugir, por mais inútil que isso seja. Eu tenho permissão de me livrar de qualquer um que interferir no plano...- avisou a mulher.

Emily recuou mais um pouco, até encostar na parede.

-Rhyperior, querido, acabe com essa garota...- pediu a mulher- Porque ninguém interfere nos planos de Astra. Ninguém.

Rhyperior levantou as mãos e uma enorme rocha começou a se formar no ar. Emily fechou os olhos. “Eu não tenho nenhuma chance contra esse monstro. Por mais que eu lute, não há como eu derrotar ele...”.

-Rock Wrecker!

A rocha parou de se formar, num tamanho de aproximadamente um metro e meio. Rhyperior pegou-a e jogou na direção de Emily, que abriu os olhos e rolou para o lado, desviando por pouco, mas logo desmaiando.
A rocha bateu na parede, criando um enorme buraco e causando um estrondo que fez o prédio todo tremer.

-Maldita, desviou!- exclamou Astra.

Rhyperior caiu no chão, cansado.

-A sorte ficou do lado dela. Mas logo que o efeito colateral de Rock Wrecker passar, Rhyperior vai esmagá-la...- disse Astra- E então a sorte não vai mais importar.


Kirlia chutou mais uma vez.

-Isso, Kirlia! Já temos ótimos resultados!- disse Tyson, sorrindo.
-Hehe, o que esperava do meu treino, afinal?- perguntou Maylene, rindo.

Tyson ficou olhando ela rir, admirado. De repente, ela parou de rir.

-O que ouve?!—perguntou Tyson.
-Um tremor!- respondeu a líder de ginásio.
-Eu não senti nada.- disse Tyson.
-Claro, porque está usando tênis!- disse Maylene- Acredite, meus pés sentem muito mais do que frio, calor, relevos, água ou lama.

Tyson coçou a cabeça.

-Que interessante. Mas de onde veio esse tremor?
-Do shopping!
-Então pra lá!


-Cuidado, Froslass!- exclamou Dan.

Froslass desviou rapidamente de um raio disparado por Mr. Mime.

-Houndour, use o Ember!- ordenou Davi.

Houndour disparou bolas de fogo da boca, mas elas bateram na barreira invisível, sem efeito.

-Droga, Davi! Resolve logo essa parada!- pediu Dan.
-O que você acha que estou tentando fazer?!- perguntou Davi.
-Uma coisa que não está adiantando!- respondeu Dan.
-Eu sei o que pode funcionar!- exclamou alguém atrás dos dois.

Lá estavam Tyson e Maylene. A líder jogou uma Pokéball, de onde saiu um Pokémon humanóide, com o corpo sarado, listras vermelhas e um cinto de campeão.

-Machoke, use o Brick Break!- ordenou Maylene.

O Pokémon pulou e sua mão brilhou, logo ele executou um golpe de cima pra baixo, e um barulho de vidro quebrando pode ser ouvido, e Mr. Mime recuou.

-O Barrier foi quebrado!- exclamou Dan.
-Valeu! Houndour, use o Beat Up!- ordenou Davi.

As sombras dos Pokémon de Davi surgiram e investiram contra Mr. Mime e Alakazam, nocauteando-os.

-Não!- gritou o homem que os comandava.
-Vai, vazando!- exclamou Tyson.
-Eu não vou ser intimidado por crianças!- disse o homem, ofendido.

Davi, Tyson, Dan e Maylene cruzaram os braços. O homem engoliu em seco e começou a correr.

-PRAS COLINAS!
-Não existem capangas bons como ultimamente...- disse Dan.
-Vocês sentiram aquele tremor?!- perguntou Maylene.
-Sentimos!- responderam Davi e Dan- Veio do Shopping!
-Então temos que investigar!

Os quatro fizeram que sim com a cabeça e correram para dentro do shopping.

TO BE CONTINUED...

-Faz tempo que não leio uma dessas!- comentou Tyson.
avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:38 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 36: O golpe explosivo! A missão misteriosa da Team Vortex! Parte 2!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
A Team Vortex atacou o shopping de Veilstone. Emily e Megy foram perseguidas, e acabaram se dividindo. Emily foi levada por Astra, uma das vilãs. Davi, Tyson, Dan e Maylene conseguiram entrar no shopping, prontos para enfrentar a equipe malvada...


-É por ali!- exclamou Maylene, apontando para um corredor.
-Como você pode ter tanta certeza?- perguntou Dan.
-Pés.- respondeu a líder.
-Mas tem muitos outros corredores!- insistiu Dan- E se Megy e Emily estiverem em outro?!

Davi colocou uma mão no ombro dele.

-Cara, você tem que se preocupar menos.- imitou, e riu.
-Vamos logo!- disse Tyson.
-Ok, vamos lá por esse corredor entre muitos outros...- suspirou Dan.

Maylene deu um passo na direção do corredor, mas de repente virou-se rapidamente e apontou para Davi.

-CUIDADO!
-Ahm?- perguntou Davi.

De repente, vários Golbats começaram a pular do teto, lançando seus Pokémon. Tyson o puxou rapidamente.

-Eia!
-Fujam!- exclamou Maylene.

Os quatro começaram a correr pelo corredor, sendo perseguidos.

-Eles são rápidos!- disse Tyson.
-Não vamos conseguir fugir!- disse Davi.
-Eu cuido deles!- exclamou Dan, e virou-se.

Ele liberou seu Staraptor, que estendeu as garras ameaçadoramente.

-Vão!
-OK!

Davi, Tyson e Maylene correram pelo corredor, deixando Dan e seu Staraptor combatendo os Golbats.


Astra fez Rhyperior largar Emily numa cadeira, inconsciente.

-Talvez ela seja útil para alguma coisa...

Um homem chegou correndo com um livro sobre os braços.

-Senhora Astra, senhora Astra!
-O que foi?- perguntou à vilã.
-Achamos um livro que se encaixa nas suas exigências!- respondeu o homem.
-Me mostre!- ordenou Astra.

O capanga mostrou o livro, que tinha a capa cheia de estrelinhas e pequenos Pokémon fofos montando-as.

-Gostou, senhora?
-Não, idiota! Eu pedi um livro sobre a lua, e não “As incríveis aventuras da Clefairy Willy”!- respondeu Astra, furiosa.

O capanga saiu correndo de medo. Astra apertou sua testa.

-Não se encontram mais capangas bons como antigamente...


-Staraptor, use o Brave Bird!- ordenou Dan.

Staraptor se envolveu em chamas azuis, acertando alguns Golbats, mas logo caiu nocauteado.

-Volte!

Dan recuou e olhou para trás. Outro bando de Golbats vinha.

-Essa não!- exclamou ele- É o fim!

Mas de repente, alguma coisa caiu do teto e Megy apareceu no buraco de ventilação no teto.

-Oi, amor!- disse ela.
-Megy?!- perguntou Dan, surpreso- Ahm, estou precisando de uma ajudinha...

Megy estendeu a mão e Dan subiu até a ventilação, deixando os Golbats para trás.


-Por ali! Eu estou ouvindo!- disse Maylene, atenta.

Tyson coçou a cabeça.

-Ali onde?
-Ali!- repetiu Maylene, e apontou para uma porta.
-Pensei que só seus pés fossem, ahm... Super sensíveis?- disse Davi.
-Que nada...- disse Maylene.

Os três entraram furtivamente pela porta, sem ninguém os notar. Um homem atirou um livro para trás e foi olhar na direção deles.
Davi se atirou para trás de uma estante e Maylene se agachou atrás de um vaso. Tyson, sem saber onde se esconder, tapou o rosto com as mãos.
O homem estranhou e tocou na testa dele.

-Mas que coisa estranha...

Ele tocou no seu pescoço, o fazendo rir e dar um tapa nele.

-Opa.- disse Tyson.
-Intrusos!- gritou o homem.
-AAAAAAAAH, PEGUEM ELES!- gritou um homem.

De repente, tudo virou um caos. Pokémon corriam para cá e para lá.

-HAWABANGA!- berrou Tyson, fugindo de um bando de Golbats, que foram acertados por rochas flutuantes lançadas por algum outro Pokémon.

De repente, ele esbarrou em Astra, que cruzou os braços.

-Mais intrusos... Dessa vez, não vou ter piedade...- disse ela- Rhyperior, pode lutar?

O Pokémon fez que sim com a cabeça.

-Droga! Vai, Pyro!- chamou Tyson, e liberou seu Pokémon- Comece com Mach Punch!
-Desvie com Hammer Arm!- ordenou Astra.

Monferno pegou velocidade, pulou e tentou dar um soco em Rhyperior, que lançou-o para cima com um de seus braços.

-Flame Wheel!- exclamou Tyson.
-Thunderbolt!- reagiu Astra.

Pyro se rodeou em chamas, formando uma roda em pleno ar. Porém, Rhyperior estendeu suas mãos, soltando um raio que atirou o inimigo para o alto.

-Você acha que esse Monferno insignificante pode derrotar meu querido e poderoso Rhyperior?!- perguntou Astra- Hammer Arm!
-Cuidado!- exclamou Tyson.

Rhyperior avançou contra Pyro tentando acertá-lo com seus braços.

-Cuidado, Tyson! Diga pro Pyro parar!- pediu Davi.
-Por quê?!- perguntou Tyson.
-Emily!- respondeu Davi.

Emily se encontrava desmaiada numa cadeira, perto de onde Rhyperior e Pyro lutavam.

-Essa não! Cuidado, Pyro! Não vá para trás!- pediu Tyson.

Porém, os golpes de Rhyperior faziam Pyro recuar inevitavelmente, e logo o ataque iria acertar Emily.

-Não vai dar!- exclamou Tyson.

Davi começou a correr até Emily, se atirando junto com ela bem a tempo de evitar o golpe fatal.

-Eia, ainda bem que deu tempo!- disse Davi, aliviado.
-Ótimo! Agora vamos lutar com todo nosso poder, Pyro!- exclamou Tyson, e sorriu.


Maylene correu pela sala, procurando pelas suas Pokéballs. Infelizmente, o estrondo dos Pokémon e as pessoas gritando e correndo desesperadas confundiu ela, fazendo-a ficar encurralada numa parede.
Um homem apareceu atrás dela.

-Agora você já era, mocinha!
-Droga...- disse Maylene, sem saída.

Mas, de repente, Dan caiu do buraco de ventilação em cima do homem. Maylene arregalou os olhos.

-Caraca, como eu fui parar aqui?- perguntou-se Dan, confuso.

Megy também caiu, em cima dele.

-Ei, isso foi bem nostálgico...- ela comentou.


-Pyro, use Mach Punch!- ordenou Tyson.
-Rhyperior, Flamethrower!- exclamou Astra.

Rhyperior abriu sua boca e lançou um sopro de fogo, que Pyro atravessou rapidamente e acertou um soco no rosto do inimigo.

-Isso!- exclamou Tyson.
-Hum, você acha que conseguiu alguma coisa? Rhyperior é um dos Pokémon com maiores defesas, e as vezes nem os golpes super efetivos causam dano a ele!- disse Astra, confiante.
-Argh! Pyro, vamos mostrar pra essa mulher como se faz!- exclamou Tyson- Flame Wheel!
-Defenda-se com Hammer Arm!- ordenou Astra.

Pyro rolou numa roda de fogo até Rhyperior, que o lançou para o alto com os braços. De repente, Pyro começou a brilhar, mudando de forma.
Ele dobrou de tamanho, ficando mais esguio e forte. O seu topete se alongou para trás e começou a pegar fogo. Vários acessórios de proteção naturais se encontravam nos ombros, cotovelos, punhos e joelhos.

-N-Não pode ser!- exclamou Astra.
-E-Ele chegou em sua forma final!- exclamou Davi.
-Agora é um Infernape!- exclamou Tyson- Vai lá, Pyro! Ataque!

Pyro deu um pulo de impulso na cabeça de Rhyperior e acertou vários socos e chutes.

-Um Close Combat!- disse Tyson- Mais alguma coisa nova?
-Nem pensar! Thunderbolt!- exclamou Astra, rapidamente.

Rhyperior lançou um raio na direção de Pyro, que deslizou por baixo e acertou um soco cheio de faíscas no inimigo, deixando-o paralisado.

-E agora foi um Thunder Punch!- anunciou Davi.
-Deixou paralisado!- completou Tyson.

Astra respirou fundo.

-Você me obrigou a ir ao extremo... Eu já aviso que isso pode matar seu Pokémon, mas você pediu... Rhyperior, elimine-o com Rock Wrecker!- ordenou ela.

Rhyperior levantou os braços, formando uma grande rocha de pelo menos dois metros. Pyro se pôs em posição e começou a pegar fogo.
O Pokémon Broca lançou a rocha em direção a Pyro, que saiu voando com o fogo, destruindo o ataque do oponente e causando um monte de fumaça.

-Pyro!- gritou Tyson, preocupado.
-Hahaha, finalmente acabou... Seu Pokémon não vai mais batalhar com você, criança... Ele agora está...- foi dizendo Astra.

De repente, uma chama afastou a fumaça, revelando Pyro com o pé encostado na barriga de Rhyperior, que estava nocauteado.

-Não pode ser!- exclamou Astra, surpresa- Rhyperior nunca perdeu uma batalha!
-Bom, senhora, Tyson acaba de parar o recorde dele...- disse Davi, sorrindo- É o fim pra você...

Astra recuou, sem acreditar.

-Re-Re... RECUAR!- ela berrou, e todos os capangas saíram voando em seus Pokémon pela janela.

A vilã pegou um livro preto do chão e montou num enorme Staraptor, saindo voando junto com os capangas.

-Iremos nos ver de novo!

Tyson coçou a cabeça, estranhando. Davi começou a sacudir Emily.

-Emily! Emily! Acorda!

Ela abriu os olhos e se espreguiçou, logo notando as estantes caídas e os livros atirados.

-Nossa, isso não parece nada com o que eu estava sonhando...
-E com o que você estava sonhando?- perguntou Davi.
-Ah, ahm... Pokélandia!- respondeu Emily, envergonhada.

Tyson olhou para Pyro.

-Pyro, você foi fantástico...

Maylene sorriu.

-Agora você já está pronto pro ginásio.
-Ei, já faz cinco capítulos que estamos em Veilstone e nada de ginásio! Já ‘tava na hora!- disse Tyson.
-Vai ter que esperar mais ainda, cara... Eu sou o primeiro!- anunciou Davi.

Tyson se ajoelhou no chão.

-NÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOOO!

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:41 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 37: Improvisando novas técnicas! O desafio de Davi!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi, Tyson, Dan, Megy e Maylene combateram a Team Vortex. Tyson batalhou contra Astra, derrotando-a com seu novo e evoluído Infernape, Pyro. Agora, Davi vai ter sua batalha de ginásio...


-Ok, três contra três!- exclamou Maylene, confiante.
-Isso mesmo! Vou ir com tudo!- disse Davi.
-Ótimo, eu não vou pegar leve!- disse a líder.

Os dois lançaram as Pokéballs. Houndour encarou Machoke, o Pokémon que Maylene tinha usado para destruir a barreira no dia anterior.

-Vamos começar com Ember!- exclamou Davi.
-Contra ataque com Dig!- reagiu Maylene.

Houndour lançou várias bolas de fogo, mas Machoke pulou para dentro da terra.

-Ahm, pra onde ele foi?!- perguntou Tyson, na arquibancada.
-Foi o golpe Dig! O usuário entra na terra, podendo aparecer em qualquer outro lugar.- explicou Emily.
-Isso não vai ser problema!- disse Davi- Houndour, use seu Smog girando!

Houndour começou a girar soltando um gás roxo da boca, infestando toda a arena.

-Isso só vai piorar sua situação!- avisou Dan.
-Que nada! Houndour, pule e use Ember!- ordenou Davi.

Houndour pulou para fora do gás e soltou bolas de fogo, causando uma explosão, que jogou Machoke para o ar.

-Deu certo!- disse Davi.
-Não fique tão confiante! Machoke, use o Double Team!- ordenou Maylene.

Machoke pousou e criou várias cópias de si mesmo, cercando Houndour.

-Todos pra cima com Brick Break!- exclamou a líder.
-Proteja-se com Beat Up!- reagiu Davi.

Os Machokes pularam com as mãos para cima, mas Houndour rugiu, criando sombras dos Pokémon de Davi, que atacaram, destruindo todas as copias e lançando o original na parede.

-Foi ótimo, Houndour!- elogiou Davi.
-Ok, Machoke! Use o Submission!- ordenou Maylene.

Machoke avançou na frente de Houndour, agarrando ele num abraço e pulando bem alto.

-Não!- exclamou Davi.

Os dois Pokémon caíram. Machoke caiu nocauteado, mas Houndour conseguiu se libertar no ultimo momento.

-Ganhou a primeira! Mas agora não vou deixar assim tão fácil!- disse Maylene- Vá, Medicham!

Ela liberou uma Pokémon humanóide, com uma touca rosa e corpo esguio.

-Houndour, volte!- chamou Davi- Vá, Golduck!
-Medicham, use o Hi Jump Kick!- ordenou Maylene.

Medicham pulou e acertou um chute em Golduck, que bateu na parede.

-Water Pulse!- exclamou Davi.
-Ice Punch!- reagiu Maylene.

Golduck lançou uma esfera de água. Medicham acertou um soco com um brilho azul, congelando a esfera.

-Rebata!
-Você também!

Medicham chutou a esfera contra Golduck, que rapidamente rebateu também.

-Já está na hora de acabar com isso! Fire Punch!- exclamou Maylene.

A mão de Medicham pegou fogo e ela acertou a esfera, criando uma onda de água.

-Atravesse com Shadow Claw!- ordenou Davi.

A garra de Golduck se envolveu numa aura roxa e ele atravessou a onda, cortando-a ao meio.

-Contra ataque com Ice Punch!- ordenou Maylene.

Medicham socou com um brilho azul, que Golduck ficou segurando com o seu ataque. De repente, a aura congelou, criando uma garra de gelo.

-O-O quê?!- perguntou Maylene, surpresa.
-O Shadow Claw congelou!- disse Megy.
-Isso! Vai, Davi, vai!- exclamou Emily.

Todos olharam para ela.

-Quer dizer, tipo... Nossa, eu não esperava por isso...?- corrigiu-se.
-Ataque com a garra!- ordenou Davi.

Golduck arranhou Medicham, lançando-a na parede.

-Já chega! Acabe com Thunder Punch!- exclamou a líder.
-Contra ataque!- reagiu Davi.

A mão de Medicham começou a soltar faíscas, confrontando Golduck. De repente, os dois ataques causaram uma explosão de energia, lançando-os na parede, nocauteados.

-Foi empate!- disse Dan.
-Não...- suspirou Emily, decepcionada.
-Só me resta mais um... Vai, Lucario!- chamou Maylene.

Ela liberou um Pokémon alto, com uma longa pelagem azul. Ele tinha um espinho no peito, além de dois nas mãos. Ele andava na ponta dos pés, liberando uma forte aura.

-Vá, Houndour!- chamou Davi, liberando o Pokémon Escuro- Comece com Ember!
-Giro de Bone Rush!- reagiu Maylene.

Houndour disparou várias bolas de fogo. Lucario criou um osso de energia, o girou e desviou todas as bolas de fogo.

-Beat Up!- exclamou Davi.

Houndour rugiu, invocando sombras da equipe de Davi (menos Golduck), que avançaram contra Lucario. O Pokémon Aura rapidamente desfez as sombras com ataques de seu osso.

-Mude para Aura Sphere!- ordenou Maylene.

Lucario encurtou o osso, criando uma esfera de energia, disparando-a em Houndour, que saiu rolando para trás.

-Thunder Fang!- exclamou Davi.
-Metal Claw!- exclamou a líder.

Os dentes de Houndour começaram a soltar faíscas e ele tentou morder Lucario, que fez usas garras brilharem metalicamente e arranhou Houndour, nocauteando-o.

-Agora estamos empatados!- disse Maylene.
-É mesmo!- concordou Davi, retornando Houndour- Vai, Crobat! Use o Air Cutter!
-Desvie com Bone Rush!- reagiu Maylene.

Crobat agitou as asas, lançando várias laminas de ar na direção de Lucario, que as desviou com seu osso de energia.

-Aura Sphere!- exclamou Maylene.
-Pare com Poison Fang!- reagiu Davi.

Lucario disparou uma esfera de energia. As presas de Crobat ficaram roxas e ele tentou parar o ataque, sendo levado até a parede, mas conseguindo pará-lo.

-De novo!- ordenou a líder de ginásio.
-Defenda-se!- exclamou o desafiante.

Lucario lançou mais um ataque. Crobat se concentrou, criando uma esfera de ar, que colidiu com o Aura Sphere, causando um enorme tufão, enfraquecendo Lucario.

-Ele aprendeu Air Slash!- disse Davi- Ok, Crobat! Mergulhe com Bite!
-Fique atento, Lucario!- exclamou Maylene.

Lucario, sem ver nada, foi pego por Crobat pelo braço, sendo levado para o alto. Os dois deram várias voltas no ar.

-Solte-o e gire a sua volta!- ordenou Davi.

Crobat lançou Lucario no alto, começando a girar a sua volta.

-Air Slash nas costas!

Crobat atirou Lucario na direção do chão com seu novo ataque.

-Cuidado, Lucario! Use o Bone Rush para se recuperar!- ordenou Maylene.

O Pokémon Aura bateu em si mesmo com o osso, nocauteando-se e caindo no chão.

-Ei, por que ele fez isso?!- perguntou Maylene, surpresa.
-Porque ele ficou confuso!- respondeu Davi.
-Mas como?! COMOOOOOOOOOOOO?!- perguntou Maylene.
-Tudo graças ao novo ataque que eu e Crobat treinamos! Ele gira envolta do oponente, deixando-o confuso! Eu chamo ele de Confuse Spin!- explicou Davi.

Maylene entregou a insígnia.

-Boa batalha!- ela elogiou- Agora vai pras arquibancadas!
-Eia!- exclamou Davi, e sentou.
-Minha vez!- disse Tyson, e se posicionou na arena.
-Ok, Tyson! Agora a amizade não importa! Vamos com tudo!

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:43 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 38: Ação e reação! A batalha dos novos amigos!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi batalhou contra Maylene, a líder de ginásio de Veilstone. Seu Crobat aprendeu um novo golpe, Air Slash, surpreendo todos e derrotando o Lucario oponente. Agora, é a vez de Tyson...


-Vá, Pyro!- chamou Tyson, liberando o Pokémon Chama.
-Machoke, vá com toda sua força!- disse Maylene, e liberou o Pokémon Super poder.
-Comece com Thunder Punch!- ordenou Tyson.
-Combata com Brick Break!- reagiu Maylene.

A mão de Pyro começou a soltar faíscas, e ele tentou acertar Machoke, que combateu o golpe com a palma brilhante.

-Mude para Close Combat!- ordenou Tyson.

Pyro pulou para trás de Machoke, o acertando com socos e chutes rápidos.

-Poison Jab!- exclamou Maylene.

A mão de Machoke ficou roxa e ele atacou Pyro, fazendo-o recuar.

-Flare Blitz!- exclamou Tyson.

Pyro se envolveu em chamas e acertou Machoke, o lançando na parede, nocauteado.

-Essa foi rápida!- comentou Dan, surpreso.
-É! Agora que o Pyro chegou à sua ultima forma, está muito mais poderoso!- disse Davi.
-Muito bom, Tyson!- elogiou Maylene.

Tyson corou rapidamente.

-Hehe, mesmo. Pronta pra próxima rodada?- perguntou ele.
-Claro! Vá, Medicham!- chamou Maylene, e liberou a Pokémon Meditação- Ataque com Thunder Punch!
-Contra ataque com o mesmo!- reagiu Tyson.

Os dois Pokémon se atacaram com socos elétricos.

-Pra trás!- exclamou a líder.

Medicham começou a dar várias piruetas para trás, se afastando.

-Use o Bulk Up!

Medicham espalmou as mãos, criando uma aura vermelha a sua volta.

-O que ela fez?- perguntou Megy.
-Bulk Up, um dos dois golpes de estado do tipo Fighting...- disse Emily.
-Aumenta o poder de ataque e defesa.- completou Davi.
-Que chique.
-Pyro, ataque com Flare Blitz!- ordenou Tyson.
-Hi Jump Kick!- exclamou Maylene.

Infernape investiu contra Medicham, que pulou e chutou ele, lançando-o na parede. Ele deu um passo, mas se ajoelhou de repente.

-O efeito colateral do Flare Blitz!- disse Emily- Ele causa dano ao próprio usuário.
-Como uma espada de duas pontas...- disse Davi.
-Ahm?- perguntou Dan.
-Sei lá, parecia inteligente!- respondeu Davi, sem graça.

De repente, Pyro começou a soltar uma quantidade enorme de fogo.

-O Blaze!- exclamou Maylene.
-Bem na hora! O poder dos ataques de fogo aumentam quando Pyro fica fraco!- disse Tyson- Finalize com Flare Blitz!
-Use o Skill Swap!- ordenou a líder de ginásio.

Pyro saiu para mais uma investida flamejante, mas os olhos de Medicham brilharam. De repente, o fogo diminuiu.

-Fire Punch!

O braço de Medicham explodiu em chamas e ela acertou o Infernape, o nocauteando.

-Ela roubou o Blaze do Pyro!- disse Megy, surpresa.
-Vá, Honchkrow!- chamou Tyson, liberando o Pokémon Chefão- Comece com Night Slash!
-Fire Punch!- reagiu Maylene.

Uma lamina negra surgiu numa das asas de Honchkrow, que combateu o soco flamejante de Medicham.

-Contra ataque com Thunder Punch!- ordenou Maylene.

Medicham acertou um soco elétrico em Honchkrow, que foi lançado na direção da parede, machucado.

-Vamos reagir rápido! Recupere-se com Wing Attack!- exclamou o desafiante.
-Ice Punch!- reagiu a líder.

Honchkrow deu um giro e pegou impulso na parede com as asas, que começaram a brilhar. Medicham pulou na sua frente, com a mão brilhando em azul.

-Faint Attack!- exclamou Tyson.

Honchkrow foi consumido por luz negra, desaparecendo de repente. Medicham acertou o ar, e de repente o oponente apareceu em baixo dela, atacando o estomago dela com um chute e a mandando para o alto.

-Hi Jump Kick!- exclamou Maylene.
-Desvie!- gritou Tyson.

Medicham pegou impulso no teto e foi para baixo, com a perna em posição de chute. No ultimo momento, Honchkrow desviou do ataque e a Pokémon Meditação caiu no chão, nocauteando-se.

-Dois a um! É isso aí!- comemorou Tyson.
-Ainda não acabou! Lucario, conto com você!- disse Maylene, liberando o Pokémon Aura.
-Ok, Honchkrow, fique evasivo!- disse Tyson.

Honchkrow fez que sim com a cabeça, confiante. Maylene sorriu.

-Rápido, use o Bone Rush!
-Desvie!

Lucario criou um osso de energia e partiu na direção de Honchkrow. O Pokémon Aura atacou lateralmente, e o oponente se agachou e ficou as suas costas.

-Night Slash!

Honchkrow criou uma lamina negra e atacou as costas de Lucario, que ficou parado.

-O que ouve?!- perguntou Emily.
-O ouvido!- brincou Dan.
-Seu tonto!- provocou Emily, e deu um tapa nele- Sério, o que ouve?!

Davi tossiu.

-Lucario é do tipo Steel e Fighting, assim só recebe um quarto do dano de ataques do tipo Dark...- explicou ele.
-Há! Viu só? Você não precisa de frases filosóficas pra ser inteligente!- disse Emily.

Davi corou.

-Obrigado!
-Lucario, ataque com Metal Claw!- ordenou Maylene.

As garras de Lucario brilharam metalicamente e ele acertou Honchkrow, o nocauteando.

-Há! Um a um!- comemorou Maylene, vitoriosa.
-Nãããããoooooo!- gritou Tyson- Vá, Kirlia!

Ele liberou seu Pokémon, que bateu o pé no chão, preparado para batalhar.

-Ok, Lucario! Vamos começar com Aura Sphere!- exclamou Maylene.
-Confusion! Mas use de um jeito mais físico!- pediu Tyson.

Kirlia olhou para ele e falou alguma coisa como “Exigente”. Lucario uniu as mãos, formando uma esfera de energia e a atirando.
Kirlia correu na direção dela, pulou, deu um giro e atirou a esfera no chão com o poder da mente, a destruindo.

-Hum, serve... Agora, Drain Punch!- exclamou Tyson.
-Metal Claw!- reagiu Maylene.

Kirlia confrontou as garras de Lucario com um soco. De repente, os braços dela e Lucario brilharam. O Pokémon Aura recuou, machucado.

-Drain Punch rouba a energia do oponente!- explicou Davi, antes de alguém perguntar.
-Que chique...- disse Emily.
-Lucario, contra ataque com Bone Rush!- ordenou Maylene.

Lucario criou um osso e atacou repetidamente em alta velocidade, derrubando Kirlia no chão.

-Aura Sphere!- exclamou Maylene.
-Kirlia!

Lucario formou uma esfera de energia e atirou em Kirlia, que saiu rolando e parou ajoelhado.

-Haha, vamos acabar com sua Kirlia!- riu Maylene.

Kirlia tremeu de raiva e lançou um olhar penetrante para Lucario.

-Opa!- disse Maylene, percebendo o erro.

O braço de Kirlia pegou fogo e ela acertou Lucario, o lançando no ar. O Pokémon Emoção pulou na sua frente, parou-o com Confusion e acertou mais um soco, o lançando no chão, nocauteado.

-O símbolo do ódio é fogo.- disse Davi.
-E?- perguntou Dan.
-Fire Punch. Ele aprendeu Fire Punch com muito ódio!- respondeu Davi, rindo.
-Kirlia, é isso aí! Ganhamos, garoto!- comemorou Tyson.

Kirlia piscou várias vezes, sem acreditar no dono. De repente, ele sorriu e fez sinal positivo com o dedão.

-Ganhou a Badge, cara!- elogiou Davi.
-Isso aí!- disse Emily- Agora faltam três pra você e quatro pro Davi!
-É, agora a Cobble Badge é sua!- disse Maylene, e entregou a insígnia.


-Então, vocês já vão?- perguntou Maylene, encostada na porta do ginásio.
-Ah, sim! Dan tem um Contest pra ganhar lá no Lake Valor...- respondeu Megy, animada.
-Ganhar? A confiança em mim ‘tá grande esses dias...- disse Dan, feliz.
-Ah, mas a melhor parte é o hotel! Ah, meu Arceus, eu ouvi falar tanta coisa chique sobre aquele lugar! Tem até hidromassagem!- disse Megy, e começou a tagarelar.

Ela começou a arrastar Dan pela estrada, tagarelando sobre o hotel. Ele acenou constrangido:

-Se eu sobreviver nos vemos no Grand Festival!
-Hum, destaque: Se ele sobreviver!- realçou Maylene.

Todos riram.

-Bom, pelo que Tyson me contou, o próximo destino de vocês é Canavale... Seria fácil pra mim vencer aquele ginásio, já que tipo Fighting é forte contra Steel, mas eu tenho que ficar aqui mesmo...- disse Maylene- Boa sorte lá!
-Ah, mas nosso próximo destino não é Canavale!- disse Emily.
-Mas eu já tenho a Badge de lá!- disse Tyson.
-Mas Davi não.- retrucou Emily.

Davi cuspiu toda a água que estava tomando.

-Como?!
-Ah, vai, não começa o drama. Pode usar sua filosofia pra ganhar.- disse Emily.

Tyson e Emily sorriram para ele, desafiadores. Davi revirou os olhos.

-Ok, eu vou!- ele disse- Encurralado pela filosofia...
-Bom, lá vamos nós!- disse Emily, e o arrastou pelo braço.

Tyson e Maylene ficaram sozinhos. Tyson arrastou o pé pelo chão, sem saber o que fazer.

-Ahm... Eu acho melhor você... Impedir que seu amigo perca um braço, Tyson...- sugeriu Maylene, tímida.
-É... Bom, nos vemos outro dia, eu espero...- disse Tyson, nervoso.

Os dois se aproximaram um do outro, bem perto...

-AAAAAAAAH! EMILY, NÃO ARRANCA MEU BRAÇO, EU PRECISO DELE!
-Assim nunca vamos chegar em Hearthome com você enrolando tanto!
-AAAAAAAH!

Tyson e Maylene arregalaram os olhos.

-Ahm, Davi vai perder o braço...- improvisou Maylene.
-Ahm, é... RELAXA, CARA, EU VOU TE SALVAR!- e saiu correndo.

Maylene coçou a cabeça.

-Que turminha louca...

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:46 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 39: O Elite Four da sabedoria! Noan, o amigo do escuro!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Tyson batalhou contra Maylene, saindo vitorioso graças a um surto de raiva de seu Kirlia. Depois de um clima mal sucedido, Davi, Emily e Tyson agora seguem em direção a Hearthome...


-Hearthome, Hearthome, Hearthome mais uma vez...- cantarolou Tyson, alegre.
-Na estrada para Hearthome, vamos seguindo, vamos seguindo...- continuou Emily.

Davi suspirou.

-Éééé, Hearthome!
-Palmas, palmas!- disse Tyson, e aplaudiu a si mesmo.

Davi olhou a clareira a sua volta.

-Oooohhh!- ele exclamou, encantado- Uma arena de batalha Pokémon perfeita!

Ele acariciou uma árvore.

-Olhem só, totalmente lisa e resistente! E essa grama! Ela não escorrega! Oooohhh, e a Emily até pode assistir!- ele disse, encantado.
-E daí que eu posso assistir?- perguntou Emily, desconfiada.
-E daí que você só serve pra isso.- respondeu Tyson.

Emily estreitou os olhos.

-Eu não sirvo só pra isso, sou muito importante!- ela retrucou.
-Ah, você também serve pra dar inspiração ao Davi!- adicionou Tyson.
-Tonto!- provocou Davi, e deu um tapão nele.

Tyson caiu no chão. Davi sorriu e olhou para Emily.

-Dá uma sensação boa.- ele riu.
-É mesmo.- concordou Emily.
-Vocês são violentos demais pro Tyson...- reclamou Tyson.
-Ok, agora vou treinar, weeeeee...- disse Davi, e correu até perto de uma árvore e liberou Golduck- Que tal uma partida, Emily?
-Já é!- concordou Emily, e correu até ele e liberou Scyther.

Tyson cruzou os braços.

-Eu treino sozinho mesmo... Afinal, quem precisa de um palhaço no meio de um pensador e uma violenta?- perguntou-se, aborrecido.


Noan observou o garoto andar pela floresta junto de seu Honchkrow. Ele tinha ouvido toda a conversa dos três, e sabia que havia achado quem ele poderia confiar.
Com muito cuidado, chegou perto dele.

-Ei, garoto! Espere aí!
-Ahm?- perguntou Tyson.
-Você é Tyson?- perguntou o homem.

“Estou ficando famoso, ou meu nome ‘tá escrito na minha testa...” pensou Tyson.

-Sim, eu sou Tyson, mas quem é você?- perguntou Tyson.
-Noan, mas isso não interessa... Eu te desafio!- exclamou Noan.

Tyson sorriu.

-Se você quer uma batalha, então está bem! Volte, Honchkrow!- chamou Tyson, e retornou seu Pokémon.
-Três contra três, pode ser?- perguntou Noan.
-Assim está bom!- concordou Tyson- Vá, Floatzel!
-Weavile, prepare-se!- chamou Noan.

Ele liberou um pequeno Pokémon, com um leque vermelho na cabeça. Ele tinha pequenas garras afiadas nas mãos e pés, e seu corpo era totalmente preto.

-Comece com Aqua Jet!- ordenou Tyson.
-Intercepte com Night Slash!- reagiu Noan, calmamente.

Floatzel se envolveu em água e saiu voando na direção de Weavile, que estendeu as mãos e criou uma lamina negra. O Pokémon Garra Afiada atacou o oponente, desfazendo o ataque.

-Ice Punch!- exclamou Tyson.
-O mesmo pra você, Weavile.- disse Noan.

Os dois Pokémon combateram-se com socos brilhantes azuis.

-Weavile, recuar e Dig!- exclamou Noan.

Rapidamente, Weavile pulou para trás e desapareceu no solo.

-Whirlpoll!- exclamou Tyson.

Floatzel estendeu as mãos para o céu, e de repente o solo se tornou um redemoinho.

-Mude para Surf!- ordenou Noan.

Weavile apareceu deslizando pela água e acertou Floatzel, nocauteando-o.

-Esse cara é forte...- disse Tyson, voltando Floatzel para a Pokéball- Tangela, sua vez!
-Weavile, volte! Umbreon, conto com você.- disse Noan.

O novo Pokémon era quadrúpede, e tinha o corpo negro. Ele tinha arcos amarelos nas orelhas, na cauda e nas pernas.

-Tangela, use o Vine Whip!- ordenou Tyson.
-Protect!- reagiu Noan.

Tangela tentou chicotear Umbreon com uma de suas vinhas, mas um campo de força o protegeu.

-Agora use Assurance.- disse Noan, calmo.

Os arcos de Umbreon brilharam e ele acertou Tangela, o jogando numa árvore.

-Tangela, contra ataque!- ordenou Tyson.

Várias pedras começaram a surgir em volta de Tangela, e saíram voando até acertar Umbreon, que recuou um pouco.

-Foi um Ancient Power...- disse Noan, surpreso- Isso significa que...

Tangela começou a brilhar, ficando duas vezes maior. Dois grandes barços surgiram dos lados e duas grandes pernas escondidas se agitaram.

-Ele evoluiu!- exclamou Tyson, surpreso.
-Tangelas evoluem para Tangrowths por meio do poder de Ancient Power...- disse Noan.
-Ok! Vamos com tudo!- disse Tyson.

Tangrowth pulou e um de seus braços brilhou em verde. Ele se estendeu, tentando acertar Umbreon, que pulou rapidamente.

-Sucker Punch!- exclamou Noan.

Umbreon acertou Tangrowth com seus punhos, jogando-o no chão, nocauteado.

-Apesar do enorme poder, o golpe Power Whip é muito impreciso, podendo ser facilmente desviado...- disse Noan, confiante.
-Tangrowth, você foi ótimo...- elogiou Tyson, e voltou seu Pokémon recém evoluído para a Pokéball.

“Como esse cara pode ser tão forte? Só posso usar mais um Pokémon, e já sei qual...” pensou Tyson.

-Vá, Honchkrow!- exclamaram Tyson e Noan.

Os dois liberaram os mesmos Pokémon, que se encararam.

-Então vai ser uma disputa de igual para igual... Honchkrow, comece com Dark Pulse!- ordenou Noan.
-Night Slash!- reagiu Tyson.

O Honchkrow de Noan disparou uma esfera negra, a qual foi cortada por seu oponente.

-Steel Wing.- disse Noan.
-Confunda-o com Haze!- ordenou Tyson.

As asas do Pokémon de Noan brilharam metalicamente e ele saiu em direção de seu oponente, que liberou um monte de fumaça do bico.

-Honchkrow, use Defog!- ordenou Noan.
-Aproveite e ataque com Wing Attack!- reagiu Tyson.

O Pokémon Chefão de Noan bateu as asas, afastando a fumaça. Honchkrow saiu em direção dele.

-Sky Attack!- exclamou Noan.

O Honchkrow de Noan começou a sugar energia do céu, brilhando fortemente e acertando o oponente, deixando-o imobilizado no ar.

-Agora finalize com Night Slash!- ordenou Noan.

O Pokémon de Tyson caiu nocauteado após um ataque do oponente.

-Não...- suspirou Tyson, surpreso.
-Volte, Honchkrow!- chamou Noan, sorrindo.

Tyson abaixou a cabeça e voltou seu Pokémon também.

-Você é bom, garoto.- elogiou Noan.
-Ahm?! Mas você me derrotou facilmente!- disse Tyson, sem acreditar.
-Isso não importa. Por que você acha que eu te desafiei?- perguntou Noan.
-Eu... Não sei...- respondeu Tyson.
-Porque eu sei que você é forte. Achei você digno do meu desafio. Prazer, garoto. Sou Noan, o terceiro Elite Four de Sinnoh.

Tyson levantou a cabeça, sem acreditar.

-Terceiro Elite Four?! Você é aquele Noan?!
-Sim. Pode ser que tenha ouvido falar de mim também com os títulos de “A sabedoria dos quatro” ou “O amigo do escuro”.- adicionou Noan, pensando.
-Mas por que me desafiou?- perguntou Tyson.
-Todos os membros da Elite Four devem pelo menos uma vez por ano desafiar algum treinador que acharem dignos e fortes.- respondeu Noan.

Tyson piscou.

-Então você me acha digno e forte?
-Sim. Primeiro pensei em desafiar seu amigo, mas achei que você seria melhor. Agora, só preciso que me responda uma pergunta...- disse Noan.
-O quê?- perguntou Tyson.
-Você gostou de ter batalhado?

Tyson pensou um pouco.

-Sim.
-Talvez você tire algum proveito disso. Agora, preciso ir, garoto. Se seus amigos não acreditarem, mostre isso a eles...- disse Noan,e entregou um cartão- Honchkrow, vamos visitar Lucian.
-Vai visitar seu irmão?- perguntou Tyson.
-Sim. Ele acha que descobriu um jeito de me vencer...- respondeu Noan, montando no seu Pokémon- ADIOS!

E saiu voando. Tyson observou ele indo embora e leu o cartão.

“Esse cartão comprova que o treinador Tyson foi desafiado por um dos Elite Four de Sinnoh...
Gracias, Noan...
O amigo do escuro...”

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:50 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 40: O enigma dos Unown! Uma pausa em Solaceon!


Anteriormente em Pokémon TUJ...
Tyson foi desafiado por Noan, o terceiro membro da Elite Four de Sinnoh. Apesar de perder, ele ficou muito feliz com isso. Agora, nossos heróis se encontram no Pokécenter de Solaceon...


Tyson fechou a mão e socou o ar.

-Vai, Dan! Você consegue!

Na televisão, Dan lutava contra um coordenador desconhecido.

-Agora, Luxray, use o Discharge como combinamos!- ordenou ele.

Seu Pokémon era grande como um leão, com uma juba preta longa e uma cauda que terminava numa estrela. Ele pulou e começou a girar, liberando vários raios elétricos azuis, amarelos e laranjas, fascinando todos.
O Pokémon oponente, um Floatzel, recuou assustado, fazendo seu coordenador perder todos os pontos.

-E o vencedor é Dan, de Goldenrod!- anunciou o apresentador, entregando a fita.
-É isso aí! Grand Festival, você me espera!- exclamou Dan, mostrando a fita para a platéia.
-Legal!- disse Emily, sentada num pufe do centro.

Davi suspirou.

-É, ele conseguiu! Se pelo menos ganhar Badges fosse assim tão fácil...
-Nha, não comece com essa de novo...- pediu Emily.
-Ok, ok...- resmungou Davi, desanimado.

De repente, um garoto entrou correndo carregando uma garota nos braços.

-Socorrooooooo! Ajuda, ajuda!

A enfermeira correu até ele.

-O que ouve?!
-Fomos atacados! Estávamos lá na Solaceon Ruins, quando de repente fomos atacados!- respondeu o garoto, atordoado.
-Atacados?! Por o quê?!- perguntou a enfermeira, preocupada.
-Não sei! Foi muito rápido! A minha amiga ficou inconsciente, não sei o que ouve!
-Venha comigo! Eu vou cuidar dela!

Os dois correram até um corredor e entraram numa sala.

-Nossa. Não se vê isso todo dia...- disse Davi.
-É mesmo.- concordou Tyson.
-Aí tem coisa...- murmurou Emily.
-Você não está pensando em investigar isso, né?- perguntou Tyson, já prevendo uma confusão.
-Claro que estou!- respondeu Emily.

Tyson cruzou os braços e virou as costas.

-Eu não vou me meter em encrenca! Nã-na-ni-na-não!
-Ah, você vai sim!- insistiu Emily.
-Não! Sempre que você decide que a gente vai fazer alguma coisa, eu me dou mal!- retrucou Tyson.
-Ah, é mesmo? Me de um exemplo!- desafiou Emily.

FLASHBACK...
Emily apontou para a montanha-russa.

-Ei, vamos ali!
-Vamos! Vamos!- concordou Tyson.
-Claro!- concordou Davi.

Alguns minutos depois, eles estavam na montanha-russa, que avançava numa velocidade incrível. Tyson colocou a cabeça para fora.

-CARACA, MANO! ESSE BRINQUEDO É MUITO MANEIROOOO!- ele gritou, tremendo por causa da velocidade.

De repente, ele olhou para baixo e vomitou.

-Opa!
-Relaxa, não vai cair em ninguém!- garantiu Emily, também tremendo.

O brinquedo deu uma volta para baixo, parando embaixo do caminho de antes.

-Weeeeeee!- gritou Tyson, e sentiu algo grudento cair em sua cabeça- Santo Arceus, tem vomito na minha cabeça...


-Ok, mas foi engraçado!- disse Emily.
-Ah, só pra você!- retrucou Tyson.

Davi se meteu entre os dois.

-Calma! Eu concordo com a Emily, vai que alguém mais é atacado!
-Isso aí!- concordou Emily.
-Ah, eu desisto! Vamos logo pra essas ruínas!


Os três chegaram à entrada das ruínas, uma caverna destruída, mas que podia ser acessada por alguns tuneis. Davi deu um passo para dentro.

-Aventura a frente!
-Eee...- resmungou Tyson, contrariado.
-Talvez eu consiga capturar algum Pokémon raro!- disse Emily, animada.

Os três entraram nas ruínas, preparados.


Quando eles começaram a ouvir um zumbido do teto de uma sala vazia, sabiam que não estavam preparados.

-Isso não é bom!- exclamou Tyson.

Vários símbolos parecidos com o alfabeto começaram a soltar do teto, cercando-os.

-O que é isso?!- perguntou Davi.
-Parecem letras!- exclamou Tyson.
-Não são letras! São Unowns, os Pokémon Símbolo!- corrigiu Emily, surpresa.

Eles começaram a brilhar verde, lançando várias esferas de energia.

-Cuidado! É o Hidden Power!- avisou Davi.
-Fujam!- exclamou Emily.
-Não dá, eles estão nos cercando!- disse Tyson.
-Então vamos abrir caminho!- sugeriu Emily, abrindo caminho até um túnel.
-Adeus, mundo!- exclamou Davi, e abriu outro para outro túnel.

Tyson olhou nervoso para os lados.

-Por que eu sou sempre o ultimo?!- e foi para outro túnel.


Davi correu até cansar e olhou para trás, ofegante.

-Pararam. Finalmente!

Ele olhou para frente e seguiu andando. Ele via vários símbolos como os Unowns, mas eles não faziam sentido para ele.

-Símbolos, símbolos... Será que tem algo que eu entenda aqui?- perguntou-se ele.

De repente, ele avistou uma garota de costas. Davi reconheceu-a imediatamente e correu até ela.

-Emily! Você está bem?!

A garota virou-se.

-Emily?- ela repetiu, confusa.
-Ah, desculpe! Te confundi com outra pessoa...- disse Davi.

A garota tinha o mesmo cabelo longo e negro de Emily, e era quase da mesma altura dela.

-Ah. Espera aí, você não é o Davi?!- perguntou ela.
-Sim, eu sou! Ei, e você é... Mellisa, a companheira do Riro!- lembrou-se Davi- Eu nunca notei a semelhança entre você e Emily.
-Hum. Eu e Riro nos perdemos nesse labirinto, depois de sermos atacados por Unowns.- relatou Mellisa.
-Aconteceu a mesma coisa com eu e meus amigos!- disse Davi, surpreso.
-Então isso não foi um acaso! Vamos investigar isso!- sugeriu Mel.

Davi deu de ombros.

-Vamos!


Emily tentou derrubar uma pedra daquele desmoronamento, mas só conseguiu machucar a mão.

-Emily! Você não vai conseguir!- disse Riro.
-Prefere que os Unowns nos esmaguem contra essa barreira?- perguntou Emily, impaciente.
-Bom, vendo desse lado...- reconsiderou Riro, e lançou uma Pokéball- Vai, Gliscor!

O Pokémon que ele liberou era bem grande, e tinha grandes asas negras. Ele tinha duas pinças nos braços e se apoiava numa cauda.

-Destrua essa barreira com Steel Wing!- ordenou Riro.

As asas de Gliscor começaram a brilhar metalicamente e ele acertou a barreira, destroçando as pedras, liberando a passagem.
Riro parabenizou Gliscor e retornou ele para a Pokéball. Emily olhou estupefata para ele.

-Melhor que dar alguns socos, não acha?- ele brincou, e passou pela passagem- Vamos achar nossos amigos.


Tyson parou ao se deparar com uma bifurcação.

-Esquerda, direita...- ele murmurou, indeciso.

Atrás dele, os Unowns vinham a toda a velocidade.

-Direita!- ele exclamou.

Mas quando ele ia correr até a saída direita, Davi e Mellisa apareceram correndo dela.

-Davi!- exclamou Tyson, surpreso.
-Tyson, cuidado! Tem Unowns atrás de nós!- avisou Davi.
-Por ali também!- disse Tyson, e apontou para o túnel de onde tinha vindo.
-Então só resta ir por ali!- exclamou Mel, apontando para a saída da esquerda.

No mesmo momento, Emily e Riro apareceram correndo dali.

-Por aqui não dá!- exclamou Emily.
-Tem Unowns raivosos!- disse Riro, sem fôlego.
-Ok, o que é isso?! Um encontro de velhos amigos?!- brincou Tyson.

De repente, os Unowns apareceram das saídas, cercando-os. Os cinco se encostaram de costas, sem poderem fazer nada.

-Bem que podia ser uma reunião de velhos amigos.- disse Riro.
-Amigos...- repetiu Mel, pensando- Já sei! Gizami, você consegue se comunicar com os Unown?

Um pequeno ratinho amarelo, com suas bochechas rosadas e duas orelhas longas (uma delas estava bagunçada), saiu do bolso de Mel e pulou no seu ombro.

-Gizami?- repetiu Emily.
-É meu amigo Pichu.- simplificou Mel.

O pequeno Pichu começou a emitir sonzinhos para os Unowns, que começaram zumbir. Gizami se assustou e escondeu-se no cabelo da amiga.

-Ok, plano B?- perguntou Tyson.
-Tyson, acho que única outra opção é ficarmos quietos enquanto a sombra da morte se aproxima sorrateiramente deixando nossos corpos cada vez mais frágeis e sem vida...- disse Davi, lentamente.
-Cara, isso me deixou tão tranqüilo...- disse Riro, nervoso.

Os Unowns começaram a carregar o ataque deles, brilhando cada vez mais.

-É o fim!- berrou Emily.
-Não!- exclamou uma voz feminina de algum lugar.
-De onde veio essa voz?!- perguntou Mel, confusa.

De repente, a parede sem saídas caiu, fazendo a maioria dos Unowns recuar. Ali, uma mulher apontou para os Pokémon.
Seu Pokémon era um imenso escorpião roxo. Ele tinha duas garras gigantescas em cada mão e dois espinhos na cauda.

-Bom trabalho, Drapion!- elogiou a mulher- Crianças, corram!

Os cinco se entreolharam, mas correram para o ar livre atrás da parede caída. Os Unowns começaram a zumbir, irritados.

-O que ouve com esses Unowns?!- perguntou Riro.

A mulher olhou para ele, como se só agora percebesse que ele estava ali.

-O líder está em perigo, por isso eles estão atacando todos os visitantes dessas ruínas. Para pará-los, vou ter que livrar o líder...- explicou a mulher.
-Livrar?- repetiu Emily.
-Isso mesmo...- a misteriosa afirmou e olhou para o teto- Não é verdade, Ziro?

Uma pequena luz brilhou no teto, como um reflexo. Um homem em roupas cinzas, com listras vermelhas, saltou de lá e pousou no chão.
Ele encostou a mão no chão e levantou a cabeça. Ele usava um visor futurista, que cobria seus olhos.

-Mas uma vez está certa, Syra...- confirmou o homem.
-Liberte o Unown chefe!- ordenou Syra, a mulher.

O homem se levantou e fechou a mão.

-Nunca! Eu preciso dele para atrair o Unown interrogação que meu cliente pediu!
-Então foi ter que te derrotar de novo, Ziro!- exclamou Syra- Drapion, ataque com Cross Poison!
-Probopass!- exclamou Ziro, liberando um grande Pokémon de pedra, com um bigode metálico e um chapéu super resistente.

Drapion cruzou os braços, que começaram a brilhar em roxo. Ele atacou o Probopass, que não sofreu nenhum dano.
Um Unown em forma de interrogação surgiu do meio dos outros. Ziro sorriu e uma Pokéball roxa surgiu na sua mão. Ele a jogou.
O Unown facilmente desviou, mas a Pokéball voltou magicamente, capturando-o com sucesso. Ziro libertou o Unown chefe, que tinha forma de exclamação.

-Sandstorm!

Probopass gritou, produzindo uma tempestade de areia imensa, impedindo a visão de todos. Quando ela cessou, Ziro não estava mais lá.

-Fugiu de novo, aquele covarde...- resmungou Syra.

Os Unowns já estavam calmos, e grudavam se a parede, formando os estranhos símbolos que Davi havia visto.

-Ahm, senhorita... Syra, pode nos explicar o que aconteceu aqui?- perguntou Riro.
-Claro. Vamos sair daqui antes, os Unowns não gostam de intrusos...


Os seis se encontravam na frente do Pokécenter, e o sol estava se pondo.

-Então... Aquele Ziro é um ladrão?- perguntou Davi.
-Um ladrão Pokémon. Ele captura os Pokémon que seus clientes pedem, a um preço certo... Mas isso não deixa de ser errado.- respondeu Syra.
-E você é da policia internacional?- perguntou Riro.

Syra olhou para ele e seus olhos foram de azul para preto.

-Não. Mas estou atrás de Ziro faz alguns anos... Eu tenho algumas contas a acertar com ele.

Syra se virou de costas e seguiu a estrada.

-Tenho que ir atrás dele. Avise a seu pai que Ziro está a solta.- pediu Syra, de costas.
-É claro.- concordou Riro.

Syra soltou um grande Pokémon voador, alaranjado, com grandes asas azuis.

-Atrás de Ziro, Dragonite.- e o montou, logo subindo para o céu.

Os cinco permaneceram quietos por um momento.

-Bom, acho melhor irmos logo para Hearthome.- disse Davi.
-Querem vir com a gente?- perguntou Emily.
-Ah, nós estamos indo para Veilstone ganhar minha quinta Badge- disse Riro- Talvez outra hora...

Tyson se animou.

-Veilstone?! Haha, boa sorte com a Maylene!- ele desejou- Manda um oi pra ela por mim!

Mel coçou a cabeça.

-Ok, nós mandamos um oi. Boa sorte nos desafios de ginásio.

Riro e Mellisa seguiram a estrada, quietos. De repente, Riro parou.

-Espera, avisar meu pai?! Como ela sabe que meu pai é Looker?!

Mas quando os dois olharam para o céu, o Dragonite era só uma sombra acima das nuvens...

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:54 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 41: Lost Tower! O poder que o terror pode causar!

Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi, Tyson e Emily foram atacados por Unowns na Solaceon Ruins. Os três se encontraram com Riro e Mellisa, que também tinham sido atacados. Finalmente, eles foram salvos por Syra, uma mulher misteriosa que persegue um caçador Pokémon, Ziro. Agora, nossos heróis seguem em direção á Hearthome...


Emily se abraçou, com frio.

-Que frioooo...- ela murmurou, tremendo.
-É que o inverno ‘tá chegando...- disse Davi, esfregando a mão uma nas outras- Um casaco até que iria bem agora.

Tyson riu.

-Eu gosto do inverno, é minha estação preferida- e assoprou, fazendo seu bafo aparecer- É muito legal.
-Prefiro o verão...- opinaram Davi e Emily.

Os dois sorriram um para o outro, concordando.

-Vamos seguir em frente, Pidgeysinhos*!- debochou Tyson.

*Pidgeysinhos= Pombinhos, apelido comum usado para referir a namorados, etc...

Davi e Emily coraram, mas seguiram ele.


Num momento, os três pararam.

-Ah, eu não agüento mais! Vamos dar uma paradinha aqui, por favor!- pediu Tyson, sentando na grama.
-Claro, claro...- disse Emily, também cansada.

Davi deu e ombros e pegou o seu “Guia de Sinnoh”.

-Rota 209... Um lugar ótimo para treinadores e criadores Pokémon... Todos devem tomar cuidado com a Lost Tower, o lar de muitos Pokémon do tipo Ghost...

Tyson liberou Honchkrow.

-Vou treinar um pouco...- disse ele.
-Mas o Honchkrow já está bem forte, por que não treina o Kirlia ou o Tangrowth?- perguntou Emily.
-É que depois daquela batalha com o Noan, eu decidi ensinar Honchkrow a usar Sky Attack!- respondeu Tyson.

Honchkrow levantou vôo e começou a brilhar fracamente, tentando quebrar uma árvore, mas bateu nela e caiu no chão, machucado. Tyson coçou a cabeça.

-Bom, vai precisar de tempo pra conseguir...
-Boa sorte.- desejou Davi.

Emily pegou sua Pokédex e consultou-a.

-Ah, já capturei todos os Pokémon daqui...
-E os da Lost Tower?- perguntou Davi.
-Não capturei nenhum da Lost Tower.- respondeu Emily.
-Então vamos lá capturar alguns!- sugeriu Davi.

Emily balançou as mãos na frente da cabeça, negativamente.

-Tô fora! Não se lembra do livro? Todos devem tomar cuidado com a Lost Tower!- ela repetiu, assustada.
-Nha, não é nada!- disse Davi.

Emily sentou no chão e liberou Togepi.

-Não, eu preciso cuidar do Togepi.- improvisou Emily.
-Agora que você decide cuidar dele!- disse Tyson, desconfiado.

Togepi falou algo como “Tonto” e deu um tapa nele, o derrubando.

-Nossa, ele ‘tá ganhando força...- comentou Davi.
-É, mas é estranho, ele ainda não evoluiu...- disse Emily, preocupada.
-Bom, o meio de evolução dos Togepis é a felicidade, então se ele ficar bem feliz, vai evoluir rapidinho.- disse Davi.

Emily deu de ombros.

-Imagino o que deixa ele feliz...
-Ah, quando você fica feliz, ele também fica- explicou Davi, pensando- De acordo com as pesquisas, os Pokémon sincronizam seus sentimentos com seus treinadores.
-Mas eu estou bem feliz!- retrucou Emily, dando um sorriso falso.

Tyson se levantou e liberou Kirlia.

-Vamos ver o que Kirlia diz sobre isso.

O Pokémon Emoção olhou nos olhos de Emily e soltou uma esfera de energia, que formou um ponto de interrogação.

-O que você fez?- perguntou Davi.
-Kirlia tem o poder de dizer como as pessoas estão se sentindo, por isso são chamados de Pokémon Emoção. E Kirlia diz que Emily está confusa.- explicou Tyson.
-Confusa em relação á...?- perguntou Emily.

O ponto de interrogação se tornou um coração.

-Oh, que fofo. Em relação ao amor!- respondeu Tyson.

Emily se levantou surpresa e apontou para Kirlia.

-Ah, você não sabe nada sobre minha vida!- e saiu irritada em direção a floresta.
-Onde você vai?- perguntou Davi.
-Pra Lost Tower capturar Pokémon do tipo Ghost pra bater nesse Kirlia sacana!- respondeu Emily, furiosa.

Tyson arregalou os olhos. Davi seguiu Emily, preocupado.

-Esperaí, não vá sozinha pra lá!

Tyson coçou a cabeça e olhou para Kirlia.

-Acho melhor você ficar longe da Emily por algumas semanas.


Davi alcançou Emily dentro da torre. Dentro dela, não se podia ver nada, a não ser a névoa densa que cercava tudo.

-Emily!- chamou Davi, encostando a mão no ombro dela.
-O que foi?!- perguntou Emily.
-Estava falando sério sobre capturar Pokémon do tipo Ghost?- perguntou Davi.

Emily revirou os olhos.

-Claro que sim! Por acaso alguma vez eu menti para vocês?
-Não pra mim.- respondeu Davi.
-Então não precisa perguntar.
-É, mas você não tinha medo de fantasmas?

Emily pensou um pouco sobre a pergunta.

-Sim, mas os Pokémon daqui são normais, certo?
-Na verdade, eles são fantasmas. Sabe, aqui é o lugar de descanso de todos os Pokémon mortos de Sinnoh.- respondeu Davi.

Emily piscou, sem acreditar.

-M-mas eles estão mortos, e, ahm, eles não podem nos machucar e, ahm...

No momento que ela falava, um Pokémon flutuante, com um crânio no rosto, porém ele só tinha um olho que ficava trocando de lugar.

-Cuidado, Emily, um Duskull!- avisou Davi.

Emily se virou e deu de cara com o Pokémon Sossego.

-Manectric, vai!- chamou Davi, lançando o Pokémon- Comece com Spark!

O Pokémon Descarga brilhou ao sair da Pokéball, devido a sua coloração diferente. Então, ele deu uma pirueta e pegou impulso, acertando uma investida faiscante no Duskull.

-Agora, ataque com Fire Fang!- ordenou Davi.

As presas de Manectric começaram a pegar fogo, e ele tentou morder o inimigo. Rapidamente, o Duskull criou uma esfera negra e disparou-a nele, que recuou.

-Vamos usar a velocidade! Use Quick Attack em volta dele!- ordenou Davi, concentrado.

Manectric começou a correr rapidamente em volta de Duskull, criando a ilusão de vários clones devido a velocidade.

-Agora, Crunch!

Manectric pulou atrás de Duskull, o mordendo e prensando-o no chão. De repente, o Pokémon começou a soltar uma chama negra de todo o corpo.

-O que ‘tá acontecendo com ele?!- perguntou Emily, assustada.
-E-Eu não sei! Mas eu cuido disso!- disse Davi.

De repente, vários outros Duskulls apareceram ameaçadoramente.

-Tem certeza?- perguntou Emily.

De repente, o Duskull original começou a brilhar e mudar de forma. Ele criou duas pernas fortes e duas mãos flutuantes. As orbitas vazias do seu crânio se transformaram num único olho vermelho.

-Não tenho muita.- respondeu Davi, surpreso.

Os dois começaram a correr dos Pokémon, que saíram atrás deles flutuando.

-Esse Dusclops invocou outros Duskulls!- disse Davi.
-É o fim!- berrou Emily.

Davi virou para trás e retornou Manectric, que tentava derrotar os perseguidores.

-Vocês não passam daqui!- ele gritou para eles.

O Dusclops apontou para Davi e olhou para seus companheiros, que continuaram avançando.

-Davi, você vai ser acertado!- avisou Emily.
-Melhor eu do que você.- respondeu Davi.

Os Duskulls atiraram várias esferas negras, acertando Davi, que caiu na hora machucado.

-Davi!- gritou Emily.
-R-Relaxa aí... Eu ‘tô bem...- disse Davi, se apoiando no chão.

Dusclops olhou para os Duskulls com um ar decepcionado e ergueu a mão. Togepi saiu da Pokéball, determinado a proteger seu pai.

-Togepi! Não!

Dusclops criou uma aura negra envolta de sua mão, criando um soco negro que avançou contra Davi. Togepi pulou na frente dele, cancelando o ataque com um golpe cruzados dos braços.

-T-Togepi?- murmurou Davi, segurando o estomago.

Emily ficou com lágrimas de orgulho nos olhos, logo sorrindo.

-TOGEPI! Você foi incrível!

Togepi sorriu maroto e fez que sim com a cabeça, logo começando a brilhar. Seu corpo alongou, criando duas asinhas de anjo. Seus braçinhos e pernas também se alongaram e ficaram mais fortes. Agora ele tinha também um pescoço, mas seu corpo ainda tinha as formas geométricas de antes.

-Ele evoluiu!- exclamou Emily, surpresa.
-É mesmo... Vai, Togetic...- murmurou Davi, sorrindo fracamente.

Togetic começou a voar em volta dos inimigos, balanços os dedos. Ele começou a soltar vários golpes. Primeiro foi uma esfera de água, depois uma rajada de fogo imensa e então um grande raio de energia solar. A essa altura, só Dusclops continuava em pé, muito ferido.

-Vamos lá, Togetic! Acabe com esse malvado!- ordenou Emily, confiante.
-Não!- exclamou Davi, e tirou uma Pokéball do bolso- Não vamos deixar esse malvado livre, não é, Togetic?

Togetic fez que sim e pegou a Pokéball. Ele saiu voando em alta velocidade na direção de Dusclops, que começou a disparar raios de gelo na direção do inimigo.
Togetic começou a mudar a direção dos ventos, os navegando livremente. Dusclops se viu desprotegido e foi acertado pela Pokéball.

-Aerial Ace...- murmurou Emily.

A Pokéball balançou várias vezes, mas soltou várias faíscas, sinalizando sucesso. Emily correu até Togetic, que pegou a Pokéball.

-Isso, Togetic. Você nos salvou, bebê!

Togetic cruzou os braços irritado.

-Filho?- corrigiu-se Emily.

Togetic deu de ombros. Emily se virou para Davi, que tentava se levantar.

-E onde você estava com a cabeça, mocinho?!- ela perguntou.
-Como assim?!- perguntou Davi, surpreso.
-Se atirando na frente das Shadow Balls daquele jeito!- exclamou Emily, furiosa.- Sabe o que teria acontecido se Togetic não tivesse te salvado?
-Ahm... Eu ia mergulhar de cabeça no riacho frio da morte?- chutou Davi.
-Ah, vamos logo!- exclamou Emily- Esse lugar me dá arrepios.

Emily o arrastou pelo chão. Togetic olhou preocupado para o pai, voando ao seu lado.

-Viu só, filho? Você salva as mulheres mas elas ficam bravas com você!- riu Davi, machucado.
-Pare de envenenar a cabeça do nosso filho!- disse Emily.

Davi passou o dedo na boca em sinal de silencio.

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Kai Akiyama em Sab Nov 26, 2011 10:57 am

Pokémon
The Ultimate Journey
Capitulo 42: Um novo rival! A força combinada dos amigos!

Anteriormente em Pokémon TUJ...
Davi e Emily visitaram a Lost Tower, o lugar de descanso de todos os Pokémon mortos de Sinnoh. Os dois foram atacados por vários Pokémon. Para defender o pai, Togepi evoluiu para Togetic após ouvir os elogios dos dois. No final, Davi acabou capturando o líder Dusclops. Agora, os nossos heróis acabam de chegar a Hearthome...


-Ok, pessoal! Chegamos em Hearthome!- disse Emily, feliz.
-Finalmente, meus pés já estavam cheios de bolhas!- reclamou Tyson.
-Ah, eu vou direto pro ginásio ganhar essa Badge logo...- disse Davi, não muito confiante.
-Não, vamos ir pro Pokécenter primeiro pra recuperar os Pokémon e eu mandar os novos capturados para o vovô!

Os três caminharam pela cidade, procurando pelo Pokécenter.

-Ali, gente! Vocês vem juntos, certo?- perguntou Emily.
-Ah, nossos Pokémon já estão curados com Potions!- respondeu Tyson.
-Vamos direto pro ginásio.- completou Davi, animado.
-Boa sorte, Davi!- desejou Emily, e entrou no centro.

Davi e Tyson andaram na direção do ginásio, que ficava na outra rua. Mas quando Davi foi entrar no ginásio, um garoto esbarrou nele, fazendo-o cair.

-Ei, olha pra onde anda!- exclamou Davi, do chão.

O garoto usava um casaco preto e branco, assim como sua calça e seus sapatos. Ele tapava seu cabelo loiro com uma toca também preta.

-Você que deveria olhar!- ele respondeu, atrevido.
-Ei! Não fale assim com meu amigo!- disse Tyson, bravo.

O garoto colocou as mãos nos bolsos e fez que não com a cabeça.

-Não tenho tempo para tolos como vocês.- ele disse, friamente.

O garoto deu as costas para eles e andou um pouco pela rua. Davi se levantou e apontou para ele.

-Ei, volte aqui! Você pensa que pode simplesmente derrubar as pessoas e sair andando como se elas não existissem?!
-Olha aqui, o que vocês querem de mim?!- o garoto perguntou, irritado.

Ele se virou e olhou para eles.

-Se um de vocês está pensando em me desafiar, podem esquecer.

Davi e Tyson se entreolharam irritados.

-Por quê? Tem medo de perder?- perguntou Davi.
-Se tiver um pouco de honra, lute contra nós!- desafiou Tyson.

O garoto tirou duas Pokéballs dos bolsos.

-Como vocês quiserem. Uma batalha em dupla, para vocês me deixarem em paz!
-Tudo bem! Vai, Honchkrow!- chamou Tyson, liberando o Pokémon Chefão.
-Leafy, vá com tudo!- exclamou Davi, lançando a Pokéball de seu Grotle.

Os dois Pokémon se observaram, como se avaliassem um ao outro.

-Prepare-se para enfrentar Tyson e Davi!- exclamou Tyson, confiante.
-Se essa foi uma tentativa informal de se apresentar, saibam que meu nome é Lazor. Magmortar, Electivire! A batalha!- exclamou o garoto.

O primeiro Pokémon tinha uma aparência humanóide. Ele era vermelho e seus braços terminavam em dois canhões. Ele parecia não ser muito rápido, pois tinha uma grande massa de gordura.
O segundo também era humanóide. Ao contrário do outro, ele tinha uma pelagem eriçada, amarela com listra pretas. Ele também tinha duas caudas pretas com coloração vermelha no final. Parecia estar carregado de eletricidade.

-Magmortar, comece com Smokescreen!- ordenou Lazor.

O Pokémon vermelho levantou os canhões, que soltaram uma rajada de fumaça que cobriu toda a rua.

-Agora use o Flamethrower!- continuou Lazor.

O Magmortar então lançou uma rajada de fogo de um dos canhões, acertando Leafy e Honchkrow, que não conseguiam ver nada.

-Honchkrow, bata as asas para afastar a fumaça!- ordenou Tyson.

Honchkrow começou a bater as asas, afastando a fumaça para longe. Mas Magmortar e Electivire não estavam em lugar nenhum.

-Onde eles estão?!- perguntou Davi.
-Thunder Punch! Flamethrower!- exclamou Lazor.

Magmortar pulou da terra e lançou uma rajada de fogo em Leafy, lançando-o pela rua. Electivire pulou e apareceu em cima de Honchkrow, acertando um soco elétrico e o jogando no chão.

-Estamos perdendo feio.- disse Tyson.
-Nós temos que trabalhar em equipe, cara! Vamos atacar juntos!- cochichou Davi- Leafy, suba em cima do Honchkrow!
-O que você ‘tá pensando?!- perguntou Tyson.
-Atacar por cima.

Leafy pulou nas costas de Honchkrow, que começou a voar pelo céu.

-Bom plano!- elogiou Tyson- Honchkrow, mergulhe!
-Magmortar, intercepte com Flamethrower!- ordenou Lazor.

Honchkrow começou a mergulhar na direção dos oponentes. Magmortar lançou uma enorme rajada de fogo na direção dele.

-Leafy, use o Energy Ball!- ordenou Davi.
-Honchkrow, aproveite e carregue o Sky Attack!- ordenou Tyson.

Leafy lançou uma esfera de energia que perfurou o ataque oponente, lançando-o contra Electivire. Honchkrow começou a coletar energia do céu enquanto mergulhava.

-Bloqueie com Thunder Punch, Electivire!- reagiu Lazor.

Electivire saltou com o braço carregado de eletricidade.

-Leafy, gire com Withdraw!- contra atacou Davi.

Leafy pulou das costas de Honchkrow e começou a girar emanando uma energia azul. Os dois ataques se confrontaram, mas Electivire acabou recuando.

-Finalize, Honchkrow!- ordenou Tyson.
-Electivire, intercepte!- exclamou Lazor.

Honchkrow voou em alta velocidade carregado de energia. Electivire pulou, pronto para acertar um soco em Honchkrow.

-Desvie!

Honchkrow girou, desviando do soco e acertando Magmortar, nocauteando-o e ainda lançando Leafy para o céu.

-Finalize com Energy Ball!- ordenou Davi.

Leafy pulou e lançou uma enorme esfera de energia verde em Electivire, que caiu no chão nocauteado.

-Bom... Acho que vencemos.- disse Davi, sorrindo.
-É.- confirmou Tyson, surpreso pela reviravolta.

Os dois bateram as palmas, vitoriosos. Lazor se virou e seguiu pela rua.

-Ei! Onde você está indo?!- perguntou Davi.
-E isso lhe interessa?- perguntou Lazor, friamente, e partiu.

Tyson bateu o pé no chão.

-Que irritante!
-Ah, não interessa...- disse Davi, e olhou para a porta do ginásio- Agora é a hora do desafio!

avatar
Kai Akiyama
Treinador Iniciante
Treinador Iniciante

Mensagens : 53
Data de inscrição : 29/09/2011
Idade : 20
Localização : Forks

Ficha do personagem
minha equipe minha equipe:
mochila mochila:
TMs e HMs TMs e HMs:

Voltar ao Topo Ir em baixo

capiturado Re: Pokemon-The Ultimate Journey

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum